quarta-feira, 9 de março de 2016

Cerro Porteño X Corinthians - Copa Libertadores

Pela terceira rodada do Grupo 8 da Copa Libertadores, o Cerro Porteño receberá o Corinthians nesta quarta feira, 09/03, às 19:30 horas, horário de Brasília, no estádio Defensores del Chaco, em Assunção, no Paraguai. O Cerro Porteño está entre os cinco clubes que mais disputaram o torneio, no entanto, nunca conseguiu vencer a competição. Vindo de três derrotas consecutivas no torneio Abertura, a situação do time paraguaio é delicada, e segundo a imprensa local, o cargo do técnico César Farías está ameaçado. Com apenas 10 pontos em nove jogos, o treinador não está agradando, e pode deixar o comando da equipe em caso de derrota para o Timão. Em seus nove jogos à frente do time, César Farías obteve quatro vitórias, dois empates e cinco derrotas. Na Libertadores, com quatro pontos em dois jogos, o Cerro Porteño depende apenas de seus próprios resultados e ainda tem chances de classificação. E é essa campanha razoável na Libertadores que ainda está mantendo o técnico no time. Por isso, o duelo contra o Timão é encarado como jogo de vida ou morte para os donos da casa. Já o Corinthians, mesmo perdendo seus principais jogadores e em plena reconstrução, lidera o campeonato Paulista e o Grupo 8 da Copa Libertadores, com 6 pontos e vai brigar para manter-se na liderança. Priorizando o torneio continental, no último jogo, Tite poupou mais de meio time contra o Santos, o que resultou na derrota por 2 a 0 e na perda da invencibilidade. 
Ficha Técnica - Cerro Porteño X Corinthians 
Local: estádio Defensores del Chaco, em Assunção, Paraguai
Data: 9 de março de 2015, quarta-feira
Horário: 19:30 horas (de Brasília)
Árbitro: Diego Haro (Peru) 
Assistente 1: Braulio Cornejo (Peru) 
Assistente 2: Coty Carrera (Peru)
Quarto arbitro: Joel Alarcon (Peru) 
Cerro Porteño: Silva; Bonet, Mareco, Cáceres e Alonso; Rojas, Oviedo, Torales e Estigarribia; Leal e Ortigoza; Técnico: César Farías
Corinthians: Cássio; Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Bruno Henrique, Giovanni Augusto, Rodriguinho, Guilherme e Lucca; André; Técnico: Tite
No Cerro Porteño, além dos possíveis escalados, também form relacionados Pablo Gavilan, Bruno Valdez, Guillermo Beltran, Derlis Meza Colli, Rodrigo Rojas, Cecilio Domingues e Sergio Dias. 
No Corinthians, Tite relacionou também os goleiros Walter e Matheus Vidotto, o zagueiro Balbuena, os laterais Edílson e Guilherme Arana, os volantes Maycon e Willians, os meias Alan Mineiro e Danilo e os atacantes Angel Romero e Luciano.
No entanto, por determinação da CONMEBOL, apenas sete atletas de cada time poderão permanecer no banco de reservas durante a partida.
Estão fora, no Cerro Porteño, Jonathan Fabbro, por problemas familiares; e no Corinthians, Elias, com uma fissura na fíbula da perna esquerda, e Marlone, com uma torção no tornozelo esquerdo.
No time paraguaio, Luis Leal é um dos destaques e a principal esperança de gols, enquanto Marcelo Estigarribia, não tem apresentado um bom rendimento. O treinador também não poderá contar com o atacante Jonathan Fabbro, que, nos últimos dias, perdeu o bebê que esperava com Larissa Riquelme. Já o goleiro Anthony Silva, que também defende a seleção do Paraguai, está indo bem na Libertadores e fechou o gol do seu time nos dois jogos da competição. 
No Corinthians, após dar folga aos titulares no Paulistão, Tite escalou aqueles que descansaram no clássico paulista. Voltam ao time o zagueiro Felipe, o lateral Uendel, os meias Rodriguinho, Giovanni Augusto e Guilherme, além do atacante André. Saem Balbuena, Guilherme Arana, Willians, Danilo, Romero e Luciano. Depois da folga, os jogadores voltam descansados e o fato de ter priorizado a Libertadores, aumenta a pressão e torna a vitória uma obrigação. 
Durante o reconhecimento do gramado, no Defensores del Chaco, enquanto os reservas treinavam em outro campo, Tite promoveu uma atividade tática somente com os titulares com ênfase no posicionamento dos jogadores e nas jogadas de bolas paradas, ofensivas e defensivas. Lucca foi responsável pela cobranças de escanteios pela esquerda, Giovanni Augusto pela direita, e Guilherme e André treinaram cobranças de pênaltis. 
Um resultado positivo é fundamental e dará tranquilidade para o Corinthians no campeonato. Se vencer, o Timão chegará a nove pontos e além de manter os 100% de aproveitamento, encaminhará a classificação para a próxima fase.
O jogo promete ser pegado e difícil, como todo jogo fora de casa na Copa Libertadores. Além de contar com o apoio da torcida, o adversário precisa da vitória, não só para salvar o técnico de demissão, mas também para conquistar a liderança do Grupo 8. Já o Corinthians, após dar folga à maioria do time na derrota para o Peixe, entra com a obrigação de, pelo menos, pontuar fora de casa e manter-se na liderança. Com os principais jogadores descansados, tem condições para isso. Mas, sem um bom marcador na cabeça de área, a defesa precisa estar mais atenta e ter cuidado, principalmente nos contra ataques.

Créditos e fontes de imagens
meutimao.com.br/conmebol.com/MAON
eluniversal.com/Daniel Augusto Jr.-Agência Corinthians-globoesporte.globo.com/MAON
twitter.com-@CCP1912oficial/twitter.com-Teleco1910/MAON
globoesporte.globo.com
Daniel Augusto Jr.-Agência Corinthians-globoesporte.globo.com
Daniel Augusto JR-meutimao.com.br/MAON 

Nenhum comentário:

Postar um comentário