segunda-feira, 1 de julho de 2013

A fila anda - Obrigada Paulinho - Adeus Paulinho - Vai Corinthians!

video
Aconteceu o esperado, o previsível. Desde que o futebol virou business, está em extinção a categoria de atletas que priorizam o amor à camisa, a paixão e ficam no clube até o final da sua carreira. E isso não é uma crítica, é apenas uma constatação. Está embutido na lógica do capitalismo, sistema focado no lucro.
Já vimos esse filme. Jogadores chegam beijando o escudo e saem chorando, prometendo voltar um dia. E alguns até voltam para se aposentar no time em que brilharam, quando já estão mais velhos e sem a mesma energia de quando saíram. Mas, com mais experiência e embora com os reflexos mais lentos e sem o mesmo brilho, ainda conseguem jogar por algum tempo.
Por isso considero que beijar o escudo na chegada e chorar na despedida são as duas faces de uma mesma moeda e faz parte do script do futebol business. Aquele escudo beijado na chegada ao clube representa o passaporte para a carreira do jogador numa das maiores vitrines do futebol mundial. Aquele choro na despedida e a promessa de voltar um dia, tem um misto de saudades antecipada do que vai deixar, do conhecido, aliado à insegurança do que o espera, à ansiedade de um futuro a ser construído, às incertezas do desconhecido. É como deixar uma porta aberta, caso as coisas não deem certo...
Hoje, não mais me emociono com tais atitudes, embora reconheça que possa haver em alguns jogadores um fundo de sinceridade nas mesmas. Resta ao clube e à torcida fazer os agradecimentos de praxe e desejar-lhe felicidades no novo clube. 
E nesse compasso, a fila anda, a vida segue e é preciso pensar no próximo jogo, no próximo campeonato e batalhar por mais um título. Porque os jogadores passam, mas o clube continua, ainda mais um clube com a grandeza do Corinthians.
video
Ao Paulinho só nos resta agradecer pelos serviços prestados, pela sua contribuição valorosa nas últimas conquistas, pelo fato de ter cumprido seus deveres para com o Corinthians com amor e dedicação, pelo seu reconhecimento ao clube por ter dado-lhe a oportunidade de brilhar na seleção brasileira e tê-lo projetado para o futebol mundial. E desejar-lhe sucesso na sua carreira.
Lamento sua saída que, sem dúvida, é uma grande perda e, até que seu sucessor se firme, poderá acarretar a derrota em alguns jogos e até a perda de algum título. Mas, a fila anda e foi assim quando saiu o Cristhian e depois veio o Ralf, quando saiu o Elias e veio o Jucilei e o próprio Paulinho.
Por mais importante que tenha sido, e foi muito importante, Paulinho, agora, faz parte do passado e da história do Corinthians. Aos que permanecem, diretoria, comissão técnica, jogadores e torcida, fica a tarefa de cuidar do presente e construir o futuro, um futuro de lutas, de vitórias e de conquistas.
OBRIGADA PAULINHO
ADEUS PAULINHO
SUCESSO PAULINHO

Créditos e fontes de imagens
facebook.com/loucoporticorinthians
gazetaesportiva.net
facebook.com/Coringão Meu Amor
globoesporte.com
facebook.com/Érika Papangelakos

Nenhum comentário:

Postar um comentário