sábado, 8 de dezembro de 2012

Era só um treino...

video
Muita alegria, muita euforia, muita animação, batucada, bandeiras, cantos da torcida e muita empolgação lá no Wave Stadium, na região de Kariya, no Japão.
O que aconteceu afinal? O Corinthians já estreou no Mundial? 
Era só um treino, apenas uma degustação do que vai acontecer. E a maioria dos torcedores brasileiros ainda nem chegou... Era só uma amostra da festa da Fiel. 
Mas, vamos aos fatos:
video
Os jogadores do Corinthians realizaram na manhã de sábado (noite de sexta no Brasil) o segundo treinamento em solo japonês e desta vez, os torcedores tiveram permissão do clube e da Fifa para acompanhar a atividade no estádio. 
Com os tradicionais gritos cantados no Pacaembu, além de faixas, batuques e bandeiras, os brasileiros que moram na Terra do Sol Nascente e alguns que já chegaram do Brasil, transformaram o clima do treino em algo muito próximo a um jogo.
Antes do treinamento, os jogadores foram até a torcida e a saudaram com as mãos para o alto e o presidente Mário Gobbi Filho, em sinal de reverência, agradeceu a presença de todos. 
Alguns peruanos também acompanharam o trabalho dos jogadores. Devidamente vestidos com a camisa do seu país vieram ver Guerrero, um dos maiores ídolos do Peru. E o centro avante peruano fez jus ao nome e mostrou ser um grande guerreiro. Depois da contusão de domingo, iniciou imediatamente o tratamento, fez infiltração no joelho lesionado, submeteu-se ao tratamento durante a longa viagem e ontem treinou com toda disposição. E, superando as mais otimistas previsões, vai participar do Mundial do Japão.
Assim, com Guerrero no ataque, Tite colocou em campo a possível equipe que estreará no Mundial de Clubes, dia 12 de dezembro, contra o vencedor do confronto entre Sanfrecce Hiroshima e Al Ahly. A equipe titular treinou com Cássio, Alessandro, Chicão, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Douglas e Danilo; Emerson e Guerrero. 
Tite exigiu muita intensidade dos atletas. Ele diminuiu pela metade o tamanho do gramado para trabalhar a compactação da equipe, ensaiou a formação com a marcação ofensiva sobre os defensores do time reserva, uma das principais armas alvinegras durante a campanha do título da Libertadores.
O sistema tático foi o 4-2-3-1. Na linha de três jogadores atrás de Guerrero, Emerson ficou posicionado pela esquerda, com Douglas mais centralizado na armação e Danilo aberto pela direita. O volante Paulinho teve liberdade para se aproximar do ataque, com Ralf fixo na marcação. Falando bastante durante a atividade, Tite estimulou a disputa de bola e viu várias jogadas mais bruscas.
Depois do treino tático, Tite deu ênfase ao ensaio de jogadas de ataque partindo de cruzamentos para a área. Douglas, pela esquerda, e Fábio Santos e Chicão, pela direita, foram os cobradores oficiais. Dentro da área ele posicionou Emerson e Guerrero de um lado da trave, com Paulo André e Danilo, no outro. Não foram utilizados atletas na marcação.
Assisti o treino ao vivo pelo site http://globoesporte.globo.com e fiquei surpresa com a sua intensidade e com a manifestação da torcida. Se na arquibancada tudo era festa, dentro do campo o ritmo era de jogo. Muita seriedade e concentração. Ninguém se poupou, ninguém fugiu das divididas, todo mundo de empenhou. Até parecia que do outro lado já estava o Chelsea... Será que era porque os reservas jogaram de colete azul?
Se é assim no treino, imaginem como será no jogo.

Créditos e fontes de imagens
globoesporte.com
globoesporte.com
globoesporte.com
Flávio Florido/esporte.uol.com.br
Zé Gonzalez-globoesporte.com
Ari Ferreira/lancenet.com
Lance TV/lancenet.com.br
Marcos Ribolli/globoesporte.com
globoesporte.com
globoesporte.com
Toshifumi KitamuraAF/lancenet.com.br
Ari Ferreira/lancenet.com.br
Carlos Augusto Ferrari/globoesporte.com
facebook.com/bandodelokos/fotos do mural

Nenhum comentário:

Postar um comentário