terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Três pontos no sufoco

Melhores momentos
Eu que sonhava com uma goleada, acabei me tornando uma séria candidata às previsões furadas do blog do Paulo Monteiro. O sonho, por pouco, não virou pesadelo. Sub valorizei o adversário ou supervalorizei a situação atual do meu Coringão? Creio que cometi os dois erros. O jogo mostrou o que sempre soubemos, diante do Corinthians, todos os times fazem o seu jogo da vida. E mostrou, também, que ainda estamos mal das pernas e que temos que melhorar muito, tanto física quanto tecnicamente. A parte tática até que não foi tão mal, foram criadas algumas boas jogadas, mas faltou fôlego, pontaria e objetividade nas finalizações, um pouco mais de tranquilidade e de fazer valer o entrosamento de um time que não teve perdas no seu elenco principal. 


Ficha Técnica - Corinthians 1 x 0 Linense 
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP) 
Data: 29 de janeiro de 2012, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília
Público: 16.510 no total
Renda: R$ 461.185,50
Árbitro: Marcelo Rogério (SP) 
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (ambos de SP) 
Assistentes adicionais: Camilo Morais Zarpelão e Adriano de Assis Miranda (ambos de SP) 
Cartões Amarelos: Ânderson, Diego Macedo, Bruno Quadros e Fabão (Linense); Élton e Jorge Henrique (Corinthians) 
Gols: Corinthians: Emerson, aos 34 minutos do segundo tempo. 
Corinthians: Júlio César; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo (Jorge Henrique) e Alex; Émerson (Vitor Júnior) e Liedson (Élton) - Técnico: Tite 
Linense: Douglas; Fabão, Bruno Quadros e Ânderson; Diego Macedo, Makelelê, Elias, Éder e Alexandre Silva (Bruno Farias); Lenílson (João Henrique) e Chimba (Neto) - Técnico: Pintado

Infelizmente, o jogo esteve muito longe do futebol apresentado no 1º tempo do amistoso contra o Flamengo e revelou a existência de problemas físicos e técnicos bem como a falta de entrosamento. Com um início dinâmico e com predomínio da posse de bola, até conseguimos ser ofensivos e criar algumas jogadas, todas desperdiçadas. Depois, o time diminuiu o ritmo e ficou um jogo morno. Dava a impressão de displicência e de que os jogadores estavam acreditando que fariam o gol na hora que quisessem. 
Mas, um lance polêmico deu o maior susto na torcida, causou muito chororô no adversário e deu muita munição para a imprensa anti soltar os cachorros em cima da arbitragem e, por tabela, desancar o Corinthians. Apito amigo, (Milton Neves), gol mal anulado (Gaciba), benefício aos grandes (Neto), "O Linense foi operado cirurgicamente pelo árbitro Marcelo Rogério,na derrota para o Corinthians.Uma vergonha." (Alexandre Praetzel no twitter) e outras babozeiras semelhantes povoaram os jornais, programas esportivos de rádio e TV, sites, blogs e o twitter.

Mas, eis que surge a prova do "crime" favorecendo o acusado e mostrando que o juiz acertou no lance. Será que os que que tentaram desqualificar nossa vitória vão ter a hombridade de pedir desculpas? E porque os mesmos detratores do Timão se calaram diante dos dois pênaltis não marcados a nosso favor, um em Fábio Santos, pelo Diego Macedo e o outro no Liedson, pelo Fabão? E as faltas não marcadas? Porque se calaram? Onde está o profissionalismo?
Na etapa final, o cansaço chegou, o gás acabou, o time desligou e o Linense voltou com sua defesa melhor posicionada. Nossos erros de passes possibilitaram vários contra ataques do adversário e nos deram alguns novos sustos. Para dar mais velocidade e energizar o time Tite trocou Danilo por Jorge Henrique e Liedson por Elton. 
Mas, somente aos 34 minutos, a rede finalmente balançou. Alex cruzou da esquerda e Douglas afastou com um tapa, mas a bola sobrou para Emerson à direita da área e o Sheik chutou de primeira para marcar um lindo gol e colocar o Timão em vantagem. Quatro minutos depois, Tite promoveu a saída do camisa 11, muito aplaudido, para a entrada de Vitor Júnior. Após o gol, o jogo diminuiu o ritmo. O Linense não teve força para reagir e o Timão só esperou o tempo passar para comemorar mais um triunfo.
Mas, apesar da vitória, nem o Tite gostou do desempenho do time e criticou muito a falta de garra e de vontade dos jogadores durante o jogo.
Tite cobrou o time por não ter matado o jogo antes e pela falta de pegada e de decisão dentro do campo. 
"Deve ter tido 60% ou mais de posse de bola. Mas, ficam pensando que vão fazer o gol a qualquer momento.O time tem que ir pra dentro. É assim que se faz. É isso que careceu."
A bronca do Tite
Criticou, também, a falta de empolgação do time ao fazer o gol e mandou um recado para o Émerson, que na visão do técnico, comemorou o gol timidamente.
As explicações do Émerson
 
