sexta-feira, 5 de abril de 2013

Missão cumprida

Melhores momentos
O Corinthians voltou de Bogotá trazendo, na bagagem, a classificação e a liderança provisória do Grupo 5, depois de uma vitória sofrida por 1 a 0 sobre o Millonarios. Após um 1º tempo irreconhecível, em que foi totalmente dominado pelos colombianos e cujo 1º lance de perigo só ocorreu aos 35 minutos num chute do Émerson, errando muitos passes, sem domínio da bola, abusando dos chutões, o 0 a 0 do 1º tempo ficou no lucro.
Romarinho, que deveria ser o articulador entre defesa e ataque mal tocou na bola. Sem um meia de criação, a transição era nula e a bola não chegava ao ataque. Movimentando-se pelo setor ofensivo, Pato chamava a marcação, mas a bola não chegava. Com maior posse de bola e buscando o jogo, o Millonarios marcou por pressão, forçando o erro dos corinthianos, atacou pelas laterais e só não abriu o placar devido a algumas defesas do Cássio e aos seus próprios erros de finalizações. Tite se esgoelava na beira do campo, tentando acertar o time, invertendo a posição dos atacantes, mas o time só começou a errar menos no final do 1º tempo.
Aos 11 minutos da etapa final, Jorge Henrique substituiu o Pato e, logo na 1ª jogada, deu uma bela assistência para o Danilo abrir o placar. O Millonarios, apoiado pela sua torcida, continuou ofensivo e o Corinthians, apertando a marcação, passou a jogar mais atrás. Para segurar o resultado, aos 28 minutos, Tite trocou Romarinho por Edenílson, montando duas linhas de quatro marcadores, com Danilo fazendo a ligação com Emerson. Segurando-se atrás, o Timão viveu momentos de perigo, com vaciladas do Cássio e com bolas perigosas, mas mau finalizadas pelos colombianos.
Melhor jogador em campo, mesmo sem ser brilhante, Danilo foi decisivo, não só pelo gol, mas pela frieza, pela experiência e pela segurança que sempre passa para a equipe. Jorge Henrique provou que, pela sua esperteza, aplicação tática e movimentação, não pode ser banco de Romarinho. Émerson movimentou-se bem, fez boas jogadas e foi quem mais deu trabalho para a zaga do Millonarios. Priorizando a marcação, a maior fragilidade do Corinthians no setor foram as laterais, principalmente pela esquerda, setor onde o Millonarios fez suas principais jogadas.
Com apenas 34% de posse de bola, errando muitos passes, cruzamentos e lançamentos, o Corinthians venceu, mas não convenceu. E precisa melhorar muito para as próximas fases.
Embora vitoriosos e classificados, os jogadores e o técnico saíram cientes de que o time encontrou dificuldades e que precisa melhorar muito para as fases do mata-mata.
Tite justificou o mau desempenho pelo desgaste físico decorrente do calendário e elogiou o empenho de seus jogadores. Danilo atribuiu as dificuldades à velocidade da bola, que corre muito na altitude de Bogotá. Ralf não gostou da postura do Corinthians, principalmente no 1º tempo, quando a equipe  errou muitos passes e permitiu a pressão dos colombianos, que só não saíram com resultado melhor porque falharam nas finalizações. E pediu que os erros não sejam esquecidos, admitindo que mesmo com a vitória, a pressão sofrida no Estádio El Campín pode servir de lição para o mata-mata. 
Com a vitória, o Corinthians lidera o Grupo 5, com 10 pontos. Com a mesma pontuação, o Tijuana, do México, também está classificado, mas perde nos critérios de desempate. Na próxima quarta-feira, o Timão enfrentará o San José, no Pacaembu, enquanto os mexicanos receberão o Millonarios.
Eventos
Ficha Técnica - Millonarios 0 X 1 Corinthians
Local: estádio El Campín, em Bogotá (Colômbia))
Data: 3 de abril de 2013 (quarta-feira)
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Saul Laverni (Argentina)
Assistentes: Hernan Maidana (Argentina) e Juan P. Belatti (Argentina)
Cartão amarelo: Emerson (Corinthians)
Gol: Danilo, aos 11 minutos do segundo tempo
Millonarios: Zapata; Ochoa, Torres, Franco e Alex Díaz (Leudo); Ramírez, Ortiz (Perlaza), Candelo (Tancredi) e Otálvaro; Rentería e Montero. Técnico: Hernán Torres
Corinthians: Cássio; Alessandro, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf e Paulinho; Emerson (Chicão), Romarinho (Edenílson) e Danilo; Alexandre Pato (Jorge Henrique). Técnico: Tite
Estatísticas

Créditos e fontes de imagens
meutimao.com.br
globoesporte.globo.com.
foxsport.com.br
AFP-globoesporte.globo.com
sportv.globo.com
globoesporte.globo.com
esporte.uol.com.br
facebook.com/Brahma Timão
esporte.uol.com.br
republicadocorinthians.wordpress.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário