sexta-feira, 5 de junho de 2015

QUERO MEU CORINTHIANS DE VOLTA!!!

O Corinthians começou o jogo avoado, desconcentrado, sem foco e totalmente perdido. E, em quatro minutos já estava perdendo de 2 a 0. Parecia que do outro lado estava a Alemanha, mas era apenas o instável time do Grêmio. Com falhas em todos os setores, defesa, meio campo e ataque, o Timão jogou como timinho e não foi capaz de reagir. No final, 3 a 1 ficou barato. 
Nossa zaga esteve tão mal que me fez sentir saudades, não só da dupla Chicão e Castan, mas até do zagueiro Felipe. Mas, quem mandou trazerem Edu Dracena, um ex jogador em atividade, que mesmo na melhor fase do Peixe, nunca foi brilhante. 
Dos laterais, Fagner, bem como o atacante Mendonza, foi um dos poucos que se salvou do time. Falho Santos Bola nas Costas, fez mais um jogo ruim, enquanto Uendel esquentava o banco e o promissor Guilherme Arana está emprestado para o Atlético Paraná.
No meio campo, Cristian, mais parado que estátua, além de não melhorar a saída de bola, fez o time perder o poder de marcação que tinha com o Ralf. Outro ex jogador em atividade, mamando nas tetas do Corinthians. Bruno Henrique, errando tudo o que tentou e Jadsono e Renato Angústia devendo muito na criação. E errando todas as finalizações. Petros substituiu Bruno Henrique, mas nada acrescentou. O jogo estava tão ruim que nem o Danilo substituindo o Renato Angústia, conseguiu resolver.
No ataque foi onde vimos mais raça e vontade, mas faltou técnica, faltou qualidade. Romero perdeu um gol imperdível, Mendonza fez o gol de honra e perdeu outro, enquanto Vagner Love, mesmo após passar por treinamentos específicos, continuou mostrando porque era reserva na China. Se não jogava nem na China, somente o "gênio" do Edu Gaspar para achar que ele jogaria no Corinthians. 
O que vimos em campo foi um Corinthians nervoso, descontrolado, bagunçado e perdido. De um modo geral, até demonstrava um pouco mais de vontade, mas a ausência de um padrão tático mais preciso e de qualidade técnica nos fundamentos anularam totalmente as oportunidades de reação. Erraram cruzamentos, passes, finalizações e falharam na marcação. O que será que eles fazem durante os treinamentos? 
Em contrapartida, o Grêmio, mesmo vencendo, continuou atacando e foi pra cima. Administrou a vitória procurando ampliá-la e não recuando o time. Nem parecia que no seu banco tinha um técnico gaúcho.
Tite, perdidinho e desolado, parecia criança que perdeu o brinquedo. Na entrevista, repetiu o mesmo de sempre: o time está em construção, está buscando o equilíbrio e perdemos jogadores. Mas, por enquanto só perdeu Guerrero, que neste ano pouco atuou, por suspensão e dengue, está perdendo Emerson, que não estava em 2014 e que este ano ficou fora por lesões e suspensões. Mais que as perdas, péssimas contratações fizeram o conjunto do time perder qualidade. Creio que dos desfalques, apenas a ausência de Malcom pode estar prejudicando o time. Creio, também, que muitos garotos da base, emprestados, vendidos ou encostados, poderiam ser melhor aproveitados. Mas, será que Tite vai saber, ou querer, trabalhar com os garotos? Será que os empresários e seus comparsas no clube não irão preferir negociá-los?
Por incrível que pareça, após apenas 5 jogos do Brasileirão e antes mesmo de estrear na Copa do Brasil, Tite já jogou a toalha. Ao considerar que precisa dar um passo pra trás para depois dar dois pra frente, o Corinthians de Tite saiu na frente no campeonato de arremesso de toalhas. Lamentável!!!
Ficha técnica: Grêmio 3 x 1 Corinthians
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Data: 3 de junho de 2015, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio – GO (FIFA)
Árbitro Assistente 1: Alessandro A. Rocha de Matos – BA (FIFA)
Árbitro Assistente 2: Bruno Raphael Pires – GO (ASP-FIFA)
Quarto Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima – RS (ASP-FIFA)
Delegado: Alexandre Lourenço Barreto – RS (ASS)
Público: 17.971 (total de 20.231 pagantes)
Cartões amarelos: Yuri Mamute e Walace (Grêmio); Bruno Henrique, Gil e Vagner Love (Corinthians)
Gols: Grêmio: Giuliano, aos 2, Marcelo Oliveira, aos 4, e Luan, aos 38 minutos do primeiro tempo; Corinthians: Mendoza, aos 22 minutos do primeiro tempo
Grêmio: Tiago; Galhardo, Geromel, Rhodolfo e Marcelo Oliveira; Walace (Fellipe Bastos), Maicon, Giuliano e Luan; Pedro Rocha (Vitinho) e Yuri Mamute (Lincoln); Técnico: Roger Machado
Corinthians: Cássio; Fagner, Edu Dracena, Gil e Fábio Santos; Ralf, Bruno Henrique (Petros), Jadson, Renato Augusto (Danilo) e Mendoza; Romero (Vagner Love); Técnico: Tite

Créditos e fontes de imagens e vídeos
globoesporte.globo.com
Lucas Uebel/Grêmio FBPA/gazetaesportiva.net
Ricardo Taves/Agência Corinthians-globoesporte.globo.com
facebook.com/Rádio Resistência/Walter Falceta
tvuol.uol.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário