domingo, 26 de maio de 2013

Empate no Pacaembu - Um mau começo

Melhores momentos
Mais de 31 mil torcedores compareceram ao Pacaembu, numa noite fria de sábado, para assistir a estreia do Timão no Brasileirão. Muita expectativa, abraços, homenagens, troca de faixas, muito salamaleque, mas pouco futebol. E, nos pontos corridos, dois pontos perdidos e um mísero ponto, muito sofrido.
Com um futebol muito aquém da qualidade do seu elenco, o Corinthians sofreu diante de um time bem arrumado, que sabe explorar as qualidades de seu único craque, o Seedorf, deixando-o à vontade para mostrar todo o seu talento. E foi numa jogada armada por ele, que saiu o gol do Botafogo, com a colaboração da defesa corinthiana. Enquanto isso, apresentamos um esquema tático mais do que manjado, improvisamos atacante de meia e deixamos o meia no banco, priorizamos a correria e matamos a criação. Todos marcando, todos correndo e ninguém produzindo. A bola não chegou ao centro avante que, ou ficou encaixotado no meio dos zagueiros ou teve que buscá-la no meio campo e ainda voltar pra marcar. Danilo, extenuado, não criou nada e nem voltou do vestiário, enquanto Romarinho, o meia cover, perdidinho, correu muito e criou pouco.  O outro atacante, atrapalhando-se nas jogadas, proporcionou-nos um grande ataque... de nervos. Mas não sai do time nem a pau.
Nas laterais, Edenílson mostrou velocidade e conseguiu ajudar o ataque, enquanto na Avenida Fábio Santos, Seedorf transitou livremente. Ralf, apesar de muitos passes errados, correu muito e conseguiu destruir jogadas, enquanto Paulinho, mesmo sem o brilho de outros jogos, foi o melhor do time, desarmou, armou e fez o gol, numa cobrança de falta do Douglas. Douglas que pode estar gordo e fora de forma, para alguns, mas sabe como tratar a bola e numa única jogada pode ser decisivo. Não foi por acaso que o gol do Paulinho saiu dos seus pés. Mas, sem chances com o Tite, que prefere a correria do Émerson e do Romarinho.
Apesar de maior posse de bola, 57%, isso não se traduziu nem em desempenho nem em resultado. Erramos passes, finalizações, lançamentos, cruzamentos e dribles. Fomos pouco efetivos e o empate só saiu numa cobrança de falta, pois pouco produzimos com a bola em jogo.
video
O jogo foi tão ruim que técnico e jogadores reconheceram que a equipe toda esteve abaixo das suas possibilidades. Tite responsabilizou o desgaste dos jogadores pelo mau rendimento e afirmou que é preciso pensar na recuperação dos atletas. Émerson considerou "menos pior que não saímos com a derrota" e para Ralf "o empate saiu de bom tamanho".
Embora concorde que o empate ficou no lucro, discordo da avaliação do técnico e atribuo o mau desempenho do time não só ao desgaste dos jogadores, mas também ao esquema tático e aos equívocos na escalação. Nosso esquema tático está mais que manjado e qualquer técnico que analise nossos jogos anteriores sabe como nos anular. Nenhuma novidade, nenhuma variação tática, nada que possa surpreender o adversário. E muita correria, sem ninguém pra pensar o jogo, para criar... A grande arma de outrora, Paulinho chegando de surpresa, deixou de ser surpresa. Outro problema é a escalação. Romarinho e Émerson só correm, não criam nada, erram passes, perdem gols e continuam imexíveis. Cadê o merecimento? E para complicar, muitos erros de passes, de lançamentos, de cruzamentos e de finalizações.
O Brasileiro é um campeonato longo, com times de melhor qualidade que o Paulista e não podemos transformar os pontos corridos em pontos perdidos. Pessoalmente, prefiro que se jogue com dois meias e com dois atacantes, de forma mais cadenciada, sem tanta correria e com jogadas mais trabalhadas. E que o tão falado merecimento seja critério para todos e que, de fato, o campo fale e escale quem estiver melhor.
Ficha Técnica - Corinthians 1 X 1 Botafogo
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 25 de maio de 2013, sábado
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Dibert Pedrosa Moisés (RJ)
Público: 29.295 pagantes (total de 31.155)
Renda: R$ 940.359,00
Cartões amarelos: Paulo André e Paulinho (Corinthians); Antônio Carlos (Botafogo)
Gols: Corinthians: Paulinho, aos 28 minutos do segundo tempo; Botafogo: Rafael Marques, aos 25 minutos do primeiro tempo
Corinthians: Cássio; Edenílson, Gil, Paulo André (Chicão) e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Romarinho, Danilo (Douglas) e Émerson; Guerrero (Alexandre Pato). Técnico: Tite
Botafogo: Jefferson; Lucas, Antônio Carlos, Bolívar e Julio Cesar (Lima); Marcelo Mattos, Gabriel, Fellype Gabriel (Vitinho), Lodeiro (Andrezinho) e Seedorf; Rafael Marques. Técnico: Oswaldo de Oliveira

Créditos e fontes de imagens
domingossccp.blogspot.com
globoesporte.globo.com
sportv.globo.com
Vanessa Carvalho/Agência Estado/globoesporte.globo.com
globoesporte.globo.com
esporte.uol.com.br
sportv.globo.com
facebook.com/loucoporticorinthians
corinthians.com.br
facebook.com/corinthians

Nenhum comentário:

Postar um comentário