domingo, 14 de julho de 2013

Pato só ciscando... E o Atlético-MG cantou de Galo em pleno Pacaembu

Melhores momentos
Com um time recheado de reservas, o Atlético-MG soube usar as esporas e cantou de Galo em pleno Pacaembu, diante de uma torcida de mais de 30000 mil corinthianos. Contrariando a opinião do técnico e do site do Corinthians, considero que o time foi mal e o visitante mereceu a vitória. Nosso time não sofreu apenas pela falta de criação, o que já era esperado, devido as ausências no meio campo. Não conseguiu compensar na raça a ausência de seus meias e para a maioria da bolerada, faltou vontade e determinação. 
O Corinthians jogou desconcentrado, desorganizado e mostrou um futebol desfigurado e opaco. E tomamos um gol  numa jogada em que o Edenílson ficou olhando e o Paulo André deixou o Rosinei livre para abrir o placar para o Galo. E o Chicão no banco.
Comentários da imprensa

Se no 1º tempo conseguimos um certo equilíbrio, não traduzimos esses bons momentos em gols, por erros de finalizações, chutes fracos e pelas boas defesas do Vitor.
Na etapa final, o time primou pela falta de criação e nas poucas oportunidades erramos o último chute. No desespero, Tite substituiu Pato por Paulo Vitor e Paulo André por Leonardo. Será que ele esperava que o garoto recém promovido da base deveria suprir as falhas do atacante medalhão de 40 milhões? Como é triste observar que o técnico só coloca os garotos em fria, no final e com o time perdendo! 
No jogo de hoje, com improvisos no meio campo, ficou ainda mais evidente a fragilidade dos nossos laterais. E, embora com dois centro avantes, nenhum permanecia na área e trombavam no meio campo. 
Gil, Ralf e Romarinho, apesar dos gols perdidos, foram os melhores do jogo. Mostraram raça e vontade, buscaram o jogo e não brincaram em serviço. Guerrero, prejudicado pela falta de criação, brigou muito, mas desperdiçou boa chance de empatar.
Perder ou ganhar faz parte do jogo. Mas jogar mau, sem raça, sem vontade e desconcentrado não, porque essas atitudes, muitas vezes, compensam as deficiências técnicas e táticas e os desfalques. E hoje, muitos jogadores pareciam aéreos, apáticos e desconcentrados. Será que estavam se poupando para 4ª feira?
Num campeonato longo e de pontos corridos, para ser campeão é necessário ganhar em casa e não perder fora. Por isso, apesar de estar no início, o desempenho do Corinthians no Brasileirão é preocupante. Com 7 jogos, estamos em 12º lugar, com apenas 9 pontos, sendo que em casa, dos 12 pontos disputados, perdemos 7 (2 empates e uma derrota) e ganhamos 5 (uma vitória e 2 empates), com um aproveitamento inferior a 50%.
E não dá mais pra por a culpa no cansaço, no gramado, na altitude e na distância. Com ótimos salários, e em dia, com a melhor estrutura possível e com as melhores condições de trabalho é espantoso ser superado na tabela por times com a folha de pagamento e condições muito inferiores. Está na hora da torcida voltar a gritar:
VAMOS JOGAR BOLA

Eventos
Ficha Técnica - Corinthians 0 X 1 Atlético-MG
Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 14 de julho de 2013, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Marrubson Melo Freitas (DF)
Cartões amarelos: Guilherme e Fábio Santos (Corinthians); Michel, Luan e Guilherme (Atlético-MG)
Público: 32.797 pagantes
Renda: R$ 1.152.192,00
Gol: Rosinei, aos 35 minutos do primeiro tempo
Corinthians: Cássio; Edenílson, Gil, Paulo André (Paulo Victor) e Fábio Santos; Ralf e Guilherme; Ibson, Romarinho e Alexandre Pato (Léo); Guerrero. Técnico: Tite
Atlético-MG: Victor; Michel, Rafael Marques, Réver (Lucas Cândido) e Júnior César (Marcos Rocha); Gilberto Silva e Rosinei; Neto Berola (Luan), Guilherme e Bernard; Alecsandro. Técnico: Cuca

Créditos e fontes de imagens 
meutimao.com.br
globoesporte.globo.com
Danilo Verpa/Folhapress/esporte.uol.com.br/meutimao.com.br
esporte.uol.com.br

Crédito e fonte de vídeos
sportv.globo.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário