quinta-feira, 21 de março de 2019

Misto quente

Em franca evolução e no seu melhor momento na temporada, mesmo com um time misto, o Corinthians venceu o Ituano e terminou a primeira fase do Campeonato Paulista, na liderança do Grupo C. Após um início irregular, o time está se acertando, os jogadores estão se entrosando e podemos afirmar que já temos um time e não mais o catadão que terminou o ano de 2018. Com os reforços que chegaram e, principalmente, com a volta do Carille, até os atletas que pouco renderam na temporada anterior estão se destacando. E, apesar de alguns sustos, continuamos vivos na Copa do Brasil, na Copa Sul Americana e estamos nas quartas de final do Paulistão. 
Contra o Ituano, Carille poupou os titulares mais desgastados  e mesmo assim conseguimos a vitória e a liderança do Grupo. Os jogadores que entraram deram conta da tarefa e o padrão de jogo se manteve. Num jogo equilibrado, fora de casa e contra um adversário que é líder do seu grupo, o time teve boa movimentação, trocando passes, triangulando, buscando o gol e apresentando melhor aproveitamento nas bolas aéreas ofensivas e defensivas. O Ituano não se intimidou e foi pra cima, exigindo boas defesas do Cássio. 
Gol
Na etapa final Vagner Love substituiu Boselli, que saiu com dores no joelho, Fabrício Oya entrou no lugar de Jadson e Pedrinho no de Ramiro. E foi com a participação dos garotos que saiu o gol que deu a vitória ao Corinthians. Em cobrança de escanteio do estreante Fabrício Oya, Ralf tocou para Pedrinho na esquerda que cruzou na área para Avelar cabecear no contrapé do goleiro e abrir o placar. 
Merecem destaque as atuações de Cássio, Danilo Avelar, Jadson e Pedrinho. 
Com a vitória e a liderança do Grupo C garantida, o Timão, com 21 pontos, 6 vitórias, 3 empates, 3 derrotas e 58% de aproveitamento enfrentará na próxima fase a Ferroviária. O jogo de ida será no domingo, 24/03, às 19:00 horas no Estádio Doutor Adhemar de Barros, também conhecido por Estádio da Fonte Luminosa, em Araraquara, e o jogo de volta será na quarta feira, 27/03, às 21:30 horas na Arena Corinthians, em Itaquera. 


Créditos e fontes de imagens e vídeo.
globoesporte,globo.com-Fernando Dantas/Gazeta Press/gazetaesportiva.com 
youtube.com/bruno 32-globo.com 
twitter,com/@brunocassucci

segunda-feira, 18 de março de 2019

Corinthians classificado

Precisando de apenas um empate para classificar-se para as quartas de final do Campeonato Paulista, o Corinthians venceu o Oeste por 1 a 0, com gol de Danilo Avelar. Com total controle do jogo, o resultado não traduz o bom desempenho alvinegro. Com bom toque de bola e boa movimentação, o Timão mostrou evolução na defesa e na criação e o placar só não foi maior devido aos erros no arremate final. Dessa vez a bola chegou ao ataque, foram 24 finalizações, 10 certas, 14 fora e apenas 1 gol. Apesar das bolas fora e dos chutes fracos, é preciso ressaltar as defesas do goleiro do Oeste, que impediram um placar maior. 
Se a defesa não sofreu gol, o setor de criação, com boas triangulações e infiltrações, foi eficiente e mostrou evolução em relação ao início da temporada.
Gol
Individualmente, merecem destaque as atuações de Jadson, cuja entrada proporcionou maior movimentação no setor ofensivo, do Danilo Avelar, não só pelo gol, mas pelo conjunto da obra, do Pedrinho e do Boselli. Cabe ressaltar que o atacante argentino já assimilou o estilo de jogo do Corinthians, mas a ansiedade para fazer gol está interferindo no seu desempenho. 
Com o resultado o Timão, com 18 pontos, garantiu sua classificação para as quartas de final, fase na qual terá pela frente a Ferroviária. Resta definir, porém, o mando de campo de cada um dos jogos. O líder tem a vantagem de definir o mata-mata em casa. O Oeste, com 12 pontos, está dois pontos atrás do São Paulo no Grupo D. 
Na próxima rodada, a última da competição, o Corinthians enfrentará o Ituano, na quarta feira, 20/03, às 21:30 horas (de Brasília) no estádio Novelli Júnior, em Itu. O Oeste, no mesmo dia e horário, receberá o Mirassol, na Arena Barueri. 

Créditos e fontes de imagens e vídeo 
placar.uol.com.br-Marcos Ribolli/globoesporte.globo.com 
youtube.com/Futebol na Veia-globo.com 

quinta-feira, 14 de março de 2019

Bom desempenho e bom resultado

Pela terceira fase da Copa do Brasil, o Corinthians venceu o Ceará no estádio Governador Plácido Castelo, em Fortaleza pelo placar de 3 a 1 e, no jogo de volta, na Arena Corinthians, poderá se classificar para a próxima fase, mesmo se perder por um gol de diferença. 
O campo pesado, pela forte chuva que caiu em Fortaleza, e que atrasou o início da partida, criou dificuldades para ambos os times. Mesmo assim, aos 8 minutos de jogo, Júnior Urso abriu o placar para o Timão, mas, aos 21 minutos, em cobrança de pênalti, Juninho deixou tudo igual no Castelão. O gol animou o time cearense que, empurrado pela torcida, passou a controlar o jogo. 
Na etapa final, as substituições realizadas pelo Carille foram bastante efetivas. Para reforçar o meio campo e anular as investidas do Ceará, o técnico trocou Boselli por Ramiro, colocando Vagner Love mais adiantado e centralizado. E aos 16 minutos, com um belo passe de Sornoza, Vagner Love desempatou a favor do Timão. Importante salientar que foi a 7ª assistência de Sornoza na temporada. Carille promoveu ainda a troca de Sornoza por Jadson, que aos 26 minutos fez um golaço, após certeiro cruzamento de Danilo Avelar.
Gols
Apesar das dificuldades decorrentes do gramado pesado e cheio de poças d'água, o Timão fez um bom jogo e venceu sem sustos e sem sofrimento. Com boa atuação ofensiva e bastante concentrado, o resultado correspondeu ao bom desempenho da equipe. E ainda teve um pênalti claro de Brock, que derrubou Vagner Love dentro da área, não assinalado pelo árbitro. 
Individualmente, merecem destaque as atuações de Vagner Love, o melhor jogador em campo, Júnior Urso, Jadson, Cássio e Clayson. Destaque negativo para a dupla de zaga, principalmente para o estabanado Manoel que fez o pênalti que resultou no gol cearense. Danilo Avelar vem melhorando a cada jogo, fazendo jus à confiança de Carille. 
Os dois últimos jogos do Timão, o empate com o Santos e a vitória em Fortaleza, demonstraram a evolução da equipe na temporada e que o trabalho do Carille e de sua comissão técnica tem sido bastante produtivo. O Corinthians já apresenta um padrão de jogo e melhorou o entrosamento em campo. Carille vem conseguindo rodar a equipe com opções para as diferentes posições. Apesar do progresso no meio campo e no setor ofensivo, a zaga ainda não se encontrou e é o calcanhar de Aquiles do time. A dupla titular é lenta e estabanada, e os reservas parece não terem a confiança do técnico.
Com o resultado, o Corinthians pode até perder por um gol de diferença no jogo de volta da terceira fase, dia 3 de abril, às 21:30 horas (de Brasília), em sua Arena em Itaquera, para se classificar. O Ceará precisa vencer por três ou mais gols de vantagem para avançar e vitória cearense por dois gols leva a decisão para os pênaltis. Importante lembrar que gols marcados fora de casa não são mais critério de desempate.
O próximo compromisso do Corinthians será contra o Oeste no próximo domingo, 17/03, às 16:00 horas (de Brasília), na Arena Corinthians, em Itaquera, pela 11ª rodada do Campeonato Paulista. O Ceará tem clássico contra o Fortaleza, também no domingo, às 18:00 horas, na Arena Castelão, pela sexta rodada da Copa do Nordeste.