Tal puxão de orelha levou o atacante a ter que se explicar. Muito boa praça, o atacante atribuiu sua comemoração comedida ao próprio significado do ato, um agradecimento a Deus pelo gol marcado, bem como às dores que estava sentindo.
Eu só estranhei uma coisa. Porque essa bronca com a comemoração do Émerson? Quando o Alex, uma contratação pedida pelo técnico, não comemorou o gol que fez em Porto Alegre contra o Internacional o Tite não fez nenhuma crítica. Por que o Sheik mereceu um puxão de orelha e o Alex não?
Com tantos problemas para serem resolvidos e com tantas falhas para serem corrigidas, não se justifica tamanho foco numa comemoração nem a bronca naquele jogador, que mesmo com dores, lutou o jogo todo, (e assim vem fazendo em todas as partidas) e fez o gol salvador.
Entre esses problemas, merece atenção especial a saída de bola. Também neste jogo, faltou paciência pra trabalhar a bola e, apesar do zagueiro "boneco de Olinda" do adversário, com mais de 2 metros de altura, as bolas altas continuaram sendo lançadas na área para os nossos baixinhos atacantes. O jogo revelou uma certa afobação, dificuldade de manter a bola nos pés e falta de concentração nos arremates das jogadas, o que implica na necessidade de acertar o passe e as finalizações. 
E como afirmou o Domingos no seu blog:
 "A FIEL VAI EMBORA PENSATIVA: PRECISA MELHORAR"
O próximo jogo do Corinthians será na próxima 4ª feira, 01/02, contra o Ituano, na cidade de Itu. Mas isso já é assunto para o próximo post.

Créditos e fontes de imagens
meutimao.com.br
Sérgio Barsaghi/Gazeta Press/gazetaesportiva.net
sportv.globo.com/youtube.com
domingossccp.blogspot.com
domingossccp.blogspot.com
domingossccp.blogspot,com
meutimao.com.br
Sérgio Barsaghi/Gazeta Press/gazetaesportiva.net
domingossccp.blogspot.com
Agência Estado/esporte.ig.com.br
TV Lance/lancenet.com.br
gazetaesportiva.net
domingossccp.blogspot.com
domingossccp.blogspot.com

domingo, 29 de janeiro de 2012

Corinthians X Linense, um jogo pra golear

Respeitando o adversário, mas sem falsa modéstia, vejo o próximo jogo do Timão como a oportunidade de aumentar o saldo de gols e se aproximar da liderança do Campeonato Paulista. Em seu terceiro jogo do torneio e no 5º da temporada, vamos enfrentar um time que em apenas dois jogos já levou 6 gols. Além disso, o jogo será no tapete verde do gramado do Pacaembu e não em um pasto esburacado e de grama alta e irregular, como ocorreu em Guaratinguetá. E com o apoio da Fiel.
O técnico Tite confirmou que não vai fazer mudanças na equipe que venceu o Guaratinguetá, na última quarta feira e declarou que não pretende promover um revezamento de atletas para chegar em boas condições à Libertadores. E afirmou: "Não vou poupar ninguém para lugar nenhum. Quem ficar poupando, depois vai se lamentar: ah, por que não me preparei antes?".
Ficha Técnica - Corinthians X Linense
Local: Estádio Municipal do Pacaembu, São Paulo (SP) 
Data/hora: 29/01/2012 - 17 horas (horário de Brasília) 
Árbitro: Marcelo Rogério (SP) 
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (ambos de SP)
Assistentes adicionais: Camilo Morais Zarpelão e Adriano de Assis Miranda (ambos de SP) 
Corinthians: Júlio César; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo e Alex; Émerson e Liedson. Técnico: Tite
Linense: Douglas; Ânderson, Fabão e Bruno Quadros; Diego Macedo, Elias, Makelelê, Éder e Alexandre Silva; Chimba e Lenílson. 
Técnico: Pintado


