terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Corinthians X Catanduvense

O que esperar de um jogo entre o líder do campeonato, com 26 pontos e com 4 de diferença do 2º colocado, e o 18º colocado com apenas 7 pontos, em crise administrativa e brigando com o prefeito, com apenas um vitória em 10 jogos, sem vencer há 4 rodadas e que perdeu o último jogo de 4 a 2 do Bragantino?
Uma goleada, diria um ET que está chegando agora no Planeta Terra. Mas, eu e você leitor(a), que já conhecemos o time e seu treinador, ficaremos muito felizes com um 2 a 0, que possa nos tranquilizar durante o jogo e não temer por um gol de contra ataque, falta ou escanteio.
Como iremos pro jogo? Quem será o preservado da vez? Quem sai? Quem volta? Quem entra no lugar de quem? E o Catanduvense? Quem apita? Quem auxilia? Quem ajuda atrás do gol? Quer saber? 
Veja como foi o treino e consulte a ficha técnica.
Treino do Corinthians
video

video
Ficha técnica - Corinthians X Catanduvense
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 29 de fevereiro de 2012 (quarta-feira)
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Braghetto
Assistentes: Carlos Augusto Nogueira Junior e Rogério Pablos Zanardo
Assistentes Adicionais: Flávio Rodrigues de Souza e Júnior César Lossávaro
Corinthians: Júlio César; Alessandro, Chicão, Wallace e Fábio Santos; Edenílson, Paulinho, Danilo e Alex; Willian e Liedson. Técnico: Tite
Catanduvense: Filippi; Lorran, Cléber e Ednei; Du, Fabinho Carioca, Alex Willian, Diniz e Anderson Paim; Alemão e Tiago Mineiro. Técnico: Roberval Davino
Além dos titulares, também foram relacionados para o jogo e ficarão como opção de banco Cássio, goleiro, Marquinhos, zagueiro, Ramon, lateral esquerdo, Ralf, volante, Douglas, meia, Élton e Gilsinho, atacantes.
Ralf foi preservado devido ao desgaste físico pela sequência de jogos, pois dos 14 jogos do ano, disputou 13. Por isso, iniciará o jogo no banco de reservas. 
Como o Ralf não tem substituto à altura, a comissão técnica aproveitará sua ausência para observar o desempenho de Edenilson na função. Para Tite, o volante Gomes, campeão da Copinha e recém promovido da base, ainda não está preparado para assumir a posição. Daí o improviso de Edenilson que desempenha no time a função de 2º volante.
As outras modificações na equipe são os retornos do lateral direito Alessandro, do meia Danilo e do centroavante Liedson, os dois primeiros recuperados de lesão e o atacante, poupado no jogo anterior para prevenir desgaste físico. Eles retomam suas posições, onde no último jogo foram substituídos por Welder, Ramírez e Adriano. Ramires está servindo à Seleção Peruana, Adriano continua em processo de recuperação física e Welder não foi relacionado nem pro banco.

O zagueiro Leandro Castán, com problema na panturrilha esquerda, será substituído por Wallace. Será uma oportunidade de dar-lhe ritmo de jogo, caso precise ser utilizado na Libertadores, uma vez que Paulo André ainda está em processo de recuperação de cirurgia e Marquinhos e Felipe não foram relacionados para a neurose. Aliás, ainda não entendi porque tendo Marquinhos e Antonio Carlos na base, contrataram mais um zagueiro.

Dr Joaquim Grava fala sobre o joelho do Liedson
video
Embora seja importante poupar Liedson de alguns jogos, devido ao seu histórico de lesões, esse cuidado perderá a efetividade se ele tiver que buscar a bola na intermediária e marcar no campo de defesa, como tem ocorrido. Como centro avante, deverá ficar mais na área e sua função defensiva seria marcar a saída de bola dos zagueiros adversários. Como seus joelhos têm problemas de cartilagens, a tática que vem sendo utilizada é prejudicial ao seu desempenho bem como à manutenção da sua forma física, como bem já alertou o Dr Joaquim Grava.

