terça-feira, 12 de novembro de 2013

Valeram os três pontos

Melhores momentos
Finalmente um oásis neste deserto de empates, com um gol de pênalti, chorado e aos 45 minutos do 2º tempo. E marcado pelo Pato, aquele que foi responsabilizado pela eliminação do Corinthians na Copa do Brasil e sobre quem caíram todas as culpas de um fiasco que foi coletivo. Mas, sobre isso já discorremos anteriormente, portanto, vamos ao jogo.
Um jogo em que o Fluminense parecia se contentar com o empate e o Corinthians buscava a vitória com vontade, mas tropeçava na desorganização e na ausência de um atacante de área. E quando ele entrou, os dois meias de armação já estavam fora do jogo. Aí fica difícil até para cobrar desempenho de quem entra.
A defesa conseguiu segurar tudo e fez a sua parte. Walter deveria pagar ingresso por ter assistido a partida dentro do campo e apesar de uns vacilos dos laterais, no conjunto, o setor defensivo deu conta e não fomos vazados.
Já no setor ofensivo, quando o meio campo conseguia criar ou um lateral acertar o cruzamento, cadê o centro avante para a bola encaixotar? Aos 20 minutos do 2º tempo, quando os meias não estavam mais em campo, entrou um atacante de área de ofício. Aí o ataque, sem ninguém para armar o jogo, tinha que se virar para buscar a bola, além de ajudar na marcação. E depois reclamam que atacante não faz gol.
Renato Augusto, jogador de criação, improvisado como referência na área, não encaixou e acabou trocando de posição com Émerson, que estava mais preocupado em caçar encrenca com o Gum do que em jogar bola. E Romarinho, como jogador, continua um bom corredor e um péssimo ator. Das 11 finalizações, apenas 5 foram de atacantes e o gol só saiu de pênalti.
Apesar do mi mi mi do time do Fluminense, o pênalti foi claro. Aliás, foram dois pênaltis, um no Pato e outro no Paulo André. E quem salvou o Rei do Empate de mais um jogo sem abrir o marcador foi justamente aquele jogador que pagou o pato e foi o bode expiatório do fracasso coletivo do 2º semestre, em que o time não jogou nada, e que teve seu ápice na eliminação da Copa do Brasil.
Mas, o Tite gostou do jogo, elogiou os jogadores, falou das dificuldades da partida e entregou que ele não tem mais o time na mão e que precisou do aval do Alessandro e da equipe para autorizar a cobrança pelo Pato.
Com o resultado, o Corinthians mantém-se no 12º lugar na tabela de classificação, com 45 pontos, 10 vitórias, 15 empates, 8 derrotas, há 8 pontos do último colocado do G4 e há 9 do 1º time da zona de rebaixamento. Quase livre da degola, mas sem chances reais de se classificar para a Copa Libertadores, o time corre atrás de mais 2 pontinhos para ficar tranquilo. Fim melancólico para o campeão mundial de 2012, que iniciou o campeonato como favorito ao título.
Oxalá a diretoria tenha aprendido com os erros cometidos e seja capaz de corrigi-los para os embates de 2014.
Em tempo: não sou fã do Pato, não gostei quando ele foi contratado pelo Corinthians, considero que ele não tem pegada para jogar no Timão,  sei que ele errou o pênalti que nos eliminou da Copa do Brasil, que ele perdeu a oportunidade de se redimir parcialmente com a torcida e com o clube com sua comemoração desrespeitosa, jogando a camisa no chão e que ele não tem mais clima para continuar no elenco alvinegro.
Mas, reconheço também que ele não é o único culpado pela eliminação, que Edenílson e Danilo também erraram pênaltis, que nos dois jogos contra o Grêmio ninguém jogou nada, que o Tite colocou o time na retranca e errou na tática. E que o fracasso da temporada não pode ser creditado apenas na conta do Pato, seu vice artilheiro e artilheiro do Brasileirão. É um fracasso coletivo e as responsabilidades terão que ser divididas entre a diretoria, comissão técnica e jogadores. Afinal, o Alexandre é Pato e não bode expiatório.
Ficha Técnica - Corinthians 1 X 0 Fluminense
Local: Arena Fonte Luminosa, em Araraquara (SP)
Data: 10 de novembro de 2013, domingo
Horário: 19:30 horas (de Brasília)
Árbitro: André Luiz Freitas Castro (GO)
Assistentes: Cristhian Sorence (GO) e Cleriston Rios (SE)
Cartões amarelos: Émerson e Alexandre Pato (Corinthians); Edinho (Fluminense)
Cartão vermelho: Anderson (Fluminense)
Gol: Corinthians: Alexandre Pato, aos 45 minutos do segundo tempo
Corinthians: Walter; Edenílson, Gil, Paulo André e Alessandro; Ralf, Guilherme (Diego Macedo), Romarinho, Douglas (Rodriguinho) e Emerson; Renato Augusto (Alexandre Pato); Técnico: Tite
Fluminense: Diego Cavalieri; Gum, Anderson e Leandro Euzébio; Jean, Edinho, Diguinho (Valência), Wagner (Igor Julião) e Felipe; Marcelinho (Biro Biro) e Rafael Sobis; Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Créditos e fontes de imagens e vídeos
meutimao.com.br
sportv.globo.com
Célio Messias/Photocâmera/gazetaesportiva.net
corinthians.com.br
gazetaesportiva.net
MAON

Nenhum comentário:

Postar um comentário