terça-feira, 22 de julho de 2014

No tabuleiro da Baiana não tem gol

Melhores momentos
video
Empate fora de casa até poderia ser um bom resultado se a partida não fosse contra um time que em 11 rodadas só venceu um jogo e está na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. E a decepção foi ainda maior, pelo bom primeiro tempo e o bom resultado no jogo anterior, contra o Internacional.
Realmente, o Corinthians não consegue jogar contra time pequeno, que fica na retranca e espera pra contra atacar. Quando o adversário sai para o jogo, o Timão consegue um bom desempenho, mas quando ele vem fechadinho, não temos uma estratégia pra furar a retranca, não chutamos de longa distância e como somos lentos nos contra ataques, damos tempo pra defesa adversária se recompor.
O grande problema do jogo foi o meio campo, onde tínhamos dois pra desarmar, Ralf e Petros e ninguém para criar. Elias errou muitos passes, nada criou e Jadson começou bem e depois apagou. E a armação ficou por conta dos chutões do Cássio e da zaga.
Consequentemente, Guerrero, sem ninguém pra armar e com o Luciano fominha e atuando mal, ficou isolado, tendo que voltar pra buscar a bola. Luciano, que contra times pequenos geralmente atua bem e faz gol , desta vez passou em branco e Guerrero só não apanhou mais que a bola e reclamou muito.
Fábio Santos, não sei se foi só pelo tranco que levou no início, ficou preso na marcação, enquanto Fagner fez sua melhor partida no Timão.
Por sua vez, nossas jogadas ofensivas foram paradas com faltas duras pelos trogloditas baianos e o árbitro, incompetente e caseiro, ficou só na conversa. Mais parecendo um psicólogo do que juiz de futebol, não teve autoridade pra sustar a violência do time da casa, mas, usando dois pesos e duas medidas, no Corinthians, viu a falta do Jadson que, amarelado, está fora do clássico de domingo e até faltas que não existiram.
Com muitos passes errados, (26 do Vitória e 43 do Corinthians), com 19 faltas do time da casa e 22 do visitante e com poucas finalizações, (6 do Vitória e 9 do Corinthians), parece que o Vitória jogou para empatar e o Corinthians para não perder. Das finalizações do Vitória, duas foram defendidas, (Dinei e Alemão), uma foi na trave, (Caio) e três foram para fora (Ayrton). Das finalizações do Timão, duas foram defendidas, (Guerrero e Romero), uma foi bloqueada (Guerrero) e seis foram para fora, (Romarinho, duas e Ralf, Cleber, Guerrero e Luciano, uma cada).
O jogo foi tão ruim, que nenhum dos times merecia pontuar. Foi uma partida feia e amarrada e só consegui vê-la até o fim porque aqui é Corinthians, apesar do time não ter jogado como Corinthians. Com um meio campo desorganizado e inoperante, com um ataque improdutivo, falhando nos principais fundamentos, (passes, lançamentos, cruzamentos e finalizações), o Corinthians ficou devendo e muito.
As substituições foram tardias. Romarinho nada acrescentou, mas Renato Augusto e Romero melhoraram a movimentação e criaram as melhores chances de gol.
Apesar de reconhecer que os corinthianos erraram muito no posicionamento e na criação, Mano Menezes reclamou da arbitragem e comemorou o 2º lugar isolado.
Mas, se com o empate o Corinthians se manteve na vice liderança da competição, agora está mais distante do Cruzeiro, somando 20 pontos, contra 25 do time mineiro. O Vitória tem 8 pontos e segue na zona de rebaixamento.
Pelo Campeonato Brasileiro, o Corinthians disputará o primeiro clássico com o Palmeiras na Arena de Itaquera na tarde de domingo e um dia antes, o Vitória (já eliminado da Copa do Brasil) buscará a reabilitação diante do Criciúma, no Heriberto Hülse.
Mas, antes disso, nesta 4ª feira, o Corinthians interromperá momentaneamente a preocupação com o Brasileirão e receberá mais uma equipe baiana, o Bahia, pela Copa do Brasil.
Ficha Técnica - Vitória 0 X 0 Corinthians
Local: Estádio Barradão, em Salvador (BA)
Data: 20 de julho de 2014, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Assistentes: Kleber Lúcio Gil e Carlos Berkenbrock (ambos de SC)
Cartões amarelos: José Welison (Vitória); Jadson (Corinthians) 
Vitória: Wilson; Ayrton, Kadu, Alemão e Euller; Adriano (Josa), José Welison, Richarlyson (Cáceres) e Léo Costa (William Henrique); Caio e Dinei; Técnico: Jorginho
Corinthians: Cássio; Fagner, Cleber, Gil e Fábio Santos; Ralf, Elias, Petros (Renato Augusto) e Jadson (Romero); Luciano (Romarinho) e Guerrero; Técnico: Mano Menezes

Créditos e fontes de imagens e vídeos
meutimao.com.br
Gazeta Press
Gazeta Press
sportv.globo.com
Gazeta Press
Rodrigo Coca/Agência Corinthians/globoesporte.globo.com
Gazeta Press
Gazeta Press
Gazeta Press

Nenhum comentário:

Postar um comentário