Créditos e fones de imagens e vídeo 
globoesporte.globo.com-Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians/globoesporte.globo.com-Divulgação/Staff Images/gazetaesportiva.com-tudotimao.com 
youtube.com/Bruno32-globo.com 

domingo, 10 de março de 2019

Bom desempenho - Mau resultado

O Corinthians fez o seu melhor jogo da temporada e o resultado não traduz o bom desempenho da equipe. Com boa movimentação, firme na marcação, muita intensidade e boas triangulações, o Timão pressionou o adversário, buscou o gol, mas apresentou problemas no arremate final. Assim, embora tenha controlado o jogo, não conseguiu sair com a vitória. Faltou o principal, faltou o gol. 
Com uma semana para trabalhar, a primeira do ano, Carille conseguiu corrigir as falhas defensivas que o time vinha apresentando e os jogadores apresentaram-se em melhores condições físicas. Sem Gustagol e com Boselli ainda em processo de adaptação ao futebol brasileiro, o Corinthians não conseguiu balançar as redes, apesar do bom desempenho de Clayson, o melhor jogador em campo, e Pedrinho, que infernizaram a defesa santista. Também merecem destaque as atuações de Ralf, seguro na cobertura da zaga, de Fagner e de Vagner Love, que entrou muito bem no jogo. 
Com o resultado, o Corinthians, com 15 pontos, seguido da Ferroviária com 14, do Bragantino com 10 e do Mirassol com 9, apesar de liderar o Grupo C, ainda não garantiu a classificação para a próxima fase. O Santos, com 23 pontos, já classificado, lidera o Grupo A e o campeonato. 
O próximo compromisso do Corinthians será contra o Ceará na quarta feira, 13/03, às 21:30 horas, no Castelão, em Fortaleza, pela terceira fase da Copa do Brasil. E no domingo, 17/03, o Timão receberá o Oeste às 16:00 horas em sua Arena em Itaquera, pelo Paulistão. Já o Santos, pelo Campeonato Paulista, enfrentará o Novorizontino na sexta feira, 15/03, às 20:30 horas no Pacaembu. 

Créditos e fontes de imagens 
globoesporte.globo.com- Marcos Ribolli/globoesporte.globo.com 

domingo, 3 de março de 2019

Salvo pelo Cássio

Muda o adversário, muda o local do jogo, muda a zaga, só não muda o script. Tomamos mais um gol de bola parada, o 11º na temporada e quase perdemos do lanterna do campeonato. E continuamos com problemas no passe, na criação, a bola não chega aos atacantes e quando chega eles erram a finalização. 
Em Sorocaba, contra o fraco São Bento, repetimos os mesmos erros e fomos salvos pelas boas defesas do Cássio, o melhor corinthiano em campo. O Timão saiu na frente com um belo gol de Clayson aos 38 minutos do primeiro tempo, mas vacilou na etapa final e sofreu o empate com um gol de Paulo Henrique. Se o primeiro tempo foi ruim, o segundo foi pior. O Corinthians recuou e foi ainda menos ofensivo, dando muito espaço para o adversário e quase levou a virada, que só não aconteceu devido às defesas do Cássio e ao chute errado do Alecsandro no final do jogo. 
A arbitragem foi confusa, inverteu faltas, usou critérios diferentes na distribuição de cartões e deixou de assinalar um pênalti sofrido pelo Vagner Love. 
Desta vez, as substituições feitas pelo Carille não surtiram o efeito esperado. Gustavo Silva, que substituiu o amarelado Clayson, nada produziu em campo. Pedrinho, que entrou no lugar de Richard, até conseguiu melhorar o meio campo, mas essa melhora não alterou o resultado da partida. Gustagol, que substituiu o apagado Boselli, teve pouco tempo de atuação e foi prejudicado pela má qualidade do jogo coletivo. E ainda sofreu um entorse no joelho esquerdo devido a uma entrada dura do Luizão. 
Carille reconheceu a queda de produção do time no segundo tempo e a atribuiu ao cansaço físico devido à maratona de jogos e viagens no mês de fevereiro. 
Com o resultado, o Corinthians, com 14 pontos, permanece na liderança do Grupo C, seguido pela Ferroviária, com 13 pontos, pelo Bragantino com 10 e pelo Mirassol com 8. O São Bento, com 4 pontos, continua na lanterna do Grupo B e do campeonato. 
O próximo compromisso do Timão será contra o Santos no domingo, 10/03, às 16:00 horas em sua Arena em Itaquera. O São Bento, no mesmo dia, receberá a Ponte Preta no estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba.  

Créditos e fontes de imagens 
globoesporte.globo.com-Reprodução TV/meutimao.com.br 

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

Adios hermanos

Após um primeiro tempo ruim, sem posse de bola, com marcação frouxa e jogando muito recuado, o Corinthians foi para o vestiário perdendo de 1 a 0, resultado que classificaria o Racing. Mas, como bom estrategista, Carille arrumou o time no intervalo, que voltou para a etapa final mais concentrado, mais aguerrido e com outra postura. A troca de Clayson por Vagner Love deu mais mobilidade e velocidade à equipe alvinegra e, aos cinco minutos da etapa final, após cobrança de escanteio por Sornoza, de voleio, o atacante igualou o placar em Avellaneda. 
O que vimos no segundo tempo foi um outro Corinthians. Mais organizado e com outro ânimo, o Timão só não venceu no tempo normal devido às boas defesas do goleiro adversário. 
Assim, com 2 a 2 no placar agregado, a decisão foi para a cobrança de pênaltis e Cássio, o herói da noite, com duas defesas, classificou o Corinthians para a próxima fase. 
Com a bola rolando, Vagner Love foi o melhor em campo e Cássio, ao defender as cobranças de Dominguez e Solari, decretou a eliminação da equipe argentina. 
Sabíamos que seria um jogo difícil, pois além de enfrentarmos o atual líder do campeonato argentino, enquanto eles estão no 20º jogo do torneio nacional, o Corinthians está em início de temporada e com um elenco muito renovado, o que influi no entrosamento do grupo e nas condições físicas, técnicas e táticas da equipe. Somente agora, Carille está definindo o esquema tático e dando um padrão de jogo ao time, enquanto o Racing, na reta final do campeonato argentino, já tem um padrão de jogo consolidado e seus jogadores encontram-se em melhores condições físicas e técnicas. 
O adversário da próxima fase será definido apenas em abril, por meio de sorteio, quando essa fase eliminatória terminar. Até lá, Carille terá tempo para trabalhar, corrigir as falhas e tornar o Corinthians mais organizado, entrosado e competitivo. 

Créditos e fontes de imagens 
placar.uol.com.br-EFE-Juan Ignacio Roncoroni-globoesporte.globo.com 

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

Valeram os três pontos

Numa partida tecnicamente fraca e mesmo jogando com um a mais em todo o segundo tempo, o mistão do Corinthians sofreu para vencer o Botafogo e voltar para São Paulo com os três pontos. O que vimos em campo foi um time desentrosado, burocrático, sem criatividade e um jogo sonolento. 
Devido ao jogo de quarta feira contra o Racing na Argentina, o Timão atuou com um time recheado de reservas, comprometendo o entrosamento da equipe. Sem criatividade, o time nada produziu no primeiro tempo, obrigando Carille a voltar do intervalo com Clayson no lugar de Ramiro. Mas o time só começou a criar com a entrada de Pedrinho em substituição ao Júnior Urso. Mas foi a entrada de Gustavo que propiciou maior presença na área e o gol que garantiu a vitória alvinegra. Pedrinho levantou bola na área, Gustavo escorou, e Boselli colocou para dentro do gol. 
Gol
Individualmente, merecem destaque as atuações de Pedrinho, Gustavo e Boselli, os responsáveis pelo gol que garantiu a vitória corinthiana. Ramiro e Vagner Love não foram bem e foram substituídos. Coletivamente, o time sofreu com o desentrosamento e com problemas na armação e na criação, problemas que só foram resolvidos com as entradas de Pedrinho e Gustavo no jogo. 
Com a vitória, o Corinthians, com 13 pontos, continua na liderança do Grupo C do Paulista. Já o Botafogo, com 4 pontos, permanece na "lanterna" do Grupo D. 
Na próxima rodada do Paulistão, o Timão enfrentará o São Bento, sábado, 02/03, em Sorocaba. Mas, antes desse confronto, o Corinthians irá à Argentina jogar contra o Racing pela Copa Sul Americana, na quarta feira, 27/02. O Botafogo enfrentará a Ponte Preta, em Campinas, na segunda-feira, 04/03. 

Créditos e fontes de imagem e vídeo 
globoesporte.globo.com-Djalma Vassão/Gazeta Press/gazetaesportiva.com 
youtube.com/Mundo da Bola-globo.com