quinta-feira, 8 de junho de 2017

Afundando a caravela em São JÔnuário

Após um primeiro tempo vencendo por dois a zero, o Corinthians voltou do vestiário desconcentrado e em dois minutos levou dois gols de bola parada e viu tudo igual no placar. Mesmo em posição duvidosa de Luiz Fabiano no primeiro gol e da bola no braço no segundo, não dá para vacilar e tomar gols por bobeira. Pablo falhou feio e um jogo que estava controlado, quase se tornou dramático. Com o empate os vascaínos se animaram, mas faltou qualidade para virar o placar, qualidade que sobrou para o Timão que soube manter a tranquilidade, continuar jogando e desempatar com Maycon. 
Gols
O primeiro gol corinthiano aconteceu aos três minutos de jogo. Clayson passou a bola para Guilherme Arana, que cruzou para o meio da área. Marquinhos Gabriel apareceu com um foguete para abrir o placar em São Januário. Aos 38 minutos Marquinhos Gabriel passou a bola para Jô nas costas de Paulão, que driblou Martín Silva e mandou para o fundo das redes. Aos 12 minutos do segundo tempo, Clayson lançou a bola para Maycon, que invadiu a área e bateu na saída de Martín Silva. Aos 38 minutos, Jô recebeu a bola de Pedrinho na direita e cruzou para o meio da área. Clayton cabeceou e contou com desvio de Pikachu para marcar o quarto gol. Aos 46 minutos, Paulo Roberto recebeu a bola na linha de fundo, cruzou para a área e Clayton escorou para o gol, fechando a goleada. 
O placar de 5 a 2 para o Timão, ao contrário do que aparenta, não significa que foi um jogo tranquilo. Ao contrário, foi um jogo nervoso, com chances para ambos os times, onde a disciplina tática prevaleceu. Mesmo assim, o Corinthians deu muito espaço e tomou alguns sustos. Felizmente, repetiu-se o script e Luiz Fabiano fez mais dois gols que se revelaram inúteis para o time dele. Marcou como nunca e perdeu como sempre. 
Outro aspecto negativo foi a péssima arbitragem, comandada por Wagner Reway, que usou critérios diferentes, favorecendo o time da casa. Só deu cartão para os corinthianos, qualquer contato físico marcava falta contra o Corinthians e deixou de assinalar várias faltas a nosso favor. E, mesmo com sete árbitros em campo, ninguém viu a posição duvidosa de Luiz Fabiano no seu primeiro gol nem seu braço na bola no segundo. 
Merecem destaque as atuações de Marquinhos Gabriel, com um gol e uma assistência, Jô, Maycon, Clayton, Clayson e Arana, que fez sua 8ª assistência no ano. Mesmo sem quatro titulares, o time manteve o padrão tático e conseguiu superar a falta de entrosamento decorrente da entrada dos reservas. As substituições no decorrer do jogo surpreenderam. Ao invés de colocar mais um volante para segurar os 3 a 2, Carille ousou mandando a campo três jogadores ofensivos. E deu muito certo. 
Apesar dos sustos, o resultado foi fundamental para manter a confiança da equipe. Mesmo com os desfalques, o time manteve o padrão de jogo e superou as dificuldades decorrentes da mudanças. Carille é o grande responsável pelo sucesso que o time vem alcançando na temporada. Com um elenco limitado, mas guerreiro, está conseguindo manter o time no pelotão de frente, credenciando-se para voos maiores. Tem o respeito do grupo e respeita seus jogadores. Com humildade e muito trabalho, vem se destacando como a grande promessa dessa temporada. 
Melhores momentos
Ficha Técnica - Vasco 2 X 5 Corinthians
Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 7 de junho de 2018 (Quarta-feira)
Horário: 21:45 horas(de Brasília)
Árbitro: Wagner Reway – MT (FIFA)
Árbitro Assistente 1: Fabio Rodrigo Rubinho – MT (CBF)
Árbitro Assistente 2: Marcelo Grando – MT (CBF)
Quarto Árbitro: Renan Antonio Angelim Rodrigues – MT (CBF)
Árbitro Assistente Adicional 1: Alinor Silva da Paixão – MT (CBF)
Árbitro Assistente Adicional 2: Rafael Odílio Ramos dos Santos – MT (CBF)
Analista de Campo: Claudio José de Oliveira Soares — RJ (CBF)
Cartões amarelos: Clayson, Pablo, Gabriel (Corinthians)
Gols: Vasco: Luis Fabiano, a um e dois minutos do segundo tempo; Corinthians: Marquinhos Gabriel, aos três, Jô, aos 39 minutos do primeiro tempo, Maycon, aos 14, e Clayton, aos 39 e aos 47 minutos do segundo tempo
Vasco: Martín Silva; Gilberto (Nenê), Breno, Paulão e Henrique; Jean (Muriqui), Douglas, Yago Pikachu, Matheus Vital e Kelvin (Manga Escobar); Luis Fabiano; Técnico: Milton Mendes
Corinthians: Cássio; Paulo Roberto, Pedro Henrique, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel, Camacho, Marquinhos Gabriel (Clayton), Jadson (Giovanni Augusto) e Clayson (Pedrinho); Jô; Técnico: Fábio Carille 
Bastidores

Créditos e fontes de imagens e vídeo
globoesporte.globo.com-Reprodução/TV Gazeta/globo.com-vasco.com.br-MAON 
youtube.com/Dalf Soccer-globo.com 
youtube.com/BDV Football-globo.com 
youtube.com/Corinthians 

Nenhum comentário:

Postar um comentário