terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Apertem os cintos, o piloto sumiu

Técnico novo, pedidos de empréstimos, novas contratações, planejamento para 2017, Florida Cup, Copa São Paulo de Futebol Junior e outras demandas de um time que necessita de reforços para se reconstruir após o vexame de 2016. E ainda um pedido de impeachment do presidente. Com tudo para resolver, Roberto de Andrade, o presidente corinthiano, resolveu dar um tempo e se distrair nos Estados Unidos, onde deverá curtir férias de 20 dias, enquanto aqui em São Paulo, o circo está pegando fogo. 
A tripulação que não sumiu teve que assumir o controle da  nave. Assim, o técnico recém nomeado, o gerente e o diretor de futebol, terão que segurar o rojão e atender as demandas, que não são poucas. 
Até parece que está tudo tranquilo, que os reforços foram contratados e que o time já está montado. Mas o que existe, de fato, é muita especulação, muita falação, pouca ação e nenhuma contratação, além das já anunciadas, Jô e Luidy. O Corinthians, que já estava acéfalo com o Roberto em São Paulo, continua à deriva. Essa viagem de férias apenas reforça o descomprometimento e a omissão do presidente. Mas esperar o que, de quem nem se dá o trabalho de ir ao Parque São Jorge e trata os negócios do clube sem sair de sua concessionária de automóveis?
Esperar que 2017 acabe logo para que tenhamos um presidente de fato, e não apenas de direito, e que São Jorge nos proteja para que o time se mantenha na Série A.

Créditos e fontes de imagens 
cinema10.com.br-Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians/meutimao.com.br-MAON 
Diego Ribeiro/globoesporte.globo.com 

Nenhum comentário:

Postar um comentário