O Corinthians não terá alterações na sua equipe titular, devendo iniciar a partida com o mesmo time que começou o jogo contra o Guaratinguetá, na quarta-feira. Para o banco de reservas foram relacionados Danilo Fernandes, goleiro, Welder, lateral, Marquinhos, zagueiro, Edenílson, meia, mas que também atua como volante, Vítor Júnior, meia, Jorge Henrique e Élton, atacantes..
As mudanças estão no  banco de reservas, com o zagueiro Marquinhos, campeão da Copa São Paulo, e Vítor Júnior, que fez sua estréia no amistoso contra a Lusa. 
Ambos ficam no banco e podem ter a primeira chance de jogar com a camisa do time profissional do Corinthians em uma partida oficial.
William, Wallace e Paulo André, lesionados, estão em tratamento no Departamento Médico e Adriano faz uma programação especial para perda de peso e aprimoramento físico.
A opção tática continua sendo a mesma anterior, com o time armado no 4 2 2 2, com dois meias e dois atacantes.
No último treino, além do já tradicional apronto ou treino fantasma, onde os titulares posicionados em campo, (sem a presença do time reserva), recebem orientações do treinador, os jogadores participaram do rachão e treinaram faltas, em especial Chicão e Alex. 
O rendimento de ambos foi bom. Revezaram no gol os goleiros Júlio César, Cássio e Danilo Fernandes. Terminado o treinamento, os jogadores partiram para a concentração, no hotel do próprio CT Joaquim Grava. 
No resumo histórico de jogos contra o Linense, o Corinthians leva vantagem. São 11 jogos desde o primeiro confronto, com oito vitórias corinthianas, um empate e apenas duas derrotas para o adversário. A última vez que se enfrentaram foi em 2011, em Lins, no estádio Gilberto Siqueira Lopes. Com um gol contra de Bruno Quadros e outro de Liedson, o Alvinegro derrotou a equipe do interior paulista por 2 a 0.
Embora nossos jogadores ainda não estejam na sua melhor forma física e técnica, nossa equipe é muito superior e jogando em casa, num gramado bem cuidado e não num pasto, com o apoio da torcida, tem tudo para fazer um ótimo jogo e até para golear. O adversário tem uma defesa fácil de ser vazada, o que poderá nos facilitar. Por outro lado, nossa defesa foi bem no último jogo, embora tenhamos que melhorar na marcação e nos desarmes. Além disso, jogando num gramado em boas condições, não teremos necessidade de tirar o pé, como ocorreu no jogo de Guaratinguetá.
E, para descansar e/ou preservar os mais suscetíveis de lesão, espero que o Tite entre logo no 2º tempo com Vítor Júnior e Élton. E que entre mais alguém do banco, onde mais necessitar. Vai ser uma boa oportunidade pra dar ritmo de jogo e testar os reservas. Afinal, nossa maratona é longa e vamos precisar de todo o elenco em boa forma física e técnica.

Créditos e fontes de imagens
Arte GE. Net/gazetaesportiva.net
fielitapira.blogspot.com
TV Lance/gazetaesportiva.net
Tom Dib/lancenet.com.br
Fernando Donasci/esporte uol.com,br
Ricardo Matsukawa/esportes.terra.com.br
Fernando Dantas/Gazeta Press/gazetaesportiva.net
Agência Estado/globoesporte.globo.com
Agência Estado/globoesporte.globo.com
Agência Estado/esporte.ig.com.br
Agência Estado/esporte,ig.com.br
Agência Estado/globoesporte.globo.com
lanceactivo.com.br

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Corinthians e Fluminense - A última batalha


Diz o ditado popular que "recordar é viver." E, nada melhor na vida do que reviver momentos de alegria, momentos de felicidade, momentos de emoção, momentos de esperança no futuro da nossa Nação. Melhor ainda é poder documentar esses momentos, torná-los permanentes para, no futuro, podermos reavivar, pelas imagens, as doces lembranças gravadas na memória e no coração.