Douglas ficará no banco. Se ele já está muito próximo de sua forma física ideal, como admitiu o Tite em entrevista, não vejo razão de insistir com o Alex, que não está jogando nem pro gasto. Este jogo seria a oportunidade de dar ritmo de jogo ao Maestro e de melhorar a armação do time. Realmente, não entendo essa insistência do Tite com o Alex, que tirando raras ajudas em lampejos do craque que já foi um dia, ainda não justificou o gasto feito em sua contratação. Por enquanto, só gasto e não investimento. Desejo que o Alex estreie urgentemente, mas, se isso não ocorrer, que o Tite tenha o bom senso de substitui-lo.

O jogo será em casa, com a nossa torcida e com poucos desfalques no time. Se Edenilson não der conta, Ralf estará à disposição e poderá entrar. Gostaria de ver Marquinhos na zaga, mas, como também tenho umas recaídas da neurose, entendo a escalação do Wallace. Nem vou afirmar que o adversário é fraco e seria um jogo pra golear. Caí na real e não tenho mais ilusões. Hoje me contento se o time só começar a administrar o resultado com 2 a 0 e não com 1 a 0. Na minha idade não posso expor meu coração há muito tempo de tensão e não quero enfartar antes da inauguração da nossa Meca.

Créditos e fontes de imagens
lancenet.com.br
gazetaesportiva.net
gazetaesportiva.net
globoesporte.globo.com
globoesporte.globo.com
globoesporte.globo.com
Ânderson Rodrigues/globoesporte.globo.com
Ânderson Rodrigues/globoesporte.globo.com
Fernando Dantas/Gazeta Press/gazetaesportiva.net
São Paulo Acontece/band.com.br/tv/youtube.com
rac.com.br
anapaulasouza.blog.terra.com.br

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Vitória magra garante a liderança

Melhores momentos
video
Ficha técnica - Corinthians 1 x 0 Botafogo-SP
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 25 de fevereiro de 2012 (sábado)
Horário: 18h30 (de Brasília)
Renda: R$ 561.449,00
Público: 17.162 pagantes
Árbitro: Robério Pereira Pires
Assistentes: Reinaldo Rodrigues dos Santos e Cláudson Lincoln Beggiato
Assistentes Adicionais: Fabio de Jesus Volpato Mendes e Márcio Roberto Soares
Cartões Amarelos: Tiago Ulisses e Alex Barros (Botafogo-SP)
Gols: Corinthians: Adriano, aos três minutos do primeiro tempo.
Corinthians: Júlio César; Welder, Chicão, Wallace e Fábio Santos; Ralf, Paulinho (Douglas), Alex e Cachito Ramírez (Edenílson); Willian (Gilsinho) e Adriano. Técnico: Tite
Botafogo-SP: Juninho; Alessandro, Marco Aurélio, Marquinhos e Alex; Gláuber, Leandro Carvalho (Tiago Ulisses), Léo Gonçalves e Camilo (Felipe); André Dias e Clebinho (Fabinho). Técnico: Vagner Benazzi

