segunda-feira, 2 de março de 2015

Dois tempos, dois jogos, uma vitória

Foi um jogo de dois tempos bem diferentes. Analisando somente a etapa inicial, vimos o pior jogo da temporada. Mesmo com quatro atacantes em campo, (um improvisado de lateral), o meio campo não conseguiu criar e tivemos apenas duas oportunidades claras de gol, a cabeçada de Vagner Love no travessão e a tentativa frustrada de Guerrero de encobrir o goleiro adversário. E pra piorar, além da marcação firme dos jogadores do Mogi Mirim, eles ainda fizeram o Cássio trabalhar. 
No intervalo Tite mexeu no time, substituindo Vagner Love por Danilo e mudando o esquema tático inicial. E o time que voltou do vestiário, mesmo com uma única modificação foi outro. Com uma postura diferente, com Danilo ajudando Jadson na criação e com mais intensidade, o Corinthians não só equilibrou a partida, mas assumiu o controle do jogo e, consequentemente, vieram os gols. 
https://www.youtube.com/watch?v=lT5A68Ufu_U
Jadson aos 13 minutos, com um chute fora da área, abriu o placar com um golaço. O gol parece ter desequilibrado os visitantes e o Corinthians continuou com o controle do jogo. Guerrero teve um chute defendido e Edu Dracena mandou uma bola no travessão. Claudinho Batista colocou Rivaldo Júnior na vaga de Thomas Anderson e Tite trocou Malcom, que não fez uma boa partida, por Luciano. Aos 31 minutos, Luciano ampliou o placar e, Guerrero, aos 43 voltou a reconciliar-se com o gol.
Danilo entrou e mudou o jogo, não só ajudando na armação, mas permitindo que Jadson atuasse com mais liberdade. Na defesa, Yago vem revelando a cada jogo o seu potencial, Mendoza não comprometeu como lateral improvisado, embora tenha atuado mais no apoio que na marcação, Edu Dracena está mais entrosado e com mais ritmo, Edilson não foi bem, Cássio correspondeu quando exigido, Petros e Cristian priorizaram a marcação e poderiam ter saído mais para o jogo, aparecendo como elemento surpresa. E Fagner, nos poucos minutos que atuou, surpreendeu positivamente como lateral esquerdo improvisado. No ataque, Vagner Love ainda não está em suas melhores condições físicas e técnicas, Malcom parece que desaprendeu o que sabia com a seleção sub 20, Luciano continua com sorte, embora tenha sido menos fominha e passado a bola para o Guerrero fazer o 3º gol, e Guerrero, apesar do gol e das duas assistências, parece estar perturbado por não ter conseguido voltar para a Europa. 
O 1º tempo foi ruim, técnica e taticamente e o Mogi Mirim esteve mais próximo de abrir o placar que o Corinthians. O novo esquema tático ensaiado, (4-4-2) não funcionou e para ser utilizado precisa ser melhor treinado. Já na etapa final, o domínio corinthiano foi total. Com a entrada de Danilo e com a mudança para o 4-1-4-1, o meio campo se acertou, a transição funcionou e o time engrenou. E assim, saíram os gols, a vitória, os três pontos e o 1º lugar no grupo, mesmo com um jogo a menos. Parabéns aos envolvidos, ao técnico que soube ler o jogo e promover as mudanças necessárias, e aos jogadores pela disciplina tática e pelo empenho.
O próximo compromisso do Timão será na próxima 4ª feira, dia 04/03, às 22:00 horas, na Argentina, contra o San Lorenzo, pela Copa Libertadores. No Campeonato Paulista, o Timão enfrentará o São Paulo, no domingo, 08/03, às 16:00 horas, no Estádio do Morumbi. O Mogi Mirim pega a Ponte Preta no sábado, às 28:30 horas, em seu estádio.
Ficha técnica: Corinthians 3 x 0 Mogi Mirim
Local: Arena Corinthians, em Itaquera, São Paulo (SP)
Data: 1º de março de 2015, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima (SP)
Assistentes: Rogério Pablos Zanardo (SP) e Leandro Matos Feitosa (SP)
Quarto Árbitro: Luciano Alves de Lima
Público: 29.442 pagantes (total de 29.688)
Renda: R$ 1.449.441,65
Cartões amarelos: Jadson (Corinthians); Val e Edson Ratinho (Mogi Mirim)
Gols: Corinthians: Jadson, aos 13, Luciano, aos 30, e Guerrero, aos 43 minutos do segundo tempo
Corinthians: Cássio; Edílson, Yago, Edu Dracena e Mendoza (Fagner); Cristian, Petros, Jadson e Malcom (Luciano); Vagner Love (Danilo) e Guerrero; Técnico: Tite
Mogi Mirim: Daniel; Valdir (Romildo Neto), Fábio Sanches, Wagner e Leonardo; Magal, Val, Edson Ratinho e Vitinho; Thomas Anderson (Rivaldo Júnior) e Magrão; Técnico: Claudinho Batista

Créditos e fontes de imagens
globoesporte.globo.com
Fernando Dantas/Gazeta Press
espn.uol.com.br/Marcos Ribolli/globoesporte.globo.com/esportes.yahoo.com.br/MAON
Fernando Dantas/Gazeta Press/gazetaesportiva.net
Marcos Ribolli/globoesporte.globo.com
Marcos Ribolli/globoesporte.globo.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário