terça-feira, 19 de julho de 2016

Empate com sabor de derrota

Foi uma tarde em que o Corinthians abusou do direito de errar, Errou na escalação, errou no desempenho e na postura em campo, na defesa, no meio campo, na criação, no ataque, errou nas substituições e em tudo o que tentou. O pior é que tinha tudo a seu favor para vencer, mas não soube aproveitar o momento favorável, a semana inteira para treinar e o apoio da torcida na Arena lotada. 
Desorganizado e afobado, oscilando muito durante o jogo, errando muitos passes e perdendo muita bola, falhando na defesa e na armação, pouco criou, pouco atacou e falhou muito no arremate final. Até começou melhor, atacando, mas perdeu-se após o gol de pênalti, num erro infantil do zagueiro Yago. Até conseguiu empatar numa jogada em que o Danilo cruzou para a entrada da área, Marquinhos Gabriel bateu mal, Rodrigo Caio desviou, e Bruno Henrique, no reflexo, cabeceou para o gol. Mesmo com o empate, o São Paulo, que ganhou confiança com o gol de Cueva, bem postado defensivamente, marcava a saída de bola e o Corinthians, errando muitos passes, perdia a bola facilmente, facilitando o contra ataque adversário, que jogava nos erros da equipe alvinegra. O Corinthians perdeu 52 bolas, facilitando muito para o time do Jardim Leonor.
Com as investidas dos tricolores e com as dificuldades da zaga, nossos laterais ficaram mais presos na defesa e pouco ajudaram na armação. Na defesa, Fagner foi brilhante, salvando o Corinthians, em diversas situações. 
O Corinthians, mesmo finalizando pouco, teve duas chances claras de gol, com Rodriguinho e com Romero, mas Denis, numa tarde inspirada, operou dois milagres. 
Na etapa final, com dificuldades na criação, Cristóvão resolveu mexer no time e sacou Rodriguinho, que já tinha cartão amarelo para a entrada de Elias, que logo na primeira jogada tomou um cartão amarelo por uma entrada violenta em Centurion. Sem ritmo de jogo e com uma atuação displicente, quebrou a velocidade do meio campo e piorou muito a atuação do time, que perdeu o meio campo. Na segunda substituição, o técnico acertou ao colocar Guilherme no lugar do Giovanni Augusto, que nada produziu em campo e não conseguiu articular nenhuma jogada nem armar o time. Mas, na terceira mexida, Cristóvão foi muito infeliz e até recebeu vaias da torcida. Tirou Marquinhos Gabriel, o melhor jogador do meio campo, para a entrada de Rildo e deixou em campo o extenuado Danilo. As substituições do Cristóvão favoreceram o time adversário e o Corinthians foi pressionado até o apito final. 
Apesar da precisão nos passes, da frieza, da técnica e da experiência, a idade está pesando para o Danilo. Muito lento, teve dificuldade de atuar num jogo mais rápido e de muita movimentação, destoando do trio de armação. Embora tenha participado do gol de Bruno Henrique, não conseguiu finalizar nenhuma vez. 
Com dificuldades em todos os setores e na transição da defesa para o ataque, o Corinthians teve uma atuação muito aquém de suas reais possibilidades. A diferença esteve na postura em campo. O São Paulo encarou o clássico como a oportunidade de se recuperar das perdas de jogadores e da eliminação no México e atuou com mais vontade, com uma postura mais aguerrida. O Corinthians subestimou o adversário, supervalorizou o mando de campo e a torcida única. Até começou melhor, mas se perdeu após levar o gol, e, mesmo com o empate, não conseguiu a virada. Faltou precisão nos passes, faltou calma, faltou toque de bola, faltou efetividade na criação e força ofensiva. Acho até que faltou confiança. E assim, perdemos dois pontos preciosos em casa e a diferença para o líder voltou a ser três pontos. Foi um empate com o amargo sabor de derrota. 
Mas, não dá para creditar o resultado e os erros apenas ao técnico, embora ele tenha se equivocado na escalação e em duas substituições. Não foi ele que fez o pênalti em Cueva, não foi ele que foi inoperante na armação e afobado em campo. Mas, não deixa de ter sua responsabilidade pelas trocas equivocadas e por não ter conseguido arrumar o time no vestiário, como em jogos anteriores. Mas, cabe aos jogadores sua parcela de culpa pela afobação, pelos passes errados e pela postura pouco aguerrida. 
Com o resultado o Corinthians tem 29 pontos e continua na vice liderança, com três pontos a menos do líder Palmeiras, que venceu o Internacional e chegou aos 32 pontos, O São Paulo atingiu 22 pontos e permanece na oitava colocação. Na próxima rodada, o Corinthians recebe o Figueirense, no sábado, 23/07, às 16:00 horas, em sua Arena, em Itaquera, e no domingo, o São Paulo joga contra o Grêmio, em Porto Alegre, 24/07, também às 16:00 horas. 
Melhores momentos
Ficha técnica - Corinthians X São Paulo 
Local: Arena Corinthians, em Itaquera, São Paulo (SP)
Data: 17 de julho de 2016, domingo
Horário: 16:00 horas (de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols – PE (FIFA) 
Árbitro assistente 1: Alessandro A. Rocha de Matos – BA (FIFA)
Árbitro assistente 2: Guilherme Dias Camilo – MG (FIFA)
Quarto árbitro: Wagner Reway – MT (ASP-FIFA)
Público: 42.099 pagantes (total de 42.410)
Renda: R$ 2.620.166,00
Cartões amarelos: Rodriguinho, Fagner e Elias (Corinthians); Cueva, Hudson e Thiago Mendes (São Paulo)
Gols: Corinthians: Bruno Henrique, aos 21 minutos do primeiro tempo; São Paulo: Cueva, aos 15 minutos do primeiro tempo
Corinthians: Cássio; Fagner, Yago, Balbuena e Uendel; Bruno Henrique, Rodriguinho (Elias), Romero, Giovanni Augusto (Guilherme) e Marquinhos Gabriel (Rildo); Danilo; Técnico: Cristóvão Borges
São Paulo: Denis; Bruno, Maicon, Rodrigo Caio e Mena; Hudson, Thiago Mendes, Centurión (Gilberto), Cueva e Michel Bastos (Luiz Araújo); Ytalo (Wesley); Técnico: Edgardo Bauza 
Estatísticas
Posse de bola: Corinthians 50% x 50% São Paulo
Finalizações: Corinthians 7 x 8 São Paulo
Chances reais de gol: Corinthians 4 x 1 São Paulo
Cabeçadas: Corinthians 3 x 2 São Paulo
Bolas levantadas: Corinthians 17 x 19 São Paulo
Escanteios: Corinthians 4 x 7 São Paulo
Faltas: Corinthians 11 x 25 São Paulo
Passes errados: Corinthians 22 x 25 São Paulo
Passes certos: Corinthians 233 x 237 São Paulo
Desarme: Corinthians 43 x 73 São Paulo
Roubadas de bola: Corinthians 27 x 28 São Paulo
Impedimentos: Corinthians 0 x 5 São Paulo 
Fonte: globoesporte.globo.com
Bastidores

Créditos e fontes de imagens e vídeos 
globoesporte.globo.com-Marcos Ribolli/globoesporte.globo.com-MAON 
Djalma Vassão/Gazeta Press/gazetaesportiva.com 
Marcos Ribolli/globoesporte.globo.com 
Marcos Ribolli/globoesporte.globo.com 
Carlos A. Ferrari/globoesporte.globo.com 
youtube.com-globo.com 
youtube.com/Corinthians 

Nenhum comentário:

Postar um comentário