domingo, 18 de junho de 2017

Dois pontos roubados - Cartão vermelho para a arbitragem

Foi um jogo equilibrado e o empate teria sido justo, não fosse o erro descarado da arbitragem que anulou um gol legítimo do Jô, roubando-nos dois preciosos pontos, que podem nos custar a liderança do campeonato. Infelizmente, o Corinthians não jogou tudo o que sabe e o que pode. Os jogadores sentiram o novo horário, Fagner e Rodriguinho sentiram o fuso horário, Marquinhos Gabriel sentiu a coxa e Clayson continua sentindo o peso da camisa do Corinthians. E todos sentimos muito a emboscada que nossa torcida foi vítima quando se dirigia para o estádio. Parece que a polícia paranaense só é eficiente para reprimir professores em suas manifestações. 
Como donos da casa, o time paranaense iniciou agredindo mais, mas o Corinthians conseguiu sustar seu ímpeto com uma defesa segura e precisa. Nosso maior problema no jogo foi a criação, com nossos meias tendo dificuldades, principalmente após a saída do Marquinhos Gabriel. Jô ficou muito isolado no ataque e quando conseguiu chutar a bola teve seu gol legítimo mau anulado pela arbitragem. Não dá para saber se foi ruindade ou maldade dos homens do apito. Talvez as duas coisas. 
Gol mau anulado
A lamentável atuação da arbitragem foi determinante no resultado. Erros de arbitragem têm sido recorrentes nos jogos do Timão, evidenciando o baixo nível e o despreparo da arbitragem brasileira. No gol, indevidamente anulado, Jô estava atrás da linha da bola no momento do passe. 
Os melhores em campo foram a dupla de zaga, Pablo e Balbuena, o goleiro Cássio e o atacante Jô, que mesmo isolado conseguiu chegar na área adversária. O pior foi o Clayson, que ainda não se encaixou no time nem justificou sua contratação. Carille, talvez para não queimar o jogador, errou ao deixá-lo no time até o final do jogo. Pedrinho, no pouco tempo que esteve em campo, mostrou mais futebol que o Clayson. 
Entrevista do Carille
Carille reconheceu que o jogo não foi bom e atribuiu a má atuação à falta de concentração do time e apesar de ter lamentado o gol mau anulado, valorizou o ponto conquistado fora de casa. 
Fagner considerou que o desgaste dele e do Rodriguinho, bem como a diferença do fuso horário, influenciaram negativamente no desempenho de ambos. Sempre essa selenike da cbf (com minúscula mesmo) atrapalhando os times. 
Com o resultado, o Corinthians com uma invencibilidade de 21 jogos na temporada, alcançou 20 pontos no Campeonato Brasileiro com 6 vitórias, 2 empates e 83% de aproveitamento. Continua na liderança, mas pode perder a posição para o Grêmio que tem 18 pontos e poderá assumir a ponta da tabela de classificação se derrotar o Cruzeiro na noite de segunda-feira, no Mineirão. O Coritiba totaliza 15 pontos e também briga pelas primeiras colocações. 
Corinthians e Coritiba voltarão a campo na quinta-feira, 22/06 à noite. O Timão enfrentará o Bahia em sua Arena em Itaquera às 19:30 horas, e o Coritiba enfrentará o Grêmio, em Porto Alegre, no mesmo dia, às 21:00 horas. 

Créditos e fontes de imagens e vídeos 
globoesporte.globo.com-bloguedoesporto-com-MAON 
twitter.com/@globoesportecom 
youtube.com/Esportes F.C. Conde Blank-globo.com 
youtube.com/CORINTHIANO FIEL SCCP

Nenhum comentário:

Postar um comentário