A festa começou logo na entrada. Ovacionado pela torcida e cercado pela molecada, Adriano mal conseguia se locomover em campo. E recebendo tamanha carga de energia, retribuiu o carinho logo nos momentos iniciais da partida e com aquilo que mais sabe fazer, gol.
Se a vitória foi magra o gol foi do Gordo. Três minutos foram suficientes para o Adriano mostrar que ainda tem muito gás pra queimar e pra tapar a boca dos abutres que já o consideravam liquidado para o futebol e carta fora do baralho.
Willian roubou uma bola no campo de ataque, passou para Ramírez, o peruano cruzou para Alex que errou o chute. A bola foi em direção à linha de fundo, e Adriano tocou para o gol. 
Infelizmente, depois do gol, o Corinthians tirou o pé e, passivo e esperando o tempo passar, pouco criou. Tal postura animou o Botafogo, que terminou a primeira etapa com o dobro de finalizações do time mandante. Com chutes de fora da área, o adversário acertou o alvo três vezes e obrigou Júlio César a trabalhar. Ao todo, o Botafogo chutou oito vezes a gol contra apenas quatro do Corinthians. A única chance do Timão foi numa cabeçada do Adriano, num cruzamento do Paulinho. E, ainda fomos para o intervalo com menor posse de bola que o adversário. (47% contra 53% do Botafogo-SP).
A nova dupla de meias, Alex e Ramires, não deu liga, errando muitos passes e nada criando. Nunca achei que iria dizer isso, mas Danilo fez falta no jogo. Com meias com características mais ofensivas, faltou alguém que armasse as jogadas pelo meio e os laterais pouco avançavam. Welder quando pegava a bola no campo de defesa empacava e, na zaga, Chicão parecia querer se livrar logo da gorduchinha e mandava chutão pra área. Se continuar assim, o Xerife vai acabar sendo contratado pra garoto propaganda das Duchas Corona. E, apesar de toda a dificuldade, Douglas continuava no banco.
Aos 18 minutos do 2º tempo saíram Willian e Ramírez para a entrada de Gilsinho e Edenílson. Na sua 1ª jogada, Gilsinho cruzou a bola para o Adriano, que só não marcou devido a boa defesa do goleiro Juninho. Logo a seguir, Alex cruzou para o Chicão que cabeceou tirando tinta da trave. Foi a única boa jogada do meia.
Somente aos 37 minutos da etapa final, Tite cedeu aos pedidos da torcida. Douglas entrou no lugar do Paulinho, que saiu do campo com dores. E, já nos acréscimos, numa jogada fácil, em que apenas deveria proteger a bola, Wallace arruma um escanteio, 
Se Tite aprovou a atuação de Adriano, o mesmo não ocorreu em relação à equipe. Ele reconheceu que faltou intensidade nas jogadas e precisão no passe. E, por incrível que pareça, afirmou que o gol no início prejudicou o time, além de atribuir ao desgaste a perda de qualidade e o mal desempenho diante de um time tecnicamente fraco. Aliás, se o time adversário não fosse tão ruim, poderíamos ter saído sem a vitória.
Concordo que a ausência de 6 jogadores pode ter interferido no entrosamento da equipe e que o desgaste físico decorrente de dois jogos semanais é um fator prejudicial. Mas, o que faltou foi um melhor desempenho dos meias na armação das jogadas, bem como  uma atuação mais ofensiva dos laterais, o nosso calcanhar de Aquiles. 
Se Adriano foi o melhor em campo, o nome do jogo, Alex foi o nosso ponto fraco. Aliás, não entendo tanta insistência do Tite com o meia, que até agora não justificou o alto investimento na sua contratação. E o mais estranho é que, sendo o pior homem em campo ainda vem fazer cobranças dos demais jogadores. 
Adriano, além de ser o autor do gol, quase ampliou o placar, sendo que quase todas as outras oportunidades de marcar passaram por ele. Mostrou boa evolução física e técnica, conseguiu atuar os 90 minutos e foi o melhor jogador em campo. Já o Alex, errou muitos passes e não conseguiu armar as jogadas.
Com a vitória, o Corinthians abriu vantagem na liderança do estadual, agora com 26 pontos. Mas, o Timão ainda não conseguiu empolgar e vem de resultados apertados. Das oito vitórias, seis foram apenas por um gol de diferença e, somente contra Guaratinguetá e Portuguesa, conseguiu vencer por dois gols.
Era um jogo pra golear. Adversário fraco, no Pacaembu e com a torcida apoiando. Mas, preferimos nos acomodar e a partida, só administrar. Valeu pelos 3 pontos e pela ressurreição do Adriano. No final, num lance bobo, o atabalhoado do Wallace ainda arruma um escanteio pro Botafogo. O Marquinhos não teria marcado essa bobeira. Alex ainda não estreou, mas o Tite deixou que continuasse errando até o fim. E o Douglas no banco. Se fosse exame escolar teríamos passado raspando. Nota: um cinquinho e olhe lá. Menção honrosa para o Adriano e recuperação para Welder e Alex.
Com mais três pontos, o Corinthians tem quatro pontos a mais que o vice-líder Guarani, que ainda vai jogar nesta rodada. Garantida a liderança isolada por mais uma rodada, o Timão enfrentará o Catanduvense na próxima 4ª feira, dia 29/02, às 22 horas, no Pacaembu.


