segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Afundamos o BARCOS porque aqui não tem PIRATA, só GUERRERO

 
Sim, temos Guerrero e mais dez, o suficiente pra afundar Barcos e derrotar Pirata. Mas, temos também um torcida que não nega fogo e não apenas torce, joga junto. E assim, 1 a 0 ficou barato para o Grêmio, cujo melhor jogador foi o goleiro Marcelo Grohe. E quando o melhor jogador é o goleiro é porque o time deixou a desejar.
O Corinthians não se fez de rogado e já chegou apresentando suas credenciais. Embalado pela torcida, pressionou o Grêmio desde o início, mostrando que quem mandava no jogo era o dono da casa. E fazendo jus à origem do nome da localidade do jogo, pedra dura em tupi, não deu moleza para o adversário. E também fez jus ao dito já popular: "Caiu em Itaquera, já era..."
A defesa não deu moleza e Gil anulou o Barcos, que mostrou que quando bem marcado, não passa de um produto Pirata. O meio campo marcou e criou e o ataque sufocou. Mas, então o que explica 16 finalizações e só um gol? A trave, que não deixou duas bolas entrarem, as cinco defesas do Marcelo Grohe, duas bolas bloqueadas e 6 bolas fora. 
Com um 1º tempo superior e dominando o jogo, o Corinthians não deixou o Grêmio jogar, o que fez Felipão voltar para a etapa final com Giuliano no lugar de Riveros, tornando o time gaúcho mais ofensivo e atuante, equilibrando momentaneamente a partida. Mas o Timão tomou o controle do jogo, ficando mais incisivo e reforçando a criação com as entradas de Luciano, Jadson e Danilo, obrigando a nova mexida do time gaúcho e a substituição de Luan por Alan Ruiz.
Mas, aos 37 minutos, Guerrero, numa jogada que iniciou com Jadson, recebeu cruzamento de Luciano, girou em cima da zaga e chutou de esquerda, abrindo o placar e selando a vitória corinthiana.
Apesar do bom resultado, nem tudo foi perfeito. Nossos laterais continuam errando cruzamentos, Luciano, embora tenha dado a assistência para o gol do Guerrero precisa jogar mais e reclamar menos, Petros tem que parar de brigar, Elias deve sair mais para o jogo e Guerrero ficar mais na área. Das substituições do Mano, só não aprovei a saída do Malcom. Seria mais útil ter tirado o nervosinho Petros.
Os gremistas saíram do campo irados e reclamando da arbitragem. Ao invés de assumirem sua má performance, preferiram culpar o juiz. O mais ridículo foi a postura do técnico, que além de insinuar um complô da CBF para prejudicar o Grêmio, reclamou de um pênalti inexistente, quando a bola bateu no rosto, e não no braço do Fábio Santos. O próprio Ramiro, jogador gremista que cruzou a bola que atingiu o lateral corinthiano, não reclamou e negou a existência do pênalti. 
Com o resultado o Corinthians alcançou 66 pontos no Campeonato Brasileiro, reassumiu a terceira colocação e tem boa vantagem em relação ao Internacional (63 pontos), ao Atlético-MG (61 pontos e com a possibilidade de ir à Libertadores através da Copa do Brasil) e ao próprio Grêmio (60 pontos). No próximo domingo, o Timão poderá confirmar sua classificação para o torneio continental diante do Fluminense, no Maracanã. Os gremistas no mesmo dia, na Arena Fonte Nova, enfrentarão o Bahia.
Melhores momentos
Gol do Guerrero
Ficha Técnica - Corinthians 1 X 0 Grêmio
Local: Arena Corinthians, em Itaquera, São Paulo (SP)
Data: 23 de novembro de 2014, domingo
Horário: 19:30 horas (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro – MG (FIFA)
Árbitro Assistente 1: Márcio Eustáquio S. Santiago – MG (FIFA)
Árbitro Assistente 2: Guilherme Dias Camilo – MG (ASP-FIFA)
Quarto Árbitro: José Cláudio Rocha Filho – SP (CBF-2)
Árbitro Assistente Adicional 1: Emerson de Almeida Ferreira – MG (CBF-1)
Árbitro Assistente Adicional 2: Renato Cardoso da Conceição – MG (CBF-2)
Delegado: Wilson Luiz Seneme – SP (ASS)
Público: 36.307 pagantes (total de 36.511)
Renda: R$ 2.644.690,00
Cartões amarelos: Cássio (Corinthians); Dudu e Alan Ruiz (Grêmio) 
Gol: Corinthians: Guerrero, aos 37 minutos do segundo tempo
Corinthians: Cássio; Fagner, Felipe, Gil e Fábio Santos; Ralf, Elias (Danilo), Petros e Renato Augusto (Jadson); Malcom (Luciano) e Guerrero; Técnico: Mano Menezes
Grêmio: Marcelo Grohe; Ramiro, Bressan, Rhodolfo e Zé Roberto; Walace, Fellipe Bastos, Riveros (Giuliano), Luan (Alan Ruiz) e Dudu (Lucas Coelho); Barcos; Técnico: Luiz Felipe Scolari

Créditos e fontes de imagens e vídeos
facebook.com/Marcelo Lopes
colorado-campeaodetudo.blogspot.com.br
facebook.com/Ricardo Corregio
Marcos Ribolli/globoesporte.globo.com
Fernando Dantas/Gazeta Press/gazetaesportiva.net
Marcos Ribolli/globoesporte.globo.com
facebook.com/Silvio Romualdo Júnior
globo.com/youtube.com
globo.com/youtube.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário