quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Corinthians X Atlético-MG

Pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Corinthians receberá hoje, quarta feira, 05/10, o Atlético-MG, às 21:00 horas, em sua Arena em Itaquera. Sétimo colocado na tabela de classificação, com 41 pontos, 12 vitórias, 5 empates, 11 derrotas e 49% de aproveitamento, terá o desafio de enfrentar o 3º colocado com 52 pontos, 15 vitórias, 7 empates, 6 derrotas e 62% de aproveitamento. Sem chances na briga pelo título, com as mudanças promovidas pela CONMEBOL no regulamento da Copa Libertadores, o Timão ganhou uma sobrevida na luta por uma vaga, com a transformação do G4 em G6. Mas, em 7º lugar, não depende só de si, tem que fazer a sua parte e torcer para o tropeço dos times que estão à sua frente. Já o adversário da noite, tranquilo na obtenção da vaga, está mais preocupado em assumir a vice liderança, ocupada pelo Flamengo. Com a obrigação de vencer, o Corinthians confia na força de Itaquera para se recuperar de duas derrotas consecutivas no Brasileirão. 
Ficha Técnica - Corinthians X Atlético-MG
Local: Arena Corinthians, em Itaquera, São Paulo (SP)
Data: 5 de outubro de 2016, quarta-feira
Horário: 21:00 horas (de Brasília)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques - PR (ASP-FIFA)
Assistente 1: Bruno Boschilia - PR (FIFA) 
Assistente 2: Ivan Carlos Bohn - PR(ESP) 
Quarto árbitro: Márcio Henrique de Gois - SP (CBF-2)
Corinthians: Walter; Léo Príncipe, Yago, Balbuena e Uendel; Camacho, Giovanni Augusto, Marquinhos Gabriel, Rodriguinho e Marlone; Gustavo; Técnico: Fábio Carille
Atlético-MG: Victor; Carlos César, Léo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Leandro Donizete, Lucas Cândido, Robinho, Clayton e Hyuri (Carlos Eduardo); Fred; Técnico: Marcelo Oliveira 
Além dos possivelmente escalados, também foram relacionados
No Corinthians: os goleiros Mattheus Vidotto e Caíque França, o lateral Uendel, o zagueiro Pedro Henrique, os volantes Cristian, Marciel, Warian e Willians, o meia Guilherme, e os atacantes Isaac, Lucca, Bruno Paulo e Rildo
No Atlético-MG: os goleiros Uílson e Giovanni, os laterais Patric e Leonan, os zagueiros Ed Carlos e Jesiel, o volante Yago, os meias Thalis e Dátolo e o atacante Capixaba. 
Estão fora
No Corinthians: Cássio, Danilo e Vilson, lesionados, Romero, com a seleção paraguaia. Fagner, com a seleção brasileira, e Léo Jabá, com a seleção brasileira sub 20. 
No Atlético-MG: Rafael Carioca, com a seleção brasileira, Lucas Pratto, com a argentina, Erazo e Cazares, com a equatoriana, e Rómulo Otero com a seleção venezuelana, Júnior Urso, suspenso, Marcos Rocha, Luan, Maicosuel e Carlos, no departamento médico. 
Apesar dos desfalques, o Corinthians contará com várias novidades, tanto no time titular como no banco de reservas. Léo Príncipe substituirá Fagner na lateral direita, e Gustavo, no lugar de Romero, terá mais uma chance como centro avante. No meio campo, Giovanni Augusto e Rodriguinho voltam, após terem cumprido suspensão. E no banco de reservas teremos as presenças de Uendel, que perdeu cinco jogos por uma lesão muscular na coxa direita; Guilherme, fora por sete partidas por um edema na panturrilha direita; Pedro Henrique, ausente por nove jogos por lesão muscular; e Bruno Paulo, curado de uma lombalgia que o tirou de combate por sete jogos. 
Carille manterá o esquema tático 4-1-4-1. No último treino, com apenas os titulares em campo, enfatizou o posicionamento, as jogadas de bolas aéreas defensivas e treinou finalizações. 
No time mineiro, Marcelo Oliveira, que tem o desafio de montar a equipe com 10 desfalques, fechou o treino para a imprensa e não revelou a escalação. 
Para o Corinthians o jogo é decisivo para colocá-lo na briga por uma vaga na Copa Libertadores. Sem vencer há cinco jogos, com apenas 7 pontos conquistados em 27 disputados, com um péssimo aproveitamento no 2º turno, o Timão terá a oportunidade, contra um Atlético-MG desfalcado e desfigurado, e diante de sua torcida, mostrar que não está virando um timinho e recuperar a confiança do time e da torcida. Após um jogo pífio diante do Botafogo, com a volta de jogadores importantes e com o apoio da Fiel, digo com o apoio e não com vaias e xingamentos, é possível reconciliar-se com a vitória e voltar a pontuar. Para isso, é preciso manter a concentração até os minutos finais, além de jogar com raça. Já vimos o Corinthians sagrar-se campeão com times medianos, mas que sabiam compensar suas deficiências técnicas com muita raça e vontade. Tomara que o time acorde e volte a jogar bola. 

Créditos e fontes de imagens 
meutimao.com.br-Total Corinthians/meutimao.com.br-MAON 
Agência Corinthians/corinthians.com.br-Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro/esporte.uol.com.br-MAON 
globoesporte.globo.com 
Marcos Ribolli/globoesporte.globo.com-MAON

Nenhum comentário:

Postar um comentário