segunda-feira, 28 de abril de 2014

Festa na favela: na quadra, na água, na Arena, na grama e na arquibancada

Foi o fim de semana dos sonhos para a Nação Corinthiana, com muitas alegrias e muitas emoções.

No sábado, dia 26/04, de forma invicta, o Corinthians sagrou-se campeão da Taça Brasil de Futsal, ao vencer o Tigre-PE por 7 a 2, no Ginásio Ruy do Rego Pires, em Garanhuns, no agreste pernambucano, garantindo a presença do estado de São Paulo, na divisão especial do torneio. 
No mesmo dia, a Arena Corinthians teve seu primeiro evento-teste, protagonizado por cerca de cinco mil pessoas, em sua maioria absoluta de crianças, que, numa avaliação inicial foi considerado bastante satisfatório.
Foram testados procedimentos operacionais, como acesso ao estádio, passagem por catracas, utilização de banheiros e da lanchonete. Apenas o setor Leste, que terá capacidade para 10 mil pessoas, foi aberto. O potente sistema de som que será usado no Mundial funcionou perfeitamente e, através dele, um animador interagiu com as crianças.
Apesar de serem muitas crianças, a entrada no estádio foi tranquila. Todas estavam acompanhadas por monitores, ou das escolinhas do clube ou dos locais onde estudam. Houve desde escolas públicas até academias de boxe. As catracas funcionaram bem. Isso é um alento no que diz respeito ao Mundial, já que, segundo o diretor de operações do Corinthians, Lúcio Blanco, a tecnologia utilizada, tanto dos ingressos quanto das catracas, será a mesma.
Embora o evento não tenha sido pautado pelo padrão FIFA, ele foi avaliado positivamente, pois permitiu testar desde a chegada das crianças até o estacionamento dos ônibus, a entrada das mesmas, a entrega dos lanches e a orientação de público. 
Ainda no sábado, o Timão conquistou, pela 4ª vez na história, o Troféu Maria Lenk, principal competição da natação brasileira. Após seis dias de braçadas e pernadas, foram 2.875,50 pontos, contra 1.990 pontos do Minas Tênis Clube, que terminou na segunda posição.
Além da pontuação, o Corinthians também foi o primeiro colocado no quadro de medalhas, tendo conquistado 36 pódios, com 17 medalhas de ouro, nove de prata e oito de bronze. 
Em vários momentos da competição, os atletas do Corinthians foram embalados pelos companheiros de time pelos gritos da torcida de futebol, como "Eu sou Corinthians de coração, eu sou do time que vai ser o campeão" e o conhecido "poropopó", em que os torcedores pulam abraçados na arquibancada. Até uma torcida organizada do time marcou presença neste sábado.
O comandante da natação corintiana no título foi Carlos Henrique Matheus, o Carlão, que, após a conquista, foi jogado pelos atletas na piscina.
Na equipe feminina, os destaques foram Katinka Hosszú, da Hungria, e Jeanette Ottesen Gray, da Dinamarca, que venceram, cada uma, quatro provas individuais e foram essenciais nas vitórias dos quatro revezamentos. E o único recorde brasileiro masculino quebrado na competição foi de Leonardo de Deus, do Corinthians, nos 400 metros livre. Ele ainda foi medalha de ouro nos 200 metros borboleta e 200 metros costas.
No domingo, dia 27/04, mais emoções para os corinthianos. A vitória de 2 a 0 sobre o Flamengo na despedida oficial do Timão do Pacaembu, com direito a camisa comemorativa, faixas de despedidas, apresentação e volta olímpica do filho pródigo, o volante Elias, bem como do troféu Maria Lenk pela equipe de natação. Mas, disto trataremos no próximo post.

Créditos e fontes de imagens
Zerosa Filho/CBFS/globoesporte.globo.com
Zerosa Filho/CBFS/globoesporte.globo.com
Marcos Ribolli /globoesporte.globo.com
Marcos Ribolli /globoesporte.globo.com
Marcos Ribolli /globoesporte.globo.com
facebook.com/corinthians
facebook.com/corinthians
Felipe Vaz Guimarães/globoesporte.globo.com
Guilherme Costa/globoesporte.globo.com
Satiro Sodré/CBDA/globoesporte.globo.com
facebook.com/corinthians

Nenhum comentário:

Postar um comentário