terça-feira, 30 de agosto de 2016

Fluminense X Corinthians - Copa do Brasil

Pelas oitavas de final da Copa do Brasil, o Corinthians enfrentará o Fluminense nesta quarta feira, 31/08, às 21:45 horas, no estádio Giulite Coutinho, em Mesquita, RJ. Sendo uma fase de mata mata, os dois times lutarão pela vitória, sendo que a decisão final será na Arena Corinthians, no dia 21 de setembro, às 21:45 horas.
Ficha Técnica - Fluminense X Corinthians
Local:
 Estádio Giulite Coutinho, em Mesquita (RJ)
Data: Data: 31 de agosto de 2016, quarta-feira
Horário: 21:45 horas (de Brasília)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha - GO (ESP)
Assistente 1: Cristhian Passos Sorence - GO (ESP)
Assistente 2: Leone Carvalho Rocha - GO (CBF-1) 
Quarto árbitro: Rodolfo Toski Marques - PR (ASP)
Assessor: José Pereira - RJ ASS)
Fluminense: Diego Cavalieri; Wellington Silva, Gum, Henrique e William Matheus; Douglas, Cícero, Gustavo Scarpa, Marcos Júnior e Wellington; Henrique Dourado; Técnico: Levir Culpi
Corinthians: Cássio; Léo Príncipe, Yago, Balbuena e Uendel; Cristian, Rodriguinho, Marquinhos Gabriel, Giovanni Augusto e Marlone; Guilherme; Técnico: Cristóvão Borges 
Além dos possíveis escalados, no Corinthians, também foram relacionados os goleiros Walter e Caíque França, os zagueiros Vilson e Pedro Henrique, os volantes Willians e Camacho, e os atacantes Isaac Prado, Lucca e Bruno Paulo.
Estão fora, no Fluminense, Jonathan, lesionado, Richarlison, seleção sub 20, Igor, Samuel e Maranhão, já atuaram por outros times no campeonato. No Corinthians, Danilo e Rildo, lesionados, Fagner e Léo Santos, seleção brasileira, Guilherme Arana, seleção sub 20, Romero, seleção paraguaia, Jean e Gustavo, já atuaram por outros times.
No Corinthians as novidades são a presença do lateral direito Léo Príncipe e a volta do meia Giovanni Augusto ao time titular. Com a saída do Elias, Rodriguinho volta a ser improvisado como 2º volante. 
O que esperar desse jogo num momento em que o time, além de desfalcado, está desmanchando-se como bolhas de sabão e os poucos reforços que chegaram, por já terem atuado por outros times, estão regimentalmente fora do campeonato? O que esperar de um time que em oito meses perdeu 20 jogadores, sem contar com os emprestados, que só usa a base em caso de extrema necessidade, que perdeu boa parte da comissão técnica e que está tendo que se remontar a cada desmanche? Que estabilidade emocional terão os jogadores e a comissão técnica para desenvolver um trabalho eficaz diante das transferências, dos desfalques e da necessidade de improvisar jogadores em posições carentes? O que pretende essa diretoria, que se elegeu com o lema da renovação e transparência, mas que na prática só mostra omissão e incompetência? Em verdade, o futebol atual do Corinthians, da base ao time principal, tornou-se um balcão de negócios e uma vitrine, para o deleite dos empresários, com a conivência de seus diretores. E os fracassos recorrentes, de total responsabilidade de seus dirigentes, acabam recaindo apenas no técnico e nos jogadores que restaram, e não na diretoria que os contratou e que está promovendo o desmanche. 
Nessa situação é difícil fazer uma análise técnica e tática do próximo jogo, quando com poucas opções, o time tem que se reformular. A contusão do Danilo e a transferência do Elias só pioraram o que já estava ruim. Não sei o que esperar desse jogo nem dos próximos, embora deseje ardentemente que ocorra o "milagre" da superação e que a mística corinthiana prevaleça sobre a incompetência e a irresponsabilidade de nossos dirigentes. 
QUERO MEU CORINTHIANS DE VOLTA

Créditos e fontes de imagens 
meutimao.com.br-Raffa Tamburini/America Rio/ofluminense.com.br-MAON 
Fluminens-divulgação/oglobo.globo.com-Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians/goal.com-MAON 
Djalma Vassão/Gazeta Press-Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians/meutimao.com.br-MAON 

Nenhum comentário:

Postar um comentário