Vinte e cinco de janeiro de 2012 foi o dia em que ocorreu um desses momentos marcantes. Nesta data, o Corinthians, com uma campanha invicta e gloriosa, com 8 vitórias, 30 gols marcados e somente 2 tomados, sagrou-se octacampeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior, ao vencer o Fluminense, de virada, num Pacaembu lotado pela Fiel.
A sempre e perseverante Fiel, aquela mesma que na véspera enfrentou filas imensas e que chegou logo cedo pra incentivar a garotada e não perder o espetáculo. Mas, não apenas os torcedores comuns foram ao Pacaembu. Dirigentes, técnico do time principal e até o técnico da seleção de base do país, também foram prestigiar a grande final.
Vídeo motivacional
Nos vestiários, concentração total. Muita adrenalina, muita esperança, muita confiança... Confiança demonstrada e testemunhada por aqueles que um dia já estiveram em situação semelhante e sabiam o que os meninos estavam sentindo. Por isso, transmitiram todo o apoio e o incentivo necessários para o êxito da garotada naquela batalha final.  
Os dirigentes e o técnico do Timão não se omitiram. Antes da bola rolar, foram lá no vestiário, pra garotada incentivar. E depois, se juntaram à torcida, para a equipe apoiar.
O jogo foi tenso, muito pegado. Os dois times entraram pra ganhar. Nada de moleza nem de tranquilidade. Nossa garotada parecia ansiosa, o gol não saia e o 1º tempo acabou empatado. Mas, logo no início da etapa final, levamos um susto. Os cariocas abriram o marcador. 
Aí, a Fiel, que já estava jogando junto, ampliou o apoio e o incentivo. Continuou gritando, agora mais alto e com mais força. E nossos meninos valentes, do susto se recuperaram rapidamente. 
Não desanimaram, não se entregaram, continuaram lutando e eis que numa cobrança de escanteio, o capitão Antonio Carlos, empatou a partida, para o delírio da Fiel. Mas, o jogo continuou pegado e, apesar do adversário não dar brechas, o Timãozinho continuou lutando. 
No final, o Fluminense até parecia estar conformado em levar a disputa para os pênaltis e mais se defendia do que atacava, até que aos 43 minutos, numa nova cobrança de escanteio, Antonio Carlos, novamente, marca mais um gol de cabeça, desempatando a partida, liquidando a fatura e conquistando o octacampeonato da Copa São Paulo de Futebol Júnior.
Título sofrido, de virada, na raça e na superação. Num jogo diferente dos anteriores, tenso, pegado, disputado bola a bola, onde os gols não saíram dos pés dos atacantes, mas da cabeça do zagueiro. Até ouso sugerir um novo feriado da Nação: Dia 25 de janeiro, "dia nacional do zagueiro". Veja como saíram os gols e  a entrevista do nosso herói.
Gols e entrevista do capitão Antonio Carlos
Mas, em nenhum momento, o time entregou os pontos. Nem a Fiel torcida, que mesmo depois do gol sofrido, continuou acreditando, apoiando e incentivando. Eis uma pequena amostra do importante papel da torcida e da força que emana das arquibancadas e das numeradas.
A torcida, sempre Fiel
No final, toda essa energia foi compensada. O sofrimento, a angustia e a ansiedade, ficaram no passado. 
Mais uma vitória desse Timãozinho gigante, ousado, guerreiro, valente, persistente, técnico, habilidoso e aguerrido, que tão bem incorporou o espírito mosqueteiro. Mais uma vitória da superação das dificuldades estruturais pelas quais os juniores passaram quando cederam seu espaço para a construção do novo estádio do Corinthians. 
Uma vitória, também da competência e da experiência, não só do técnico Narciso e de seus auxiliares, mas de toda a diretoria de base do futebol do Corinthians. Vitória para mostrar para todos aqueles que tanto criticaram e desmereceram nossa base, que nossos jovens nunca estiveram abandonados nem desprezados, que sempre foram valorizados e que, apesar dos percalços do caminho e das dificuldades impostas pela mudança de domicílio, sempre tiveram apoio, incentivo, orientação e os cuidados necessários para a sua formação esportiva e, principalmente para o desenvolvimento dos valores humanos pertinentes ao exercício da cidadania.
Comemorando muito
Como sempre se colhe o que se semeou, a conquista do título da Copinha é mais um indício do sucesso da nova safra. É bom relembrar que esse time conquistou, em 2011, o bi campeonato mundial sub 17, vencendo o clube considerado o maior celeiro de craques do Planeta, o badalado Barcelona. É, também, a esperança do futuro da Nação Corinthiana numa nova política de valorização da base e de sua articulação com o time principal, voltada para a integração gradativa dos novos talentos no elenco.
Nossa rapaziada foi aprovada com louvor no vestibular da bola, com menção honrosa no quesito raça. Que o Corinthians seja capaz de dar continuidade ao trabalho, lapidando os novos talentos e que os jovens não esmoreçam diante dos novos desafios, são os desejos e os votos da torcida Fiel. Tudo concorre para o sucesso futuro do Timãozinho e para o engrandecimento do Timão, porque eles já demonstraram, na prática, que incorporaram a garra e o espírito de luta corinthiano. Eles já sabem que 
Corinthians 2 Fluminense 1 (jogo completo)




Créditos é fontes de imagens
Miguel Schincariol/lancenet.com.br
Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Fernando Donasci/esporte.uol.com.br
Futura Press/esporte.ig.com .br
corinthians.com.br
Marcos Ribolli/globoesporte.globo.com
Marcos Ribolli/globoesporte.globo.com
Fernando Donasci/esporte.uol.com.br
Miguel Shincariol/lancenet.com.br
Miguel Shincariol/lancenet.com.br
gazetaesportiva.net
gazetaesportiva.net
domingossscp.blogspot.com
Diego Ribeiro/globoesporte.globo.com
TV Globo/youtube.com
esportes.terra.com.br
aquiecorinthians.wordpress.com
TV Brasil/youtube.com

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

No dia dos meninos, nossos "velhinhos" mostraram serviço


Guratinguetá e Corinthians não foi um jogo brilhante. Jogando num pasto e contra um time remontado, desentrosado e muito mal, técnica e taticamente, jogamos para ganhar, fizemos o resultado no 1º tempo e administramos o jogo na etapa final. Vencemos sem sustos, mas, também, sem brilho. Não aproveitamos nossa superioridade no jogo para aumentar o saldo de gols, tiramos o pé, talvez para prevenir lesões, pois o campo estava num estado deplorável. Podemos dizer que jogamos pro gasto. 

Ficha técnica: Guaratinguetá 0 X 2 Corinthians

Local: Estádio Dario Rodrigues Leite, em Guaratinguetá (SP)
Data: 25 de janeiro de 2012, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)

Árbitro: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)
Assistentes: Marco Antonio de Andrade Motta Junior e Claudenir Donizeti Gonçalves da Silva (ambos de SP)
Assistentes adicionais: Fábio de Jesus Volpato Mendes e José Cláudio Rocha Filho (ambos de SP)
Cartões amarelos: Leandro Silva, Marcinho e Nenê (Guaratinguetá); Danilo e Willian (Corinthians)
Gols: CORINTHIANS: Chicão, aos 27, e Alessandro, aos 42 minutos do primeiro tempo

Guaratinguetá: Jaílson; Leandro Silva (Pio), Vagner, Walter e Vanderson; Éverton, Daniel (Djavan), Gercimar e Nenê; Marcinho e Charles (Lúcio Flávio)
Técnico: Roberto Fonseca

Corinthians: Júlio César; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Alex (Cachito Ramírez) e Danilo (Jorge Henrique); Émerson (Willian) e Liedson
Técnico: Tite

Chicão, titular pela primeira vez na temporada, e o capitão Alessandro balançaram as redes. Com o gramado em condições precárias, as duas equipes exploraram as laterais do campo para criar as melhores jogadas ofensivas. Alessandro foi presença constante pela direita, frequentemente acionado por Danilo, enquanto Fábio Santos apareceu menos.
O 1º gol saiu aos 27 minutos,  e teve início numa cobrança de falta de Alex. O meia  levantou a bola na área, Leandro Castán cabeceou e Jaílson espalmou. Liedson, impedido, aproveitou o rebote e a bola sobrou na outra trave para Chicão, sozinho, estufar a rede. Volta por cima do zagueiro artilheiro, que também foi bem na defesa.
Aos 42 minutos, Alessandro recebeu a bola de Danilo e, numa bela jogada individual, avançou, passou por três defensores do Guará, tocou na saída do goleiro, marcando um belíssimo gol. Era a volta do Guerreiro e a redenção do lateral, que não foi bem nos últimos jogos e, contra o Mirassol, saiu vaiado pela torcida.
Na volta do intervalo, Tite manteve a equipe que iniciou o jogo. O time da casa até tentou agredir mais, mas o Corinthians, com boa atuação da zaga e do goleiro Júlio César, não deu a mínima chance para o adversário. Com a vantagem e a vitória nas mãos, o Timão passou a administrar o placar e fazer o tempo correr. O Guaratinguetá tentou reagir, mas não conseguiu . Apesar de ainda errar muitos passes e apresentar problemas em jogadas pelo alto na defesa, o Timão controlou bem o jogo e nas poucas vezes em que o adversário levou perigo, Júlio César salvou.
Com a vitória parcial, o Corinthians diminuiu sensivelmente o ritmo no começo do segundo tempo. Émerson já não corria tanto pelas laterais e com o Guaratinguetá mais empenhado, Tite, para fazer a sua equipe voltar a ser vibrante, colocou Jorge Henrique e Willian nos lugares de Danilo e Émerson. Ramírez substituiu Alex, fazendo a equipe segurar por mais tempo a bola no campo ofensivo, e, nos momentos finais, quase fez o 3º gol. Liedson cansou e quase não apareceu na etapa final. Com a partida ganha e com os 3 pontos garantidos, o Corinthians não correu mais riscos e segurou o placar até o apito final.
Com a vitória, construída de forma tranquila, e, já no primeiro tempo, o Corinthians melhorou sua atuação em relação às suas duas últimas partidas: derrota para a Portuguesa, em amistoso, e vitória suada contra o Mirassol, na estreia do Estadual. Além disso, física, técnica e taticamente, o Corinthians teve um desempenho superior, em relação ao dos jogos anteriores. Mas, apesar da evolução da equipe, o desgaste físico interferiu na queda do rendimento no 2º tempo, o que foi agravado pelo péssimo estado do gramado, esburacado, com grama alta e irregular, que parecia mais um pasto do que um campo de futebol.
A escalação de Danilo no lugar de Willian deu mais consistência à equipe, fortalecendo o meio campo, facilitando a troca de passes e liberando os laterais para o ataque. Com o meio de campo mais forte, Alex não ficou sobrecarregado, o time foi mais eficiente e não perdeu velocidade. Embora Danilo seja um jogador mais lento, com ele em campo, o time, ganha em estatura, permitindo melhor aproveitamento das jogadas aéreas. 
Por sua vez, a boa atuação de Chicão e Alessandro, indícios da possibilidade da ressurreição do bom futebol por eles apresentado no passado, agregam muito ao time. 
É indubitável que, se voltarem a jogar com a técnica e a raça de outrora, serão decisivos no presente, como foram na conquista de outros campeonatos.
Em relação ao Tite, parece que além de ser "bom de grupo" ele está ficando, também, "bom de tática". Conseguiu armar o jogo com dois meias, fez as substituições adequadas e soube administrar o resultado, sem expor os jogadores a lesões no péssimo gramado de Guaratinguetá. Só acho que ele poderia ter feito as substituições mais cedo e ter preservado o Liedson na etapa final.
Pelo que a televisão mostrou, pareceu-me que a torcida maior era a nossa. Mas, isso não é novidade. Já estamos acostumados.
Com o resultado obtido, o Corinthians, com 100% de aproveitamento, ocupa o 3º lugar na classificação, com os mesmos 6 pontos do São Paulo e do Paulista, mas com menor saldo de gols.




