sexta-feira, 23 de março de 2018

O avesso do avesso

Se no Pacaembu o Corinthians fez um jogo do avesso, em Itaquera o time se redimiu e fez uma ótima partida. O jogo foi o avesso do avesso, um dos melhores do ano, em que não faltou raça nem vontade e sobrou técnica e tática. Incrível a capacidade do Carille fazer a leitura do jogo e de se reinventar conforme o estilo do adversário, bem como sua coragem em mudar o que precisa ser mudado. O jogo começou intenso, com o Bragantino marcando muito e o Timão buscando os gols. Na retranca e fazendo muita cera, o adversário tentava parar um Corinthians concentrado, focado e aguerrido, muito diferente do time que jogou no Pacaembu. 
Pressionado pelo resultado adverso do jogo de ida e precisando da vitória por dois gols, Carille mudou o esquema tático para o 4-2-3-1, colocou em campo jogadores mais altos para contrapor à bola aérea do Bragantino, e as mudanças surtiram o resultado esperado. Com boa movimentação, mas sem afobação, embora bem marcado, o time mostrou um bom poder ofensivo, variando as jogadas para surpreender o adversário, com infiltrações dos volantes, chutes de média e longas distâncias e triangulações. Com 65% de posse de bola e com melhor poder de criação do meio campo e dos laterais, o Corinthians finalizou 24 vezes, 7 certas e 17 erradas, contra 8 do Bragantino, duas certas e 6 erradas, acertou 508 passes e errou 46. Pela esquerda, a dupla SidClayson infernizou a defesa do Bragantino e, embora com deficiências técnicas, Júnior Dutra cumpriu um importante papel segurando os zagueiros adversários. 
Gols
Os dois gols saíram no primeiro tempo. Aos 29 minutos Sidcley recebeu passe de Ralf na esquerda, avançou em velocidade e bateu cruzado, Guilherme Mattis, zagueiro do Bragantino, tentou interceptar e evitar o gol, mas acabou desviando para dentro da própria meta. Aos 44 minutos, Maycon recebeu a bola de Rodriguinho e da entrada da área bateu de esquerda, acertando o ângulo do gol de Alex Alves. Um golaço para carimbar a classificação para a fase semifinal. 
O jogo demonstrou a força do elenco, a capacidade da comissão técnica e a garra dos jogadores que, incansáveis, deram o seu melhor em campo e, com poucos sustos, sempre nas bolas aéreas, conseguiram reverter um resultado adverso e a obtenção da classificação. 
Individualmente, merecem destaque as atuações de Maycon, Ralf, Sidcley e Clayson. Rodriguinho não rendeu tudo o que pode, embora tenha dado o passe para o segundo gol, Matheus Vital mostrou estar em condições de assumir a titularidade e Júnior Dutra, apesar de limitado tecnicamente, cumpriu um papel tático importante. 
Com o resultado, o Corinthians, classificado para a fase semifinal do Campeonato Paulista, enfrentará o São Paulo em dois jogos, o primeiro no estádio Morumbi, no próximo domingo, 25/03, às 16 horas, e o segundo, na próxima quarta feira, 28/03, às 21:45 horas, na Arena Corinthians, em Itaquera. 

Créditos e fontes de imagens 
globoesporte.globo.com-Reprodução TV/globo.com 
youtube.com/Ligados no Timão-globo.com 
youtube.com.LeandroSportsRadios/globo.com/narração Ulisses Costa 

Nenhum comentário:

Postar um comentário