Créditos e fontes de imagens

meutimao.com.br
domingossccp.blogspot.com
youtube.com/sportv.globo.com
Tom Dib/lancenet.com.br
Gazeta Press/esporte.ig.com.br
globoesporte.globo.com
globoesporte.globo.com
placar.abril.com.br
globoesporte.globo.com
Marcos Ribolli/globoesporte.globo.com
domingossccp.blogspot.com
Júnior Lago/esporte.uol.com.br
meutimao.com.br

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Corinthians X Botafogo (Ribeirão Preto)

Líder isolado no Campeonato Paulista, com 23 pontos, o Corinthians enfrentará o Botafogo, da cidade de Ribeirão Preto, neste sábado, às 16:30h, no estádio do Pacaembu. Nosso adversário tem apenas 6 pontos e ocupa o 18º lugar na tabela de classificação.
Ficha técnica - Corinthians X Botafogo (SP)
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 25 de fevereiro de 2012 (sábado)
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Robério Pereira Pires
Assistentes: Reinaldo Rodrigues dos Santos e Claudson Lincoln Beggiato 
Assistentes Adicionais: Fábio de Jesus Volpato Mendes e Márcio Roberto Soares
Corinthians: Júlio César; Welder, Chicão, Wallace e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Douglas (Alex) e Cachito Ramírez; Willian e Adriano. Técnico: Tite
Botafogo (SP): Juninho; Alessandro, Marcos Aurélio, Marquinhos e Alex; Daniel Paulista, Leandro Carvalho, Léo Gonçalves e Camilo; André Dias e Fabinho. Técnico: Vagner Benazzi
O Corinthians tem uma série de problemas na equipe e deverá ir a campo com vários desfalques: Alessandro (dores musculares), Jorge Henrique (dores musculares), Danilo (dores nos tendões dos dois calcanhares), Liedson (poupado por desgaste), Emerson (pubalgia), Leandro Castán (problema na panturrilha esquerda) e Paulo André (artroscopia do joelho direito). Alex ainda é dúvida. O meia corre para se recuperar de uma pancada no joelho esquerdo para ter condições de ser escalado entre os titulares. Na manhã de 6ª feira ele não treinou e iniciou um trabalho para se recuperar da lesão. Apenas participou de uma breve palestra do Tite para os jogadores que devem ser titulares. Para o técnico, Alex está com possibilidade de ir para o jogo. "Vai fazer tratamento nesta sexta e sábado será avaliado. Se não tiver condições, aí vai o Douglas."
Com dois jogos por semana, Tite tem que saber administrar a situação do elenco, para não perder jogadores por grandes períodos. Explicando as ausências, ele afirmou que "o planejamento é manter a base, mas jogando quarta e sábado, é complicado. Tem de ficar atento quanto ao desgaste, se tomou alguma pancada, teve lesão..." E concluiu afirmando que não quer ficar poupando ninguém.
Assim, se Alex não tiver condições, Douglas irá para o jogo. Caso contrário será opção para o banco.  Não desejo nada de mal para o Alex, mas, pelo que ele não vem jogando, seria até melhor para o Corinthians que ele não se recuperasse para o jogo. Gostaria muito de ver o desempenho da dupla Douglas e Ramires. Adriano, muito perto do peso ideal e com mais confiança, será titular contra o Botafogo. Mas, para não se cansar, foi liberado pelo técnico de voltar para ajudar na marcação em jogadas de bola parada do adversário. Sua  única missão defensiva será acompanhar a saída de bola do rival até o meio campo. Com essa orientação, Tite visa  preservá-lo para as ações ofensivas, que são o pivô, o cabeceio e a finalização e evitar desgastá-lo nesse vai e volta. Que bom seria se ele tivesse esse mesmo cuidado com os joelhos do Liedson!
Com um time que se conhece bem e está entrosado, mesmo quando entra com os "reservas," só falta aumentar o número de gols nas partidas. Em apenas dois jogos, o Corinthians venceu pela diferença de dois gols, mantendo desempenho semelhante ao ano anterior, quando foi campão com vitórias magras e apertadas. Mas, se o ataque só vem fazendo para o gasto, temos a defesa menos vazada do futebol brasileiro, no Campeonato Estadual. O time, em 9 partidas só tomou 3 gols. A chegada do Maestro Douglas, um meia armador de qualidade, bem com  a recuperação do Adriano, aumentam as esperanças de termos um ataque mais efetivo, acabando de vez com as chuveiradas improdutivas na área.
No último treino tático, Tite realizou um trabalho de posicionamento da equipe, no tradicional apronto, onde os titulares vão a campo sem a equipe reserva e treinou bolas paradas. No treino de pênaltis, Adriano teve 70% de aproveitamento.
Tite não revelou quem será o comandante em campo. Para dividir a responsabilidade ele planeja dar a faixa para diferentes atletas. Para que que todos tenham responsabilidade ele vai fazer um rodizio de capitania. 
Apesar dos desfalques, tecnicamente somos muito superiores ao time do Botafogo. Minha expectativa, (ou seria um desejo?) é que superemos a diferença de dois gols. O jogo será em casa, com a nossa torcida e contra um time na zona de rebaixamento, que  luta pra não cair, que em 9 jogos só ganhou 2, perdeu 7, marcou apenas 6 gols e tomou 20. 
Temos condições de golear, desde que, após estar vencendo, o time não seja recuado e passe, apenas a administrar o resultado. Hoje é o dia de aumentar o saldo de gols, o que, na reta final do campeonato, poderá ser importante pra disputar o título em casa. 


Créditos e fontes de imagens
Arte GE.Net/gazetaesportiva.net
globoesporte.globo.com
Djalma Vassão/Gazeta Press/gazetaesportiva.net
globoesporte.globo.com
Jornal Lance/twitter.com/@matheusbenato
Luiz Moura/Gazeta Press/esportes.terra.com.br
globoesporte.globo.com
corinthiansnaveia.com
fielpari.wordpress.com
lanceactivo.com.br

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Bacalhau à moda peruana, com muita Cebolinha



Melhores momentos
video
"Foi bonita a festa pá. Fiquei contente..."
Desta vez a festa foi nossa, pra alegria da Fiel. Porque em relação à festa deles "... já murcharam a festa pá...
Depois de termos engolido o sapo da derrota no amistoso, pusemos as barbas de molho para não metermos os pés pelas mãos. Sabendo que uma derrota no Campeonato poderia nos custar os olhos da cara, Tite pôs-se a pau e queimou as pestanas para impedir que os três pontos fossem por água a baixo. Afinal de contas, o campeão da Série B não poderia ser uma pedra no sapato do campeão da Série A. Colocando mãos à obra, fez a bolerada abrir os olhos, arregaçar as mangas e ir para o campo armada até os dentes.
Ficha técnica - Portuguesa 0 x 2 Corinthians
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 22 de fevereiro de 2012, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Renda: R$ 188.070,00 
Público: 6.632 no total 
Árbitro: Leonardo Ferreira Lima (SP)
Assistentes: Fábio Luiz Freire e Maíza Teles Paiva (ambos de SP)
Assistentes adicionais: Flávio Rodrigues Guerra e Vinicius Furlan (ambos de SP)
Cartões Amarelos: Alex (Corinthians); Rogério (Portuguesa) 
Gols: Corinthians: Willian, aos 29 minutos do primeiro tempo, e Cachito Ramírez, aos 34 do segundo tempo. 
Portuguesa: Weverton; Luiz Ricardo, Gustavo, Rogério e Raí (Leandro Silva); Guilherme, Léo Silva, Maylson e Henrique; Wilson Júnior (Ricardo Jesus) e Danilo (Ananias). Técnico: Jorginho 
Corinthians: Júlio César; Welder, Chicão, Leandro Castán (Wallace) e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Alex (Cachito Ramírez) e Danilo (Edenílson); Willian e Liedson. Técnico: Tite
E deu tudo certo. Apesar de alguns desfalques, quem entrou deu conta do recado. Confiando em nossas forças e sem muito inventar, fomos pra cima dos gajos, fizemos o pão, pão, queijo, queijo e os colocamos em águas de bacalhau.
William Cebolinha foi o nome do jogo. Recuperado de lesão, agarrou sua chance com unhas e dentes, marcou, buscou o jogo o tempo inteiro, lutou muito e abriu o placar numa bela jogada em que Fábio Santos cruzou da esquerda, a bola desviou, encobriu toda a zaga da Lusa no meio da área e sobrou para Danilo. O meia rolou para o meio da área, Liedson fez o corta luz e Willian bateu forte, no alto sem chance para Weverton. Além de ter sido decisivo, marcando o 1º gol, William destacou-se pela rapidez e objetividade nas infiltrações em diagonal. 
Percebendo que estávamos com a faca e o queijo na mão, Jorginho, no intervalo, trocou os dois atacantes e melhorou o poder ofensivo da Lusa. 
Ficando mais acuado, Tite, finalmente, trocou Alex, que fazia uma péssima partida, (errou 22% dos passes e perdeu a bola 5 vezes) por Ramires. 


E bastou 12 minutos em campo para o peruano mostrar que não pode continuar como reserva do Alex. Aos 34 min, Ramirez puxou o contra-ataque e tocou para Willian, que cruzou para Liedson que fez bonito corte no zagueiro e bateu em cima de Weverton. Na sobra, Cachito Ramírez, depois de um rebeubeu na área só precisou empurrar para o gol vazio, definindo o jogo.
Gols do jogo
video
O gol do Ramires foi um verdadeiro balde de água fria no time da Lusa, que, percebendo que só lhe restava tirar o cavalinho da chuva, desistiu de buscar a reação. Os gajos ficaram a ver navios e saíram do Pacaembu de mãos abanando. Descobriram que a vitória no amistoso apenas serviu para confirmar que o 1º milho é dos pardais.
No final do jogo, a torcida da Lusa estava às trombas e foi aos arames. Muitos foram os protestos. O presidente Manuel da Lupa foi chamado de mercenário por ter levado o jogo para o Pacaembu, a casa do Corinthians. Eles tiveram razão pelo protesto. Mesmo sendo mandante, a torcida era nossa e a energia do Paca, impregnada em todo o ambiente, é genuinamente corinthiana. De fato, na 4ª feira, o Pacaembu não foi uma casa portuguesa, com certeza. A torcida continuou o protesto, pedindo jogador.
Liedson foi o capitão do time e apesar de não ter marcado o seu, participou efetivamente dos dois gols do jogo e teve uma importante atuação. Embora Tite tivesse declarado que o capitão seria Danilo, entregou a faixa para o Levezinho. Tite justificou a troca pelo fato de Liedson ter sido eleito pelos seus pares o jogador mais solidário e participativo.
Após o jogo, Tite elogiou o time, justificou os erros de finalizações e comparou o desempenho atual com o do ano passado.
video
No próximo sábado, dia 25/02, o Timão enfrentará o Botafogo de Ribeirão Preto, às 18:30h no Pacaembu.

Créditos e fontes de imagens
meutimao.com.br
Marcos Ribolli/globoesporte.globo.com
sportv.globo.com
domingossccp.blogspot.com
globoesporte.globo.com
globoesporte.globo.com
Marcos Ribolli/globoesporte.globo.com
globoesporte.globo.com
sportv.globo.com
esportes.terra.com.br
Marcos Ribolli/globoesporte.globo.com
sportv.globo.com
lanceactivo.com.br


quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Vamos jogar pra ganhar! Ora pois...

Hoje tem jogo do Coringão no Pacaembu. Portuguesa, ou seria Lusa, contra o Corinthians. No Pacaembu? Não seria no Canindé? O mando não é deles? Que confusão!!! Esclerosei de vez?
Não, está tudo certo. Afinal, como diria nosso presidente, "futebol é bu$$ine$." E, como português, de burro só tem a fama, a Lusa resolveu lucrar com o jogo e, na prática inverteu o mando. Mandou o jogo no Paca, ficou só com o Tobogã e pra nós deixou arquibancada, numerada e tudo mais. Ora pois... Sei não, mas, acho que eles estão querendo levar água no bico.
Ficha Técnica - Portuguesa X Corinthians
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 22 de fevereiro de 2012, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Leonardo Ferreira Lima (SP)
Assistentes: Fábio Luiz Freire e Maíza Teles Paiva (ambos de SP)
Assistentes adicionais: Flávio Rodrigues Guerra e Vinicius Furlan (ambos de SP)
Portuguesa: Weverton; Luiz Ricardo, Gustavo, Rogério e Raí; Guilherme, Léo Silva, Maylson e Henrique; Wilson Júnior e Danilo. Técnico: Jorginho
Corinthians: Júlio César; Welder, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Alex e Danilo; Willian e Liedson. Técnico: Tite
Os dois times  vêm de duas vitórias consecutivas, mas o Timão leva vantagem por ter números melhores, aparecendo com 20 pontos, em segundo lugar, perdendo apenas no saldo de gols para o Palmeiras. Já a Portuguesa ocupa a nona colocação, com 12 pontos.
Na Lusa Renato e Boquita, emprestados pelo Corinthians, não poderão jogar por questões contratuais. Marcelo Cordeiro, com dores nas costas, e o atacante Rafael Oliveira, também machucado, não entrarão em campo.
Por sua vez, o Corinthians também estará bastante desfalcado e não terá em campo Émerson, (pubalgia), Alessandro e Jorge Henrique, (dores musculares,), Paulo André, (artroscopia no joelho), Adriano e Alessandro, (recuperação da forma física).
Jorginho, técnico da Lusa, ficou de trombas com a ausência do Renato e do Boquita e deu com a língua nos dentes. Quase arrancando os cabelos, reclamou muito: “Eu acho um absurdo isso. Se o time não usa determinado jogador e empresta é porque ele não serve para o clube de origem. Então por que colocar no contrato uma cláusula que ele não pode enfrentar seu time?"
Ora Jorginho: Pare de nhem nhem nhem e trate de baixar a bola.  Ou então, vá pentear macacos. Absurdo seria pagar parte do salário dos jogadores e ainda permitir que eles jogassem contra a gente.
Apesar dos desfalques, espero que o Corinthians entre armado até os dentes e que o William repita a boa performance de sábado. Recuperado da lesão e com uma boa sequência de jogos, tem tudo pra brigar por um lugar ao sol na equipe alvinegra. Com certeza, vai agarrar com unhas e dentes a oportunidade que caiu em seu colo.
Alex é outro que volta pro jogo. Vou continuar batendo na mesma tecla. Se ele não descalçar as botas, (ou seria o chinelinho?) e  arregaçar as mangas, vou achar que compramos gato por lebre. Pelo que custou tem que render mais em campo do que, simplesmente, limitar-se a dar uma mãozinha em alguns jogos.
Teremos, também, a volta do Liedson, que mais do que ninguém, conhece os hábitos da Terrinha. Mas, como de Portugal, o adversário só tem o nome, isso pouco vai adiantar. O que pode fazer a diferença, é o Levezinho estar bem recuperado e não ter que estourar seu frágil joelhinho vindo buscar a bola na defesa ou na intermediária. Atenção Tite: Liedson é centro avante. Não é lateral nem volante!
E por falar em lateral, não é que o Alessandro se contundiu novamente? Parece que esperar a volta do Alessandro de 2009 é ver macaquinhos no sótão. Será que já não está na hora de tirar o cavalinho da chuva e procurar um bom lateral? 
Enquanto a diretoria e a comissão técnica fazem vista grossa e ficam à sombra da bananeira, pensando na morte da bezerra, Welder vai tendo suas chances. Se for esperto, arregaça as mangas e agarra a a oportunidade com unhas e dentes.

video

Na ausência do Alessandro, Danilo é o novo capitão. Tite até tentou explicar sua escolha, mas, falou, falou e só enrolou. Às vezes acho titês mais difícil que chinês.

Com o mando de mentirinha, a Lusa vai jogar na nossa casa e com a nossa torcida.  O Pacaembu, hoje, não será uma casa portuguesa, com certeza. Continuará sendo a nossa casa. A Fiel vai estar lá, gritando a plenos pulmões e entoando os cantos da torcida. Em campo, temos que por as barbas de molho e evitar por a pata na poça. O adversário deve esta pensando ser uma pedra no nosso sapato, ou melhor, na nossa chuteira, só porque venceu o amistoso e levou o troféu Sócrates pro Canindé. Mas, o momento era outro e aquele jogo era só um treino. Agora é pra valer e a pegada tem que ser outra. Portanto, mãos, pés e cabeça à obra. É hora de por-se a pau e ir pra cima, de respeitar o adversário, mas, sem achar que esse jogo é procurar agulha no palheiro. Só não poderemos sair da nossa casa com as mãos abanando. 
Vamos jogar para ganhar! Ora pois...


Créditos e fontes de imagens
meutimao.com.br
Arte GE.Net/gazetaesportiva.net
globoesporte.globo.com
lancenet.com.br
Carlos Padeiro/esporte.uol.com.br
digaofutebol.com
Marcelo Ferrelo/Gazeta Press/gazetaesportiva.net
Miguel Shincariol/lancenet.com.br
Agência Estado/globoesporte.globo.com
Tom Dib/lancenet.com.br
meutimao.com.br
globoesporte.globo.com
youtube.com
fotolog.com