Créditos e fontes de imagens
meutimão.com.br
Folha Press/Arte UOL/esporte. uol.com.br
youtube.com
Agência Estado/globoesporte.globo.com
esporte.uol.com.br
portalr3.com.br
Agência Estado/esporte.ig.com.br
gazetaesportiva.net
esporte.uol.com.br
Ari Ferreira/Agência Lance

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Guaratinguetá X Corinthians - Vencer é obrigação

Prosseguindo na sua maratona, o Corinthians enfrenta hoje o Guaratinguetá, time que disputou a Série B do Brasileirão com o nome de Americana, para onde havia migrado. De volta às origens, o time adversário foi totalmente reformulado, sendo que apenas cinco atletas permaneceram e mais de 20 foram contratados para a temporada de 2012. Na 1ª rodada do Campeonato Paulista, o Guaratinguetá  foi derrotado por 3 a 0 pelo Ituano, jogando fora de casa.
Ficha Técnica
Guaratinguetá X Corinthians

Local: Estádio Dario Rodrigues Leite, em Guaratinguetá (SP)
Data: 25 de janeiro de 2012, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)
Assistentes: Marco Antonio de Andrade Motta Júnior e Claudenir Donizeti Gonçalves da Silva (ambos de SP)
Assistentes adicionais: Fábio de Jesus Volpato Mendes e José  Cláudio Rocha Filho (ambos de SP)


Guaratinguetá:
Jaílson; Pio, Padovani, Rafael e Fábio; Éverton, Jucimar, Marcinho e Djavan; Charles e Aloísio
Técnico: Roberto Fernandes


Corinthians:
Júlio César; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Alex e Danilo; Émerson e Liedson
Técnico: Tite


Assim como na vitória por 2 a 1 sobre o Mirassol, o Timão entrará em campo com 11 titulares que já estavam no clube no ano passado, mas, com duas mudanças em relação ao jogo anterior. O zagueiro Paulo André, que ainda não alcançou o ápice de sua forma física, deixa o time para a entrada de Chicão, na impossibilidade de utilizar o Wallace que fraturou o nariz durante o treino. Na frente, sai o atacante Willian e entra o meia Danilo, com o intuito de  reter a bola pelo maior tempo possível no campo de ataque. 
Assim, muda-se o esquema tático, com a adoção do 4 2 2 2, no lugar do 4 2 3 1 do jogo anterior, com dois meias responsáveis pela armação.
Se o Chicão mantiver a apatia dos amistosos, Tite trocou 6 por meia dúzia. Mas, se ele entrar com garra e vontade, poderá se redimir e readquirir o prestígio perdido. O jogo de hoje pode ser para ele a grande oportunidade de resgatar o brilho de sua carreira. 
Quem sabe se com 2 meias, o time consegue melhorar a criação!? Assim espero e desejo. E, por favor, Fábio Santos e Alessandro: Interditem as avenidas laterais, não percam tantas bolas e corram um pouquinho mais.
Apesar da falta de ritmo de jogo, da forma física não ideal e de ser início de pré temporada, hoje o time precisa vencer. Nós somos o campeão brasileiro de 2011, os pentacampeões e o adversário é um time remontado, ainda sem entrosamento e tecnicamente inferior. Hoje não tem desculpa. É jogar para ganhar. E sem susto, sem sofrimento. Siga o exemplo da molecada e joguem com garra, com raça, com determinação. Eu sei que vocês sabem, mas não custa lembrar mais uma vez que 




Créditos e fontes de imagens
Arte. Net/gazetaesportiva.net
gazetaesportiva.net
Carlos Augusto Ferrari/globoesporte.com
Ayrton Vignola/Agência Estado/globoesporte.globo.com
gazetaesportiva.net
esporte.uol.com.br
aquiecorinthians.wordpress.com