terça-feira, 2 de abril de 2013

Comemorando a Páscoa no Salão de Festas

Melhores momentos
Os coelhinhos tricolores prepararam a festa e a visita, gentilmente, ofereceu o showcolate. Eles começaram animados e, numa bobeada da defesa, que parou esperando que fosse marcada a falta de Osvaldo em cima do Alessandro, que o bandeira fingiu que não viu, abriram o placar e depois, vieram pra cima, em busca do 2º gol. O Corinthians, mesmo sem o Renato Augusto e com dificuldades na criação, conseguiu sobreviver ao inspirado meio campo tricolor e apesar das investidas do time do Jardim Leonor, segurou o rojão. 
E, como quem não faz toma, aos 42 minutos, a estrela de Danilo brilhou. Em um belo lançamento de Emerson, o meia tirou o marcador e bateu no ângulo de Rogério Ceni, para fazer um golaço e empatar a partida.
Com a partida empatada, os times voltaram do vestiário dispostos a mudar o resultado. Oportunidades foram criadas e perdidas pelos jogadores de ambos os lados. Tudo parecia encaminhar para mais um empate quando o time anfitrião resolveu iniciar um festival de lambanças. Rafael Toloi recuou uma bola na fogueira para o Rogério Ceni, Pato chegou antes e ainda conseguiu tocar na bola, mas foi derrubado pelo goleiro. O árbitro assinalou pênalti, os são paulinos ficaram histéricos e partiram para cima do árbitro, enquanto o Rogério, no chão, para impressionar, fazia seu teatrinho a parte. Ao levantar-se, mancando, chegou a ajoelhar-se diante do juiz, implorando a reversão da penalidade, mas de nada adiantou. Pato colocou a bola na marca do cal, ficou esperando acabar a pantomima e, quando autorizado pelo árbitro, bateu com categoria e desenPATOu a partida, para a festa da Fiel.
Nunca vi algo tão ridículo no futebol. No alto do seu orgulho, Rogério enCENA uma grande farsa, argumentando que nosso camisa 7 deu-lhe uma solada e fez falta. Como Pato, antes de ser chutado, vinha em velocidade e havia tocado na bola com o bico da chuteira, para o Ceni ser solado por ele, precisaria ser revogada a lei da gravidade. Além disso, levantou mancando e depois do gol, andou normalmente. Aí, lembrou-se que estava "contundido" e voltou a mancar. Ainda bem que temos o Pato e não o patético.
Mas, a chiadeira não ficou por aí. Até o Ganso, talvez para mostrar que não virou cisne, se pôs a grasnar impropérios contra a arbitragem. E o chiliquento do Luiz Fabiano foi outro que soltou o verbo contra o juiz da partida. E pra concluir o festival de chiliques, tal meninas mimadas, alguns atletas desceram as escadas para os vestiários distribuindo socos nas portas, tamanha era a raiva.
http://esporte.uol.com.br/futebol/campeonatos/paulista/repercussao/2013/03/31/revoltados-com-arbitragem-sao-paulinos-saem-de-classico-socando-porta-de-vestiario-ceni-diz-que-teve-fratura-no-pe.htm
Mas, como nosso Pato não virou cisne e sim Gavião, ele aproveitou a comemoração do seu gol para mandar um cala boca para os torcedores rivais que, a la urubus farejando carniça, durante o jogo provocavam os corinthianos chamando-os de assassinos, numa referência ao acidente com o sinalizador que provocou a morte de um jovem boliviano. A provocação dos tricolores foi tão acintosa que até o Tite, senhor de fino trato, aprovou o gesto do Pato.
Quanto ao lance do pênalti, a maioria dos comentaristas, concordou com a posição do árbitro, inclusive o Milton Neves, um anticorinthiano de carteirinha. 
Quanto ao jogo, se o Corinthians não foi brilhante, não faltou garra nem atitude. Prejudicado com a ausência de um meia de criação, devido às contusões de Renato Augusto e Douglas, nosso meio campo teve dificuldades na transição para o ataque, enquanto o adversário, com um meio campo mais estruturado deu trabalho para Ralf e Paulinho, que ficaram mais na marcação, e pra nossa zaga, que teve uma atuação brilhante. Mas, demos muito espaço, exigindo muito dos nossos defensores.
Apesar das dificuldades encontradas, saímos no lucro do Jardim Leonor. Embora possa parecer contraditório, celebramos a Páscoa no Panetone e, também, a volta da freguesia e o tabu de mais de 6 anos de comemorações em nosso salão de festas. Aliás, como diz o ditado popular "freguês bom volta sempre."
O decepcionante foi a torcida tricolor. Conforme mostra o vídeo dos melhores momentos, o Morumbi estava cheio... de cadeiras vazias. Ah! Eu me esqueci que não era jogo de Libertadores. Mas, a Fiel ocupou todos os lugares que lhe foram cedidos e, apesar de estar em minoria, houve momentos que seus cantos e gritos sobrepujaram os da torcida local.
Pato, Danilo, Gil e Émerson foram os principais jogadores da partida. Uma partida que não foi brilhante, principalmente pelos desfalques no meio campo, mas que foi jogada com muita raça e determinação. A grande decepção foi Romarinho, que como meia armador é um peixe fora d'água e não rende conforme sua capacidade.
Com o resultado o Corinthians subiu para o 5º lugar na classificação, com 29 pontos.
Ficha técnica - São Paulo 1 X 2 Corinthians
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP) 
Data: 31 de março de 2013, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília) 
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP) 
Assistentes: Fabrício Porfírio de Moura e Claudenir Donizeti Gonçalves da Silva (ambos de SP) 
Assistentes adicionais: Luiz Flávio de Oliveira e Marcelo Rogério (ambos de SP) 
Cartões amarelos: Carleto, Ganso, Rogério Ceni (São Paulo). Alessandro, Emerson, Alexandre Pato (Corinthians)
Público: 20.930
Renda: R$ 708.080,00
Gols: São Paulo: Jadson, aos 4 minutos do primeiro tempo; Corinthians: Danilo, aos 41 minutos do primeiro tempo. Alexandre Pato, aos 37 minutos do segundo tempo
São Paulo: Rogério Ceni; Paulo Miranda (Douglas), Rafael Toloi, Edson Silva e Carleto; Denílson (Wellington), Maicon (Wallyson), Jadson e Ganso; Osvaldo e Luis Fabiano. Técnico: Ney Franco
Corinthians: Cássio; Alessandro, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo e Romarinho (Edenílson); Emerson (Jorge Henrique) e Guerrero (Alexandre Pato). Técnico: Tite
Estatística

Créditos e fontes de imagens
meutimao.com.br
corinthians.com.br
loucoporticorinthians.com.br
globo.com
facebook.com/fotos do mural
sportv.globo.com
Djalma Vassão/Gazeta Press/gazetaesportiva.net
facebook.com/fotos do mural
facebook.com/Corinthians Mil Grau
sportv.globo.com
sportv.globo.com
facebook.com/Luiz António de Souza
facebook.com/FrasesCorinthians
facebook.com/Mauricio Sumagawa
Gazeta Press/gazetaesportiva.net
corinthians.com.br
republicadocorinthians.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário