segunda-feira, 12 de junho de 2017

Freguês bom volta sempre

Era um, eram dois, eram três... Um gol para cada zagueiro do São Paulo. E com o Lucão Delivery em campo, a entrega está garantida. E ainda tiveram gol impedido e bola no braço ignorados pela arbitragem. Quero saber para que tanto árbitro no campo se ninguém enxerga nada. Mesmo assim a vitória foi garantida e a freguesia foi mantida. Com exceção dos minutos finais, em que tomamos sufoco, o Corinthians controlou o jogo, teve mais posse de bola e foi mais agressivo. Pelo que jogaram os dois times, três a dois ficou barato. 
O gol do Gilberto, impedido, resultou de uma falta duvidosa e o do Wellington Nem de uma desconcentração de nossa defesa. Infelizmente Pablo anda meio aéreo. Será devido a sua compra ainda estar indefinida? Falhou nos dois últimos jogos, mas tem crédito. Só precisa estar mais atento e focado. 
Com mais posse de bola (52%), boa troca de passes, com boa marcação e desarmes, triangulações, construção de jogadas e bom entrosamento, apesar dos desfalques, o Timão propôs o jogo e teve mais chances reais de gol que o adversário. Mas precisa acertar o arremate final e ser menos afobado. Poderia ter matado o jogo antes e mesmo goleado, não fosse a afobação e a ansiedade em marcar o gol.
Fisicamente o time está voando, embora o Jadson ainda não esteja em sua melhor forma física e técnica. Em compensação, o "garoto" Jô está muito bem.
Gols
O melhor em campo foi o Romero, não só pelo primeiro gol, mas pelo conjunto da obra. Correu, marcou, atacou, participou dos gols e deixou o seu. E que assistência do Marquinhos Gabriel, que renasceu para o futebol. Jô não fez gol, mas participou do gol do Gabriel e sofreu o pênalti cobrado pelo Jadson, ajudando a manter a freguesia. Arana resolveu diversificar e ao invés de canetas, distribuiu chapéus. 
Se o Corinthians apresentou-se com um padrão tático definido, o mesmo não ocorreu com o São Paulo. Começou com três zagueiros, voltou diferente no segundo tempo e, com exceção dos minutos finais, mesmo assim na base do "bumba meu boi", não conseguiu se acertar em campo. Rogério Ceni como técnico, parece não passar de um goleiro cobrador de faltas. Ainda não conseguiu se encontrar nem encontrar um time. 
Com o resultado, os corintianos chegaram a 19 partidas sem derrota, com 16 pontos conquistados, mantêm a invencibilidade no Campeonato Brasileiro e a liderança da competição, não podendo ser alcançados por nenhum time nesta rodada. O São Paulo permanece com nove pontos, todos conquistados no estádio do Morumbi.
Na próxima rodada, o Timão enfrentará a equipe do Cruzeiro, em sua Arena em Itaquera, na quarta-feira, 14/06, às 21:45 horas (de Brasília), e o SPFC, no mesmo dia, visitará o Sport na Ilha do Retiro, às 19:30 horas. 

Créditos e fontes de imagens e vídeo 
globoesporte.globo.com-twitter.com/@jcpdirani-twitter.com/@SillerGunther-MAON 
facebook.com/Nação Corinthiana 
Marcos Ribolli/globoesporte.globo.com 
youtube.com/SÓ ESPORTS-globo.com 
Gero Rodrigues/Estadão/@mabragatchelo 

Nenhum comentário:

Postar um comentário