segunda-feira, 29 de julho de 2013

Mais dois pontos perdidos em pleno Pacaembu

Melhores momentos
Foi um empate com sabor de derrota diante de um adversário desfalcado e remendado. Empatar no Pacaembu já é deprimente, ainda mais quando o oponente está na zona de rebaixamento, não vencia há 11 jogos e vinha de 8 derrotas consecutivas. Uma grande decepção para a torcida corinthiana. 
Com o pior ataque do Brasileirão, com míseros 6 gols em 9 jogos, amargamos uma 11ª posição na classificação geral, com apenas 2 pontos a mais que o Fluminense, 17º colocado, portanto na zona de rebaixamento.
Se temos a melhor defesa, 4 gols em 9 jogos, nosso ataque não passa de um ataque de nervos da torcida. Além de perdermos gols imperdíveis, não temos atacantes, pois, também para eles, a prioridade é a marcação. Até o centro avante sai da área pra marcar e acaba cruzando a bola para ninguém, pois era ele quem deveria estar na área para receber o cruzamento. E os outros atacantes, num vai e vem sem fim, também ficam na marcação, cobrindo os laterais. E, sem o Paulinho pra chegar de surpresa, com os atacantes de volantes, com todo mundo marcando, quase não tomamos gols, mas também não mandamos bola pra rede. Essa tática suicida explica nossos 5 empates em 9 jogos e nossa posição na tabela do campeonato.
O Corinthians de 2013 precisa de uma boa reciclagem, de se reconstruir... Seu esquema tático está muito manjado, além de ter se burocratizado. Os jogadores parecem estar amarrados, tudo muito previsível, nenhuma variação e as poucas jogadas ensaiadas não dão certo. Parece que alguém faltou ao ensaio ou não decorou o papel. Em jogos de mata mata, atuam com um pouco mais de empolgação, embora nestes tenhamos enfrentado adversários em má fase, mas, nos pontos corridos conseguimos uns míseros pontos sofridos. E mesmo assim, o torcedor não desanima, enche o estádio e, quando o jogo é fora, paga preços exorbitantes para ver o time jogar.
No jogo de domingo, o time não fugiu do script. Apesar do estádio lotado, foi um jogo morno, madorrento, sem criatividade, sem pegada, sem empolgação. Como bem disse o comentarista Silvio Romualdo Júnior, da Rádio Coringão, respeitamos muito nosso adversário e faltou ousadia e alegria no nosso time. Nossos jogadores pareciam estar vestindo uma armadura medieval e, depois de um bom começo, aceitaram o jogo do rival. A partida só melhorou com as substituições, mas o ataque continuou devendo. Será que não se treina mais finalizações?
Além disso não entendi porque saiu o Émerson e não o Romarinho nem por que o Tite demorou tanto para tirar o Danilo, que estava muito longe da sua melhor forma.
O time do Jardim Leonor, caindo pelas tabelas, veio para não perder e atingiu deu objetivo. Isso explica a efusiva comemoração de seus torcedores, que estavam tão empolgados com o empate que mais pareciam haver vencido o campeonato mundial.
Ao contrário, o Corinthians não conseguiu os 3 pontos em casa e saiu devendo do Pacaembu. Um péssimo resultado para o campeão mundial que, se permanecer nessa toada, não conseguirá nem a vaga para o torneio cucaracha. 
Se almejamos algo no Brasileirão, precisamos mudar não só esquema tático, variar as jogadas, treinar finalizações e jogadas de bola parada. Precisamos principalmente mudar a atitude em campo, a postura, a pegada. E priorizar no ataque a marcação de gols. Sem isso não passaremos de mero coadjuvantes num campeonato em que já fomos protagonistas.
Ficha Técnica - Corinthians 0 X 0 São Paulo
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 28 de julho de 2013, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Guarizo do Amaral (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Vicente Romano Neto (SP)
Público: 33.338 pagantes; 35330 total
Renda: R$ 1.116.631,00
Cartões amarelos: Guerrero e Fábio Santos (Corinthians); Jadson (São Paulo)
Corinthians: Cássio; Edenílson, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Guilherme, Romarinho, Danilo (Douglas) e Emerson (Renato Augusto); Guerrero (Alexandre Pato). Técnico: Tite
São Paulo: Rogério Ceni; Douglas, Paulo Miranda, Rafael Toloi e Reinaldo; Wellington, Rodrigo Caio, Fabrício (Maicon) e Jadson; Osvaldo e Ademílson. Técnico: Paulo Autuori

Créditos e fontes de imagens
meutimao.com.br
globoesporte.globo.com
globo.com/youtube.com
Júnior Lago/esporte.uol.com.br
facebook.com/C0r1nth14n5 m1L gr4u
Júnior Lago/esporte.uol.com.br
domingossccp.blogspot.com
facebook.com/corinthians
esporte.uol.com.br
esporte.uol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário