quarta-feira, 16 de março de 2016

Corinthians X Cerro Porteño - Copa Libertadores


O Corinthians receberá nesta quarta feira, 16/03, em sua arena, em Itaquera, o Cerro Porteño, pela quarta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores. Embora não seja admitido publicamente pelo clube, o jogo tem um sabor de revanche e a vitória é uma obrigação para o time retomar a liderança do Grupo 8. Após ter perdido para o Cerro no Paraguai e com a vitória do Independiente Santa Fé sobre o Cobresal, que somou sete pontos na abertura da rodada, o Corinthians vai entrar em campo na terceira posição e somente a vitória lhe dará a liderança do grupo. Mas, com seis pontos, só depende de si próprio para essa retomada. Já o time paraguaio, com sete pontos em três jogos, quer recuperar a ponta da tabela, e o técnico César Farías ganhou tempo no cargo depois de quase ter sido demitido antes de enfrentar o Corinthians.
Ficha Técnica - Corinthians X Cerro Porteño
Local: Arena Corinthians, em Itaquera, São Paulo (SP)
Data: 16 de março de 2015, quarta-feira
Horário: 21:45 horas (de Brasília)
Árbitro: Patricio Loustau (Argentina)
Assistente 1: Hernán Maidana (Argentina) 
Assistente 2: Lucas Germanota (Argentina)
Quarto árbitro: Diego Abal (Argentina)
Corinthians: Cássio; Fagner, Felipe, Balbuena e Uendel; Bruno Henrique, Giovanni Augusto, Guilherme, Maycon e Lucca; Luciano; Técnico: Tite
Cerro Porteño: Silva; Bonet, Mareco, Valdez e Alonso; Rodrigo Rojas, Jorge Rojas, Oviedo e Díaz, Leal e Beltrán; Técnico: César Farías
No Corinthians, também foram relacionados o goleiro Walter, o lateral Edílson, o zagueiro Balbuena, o volante Willians, os meias Alan Mineiro e Danilo, e o atacante Romero. 
Na delegação do Cerro Porteño, além dos escalados, também viajaram para São Paulo os jogadores Pablo Gavilan, Raul Cáceres, Marcos Riveros, Silvio Torales, Marcelo Estigarribia, Jonathan Fabro, José Ortigoza, Carlos Pereira e Davie Guillén. A novidade foi o retorno do meia Jonathan Fabbro, que fica como opção no banco. Destes, apenas sete estarão no banco de reservas. 
Os corinthianos André e Rodriguinho, suspensos, Elias, com uma fissura na fíbula da perna esquerda, e Marlone, com uma torção no tornozelo esquerdo, estarão fora do jogo.
Com os desfalques, Tite escolheu Maycon e Luciano para as vagas de Rodriguinho e André, manteve Yago na zaga ao lado de Felipe, Uendel na lateral esquerda e Bruno Henrique na cabeça de área, mesmo após a excelente atuação de Balbuena em todas as vezes que jogou, da irregularidade de Uendel e da má performance do Bruno Henrique na marcação. 
No último treino na tarde de terça feira no CT Dr Joaquim Grava, após um rachão, Tite, como de praxe, separou os reservas dos titulares e com esses ensaiou o posicionamento em campo, variações de bolas paradas defensivas e ofensivas e movimentação de saída de bola. Durante a atividade, o técnico priorizou os ataques pelos lados, com Fagner e Wendel tendo liberdade para atacar, e reforçou a marcação nos cruzamentos para a área e os lances de bola parada. No final, alguns jogadores treinaram pênaltis.
Diante das circunstancias do jogo e da posição do Corinthians na tabela, a vitória hoje é fundamental para encaminhar a classificação para a próxima fase. Embora a entrada de Maycon e Luciano não tragam grandes preocupações, nossa defesa precisa estar atenta para não repetir as falhas que teve em Assunção. Não sei se foi a lembrança da derrota pelo Guarani no mesmo estádio, ou a insegurança pela ausência do Gil e a responsabilidade de ser o xerife, ou que outra razão fez Felipe falhar tanto e ter uma das piores atuações. Creio que a precisão, a segurança e a experiência internacional do Balbuena, jogador de seleção, daria mais tranquilidade ao Felipe e maior segurança para a defesa, principalmente porque Bruno Henrique tem falhado muito na proteção da zaga e, por Tite, no último treino, ter priorizado os ataques pelos lados, com Fagner e Wendel com mais liberdade para atacar.
Apesar dessas preocupações, temos condições de vencer o jogo, a não ser que a arbitragem atue como o 12º jogador paraguaio. No ano passado, o árbitro da partida, Patricio Loustau, expulsou Fábio Santos e Guerrero na goleada de 4 a 0 sobre o Once Caldas.
Até a véspera do jogo, mais de 37 mil ingressos já haviam sido vendidos e a previsão é de casa cheia. Tite pediu que jogadores e torcida não se preocupem com a arbitragem e que foquem, respectivamente, no jogo e no apoio. Apoio que nunca faltou e que jamais faltará, Independentemente de quem estiver no time, a Fiel vai estar lá, incentivando e apoiando, sempre.

Créditos e fontes de imagens
meutimao.com.br/twitter.com-@SCCPinf/MAON
Daniel Augusto Jr.-Agência Corinthians-globoesporte.globo.com/eluniversal.com/MAON
twitter.com-@Teleco1910/twitter.com-@JuanGDENIS/MAON
Sergio Barzaghi-Gazeta Press/Luis Moura-Gazeta Press/MAON
globoesporte.globo.com
twitter.com/@Corinthians 

Nenhum comentário:

Postar um comentário