sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Reconciliando com a vitória, com o gol e com a bola

Finalmente o Corinthians desencantou, a bola entrou e a Fiel comemorou. Após dois meses e meio sem vencer fora de casa, o Corinthians deu uma alegria à Fiel. Começamos bem, mas o Santa Cruz equilibrou a partida e o Grafite abriu o placar. Mas o time não desanimou, reagiu, empatou e virou. Jogando com o vice lanterna e com a torcida a favor, vencer era obrigação. Fizemos o dever de casa fora de casa e continuamos vivos na busca do que nos restou: conseguir a vaga para a Copa Libertadores. Tem horas que penso que estamos no trânsito ou em um estacionamento. Só procurando vaga.
Gols
O Corinthians poderia ter saído no lucro já no 1º tempo, não fossem os gols desperdiçados por Marlone, Giovanni Augusto e Rodriguinho. Ainda houve um pênalti de Danny Morais em Léo Príncipe, não marcado pelo árbitro. Não desistindo do jogo, o Timão empatou ainda no 1º tempo. Após cobrança de lateral por Léo Príncipe, Giovanni Augusto tocou para Marlone, que cruzou para Guilherme dentro da área, que bateu colocado e empatou a partida. Com a alteração da posição de Marlone da esquerda para a direita o Corinthians melhorou sua atuação ofensiva e continuou pressionando. Aos dois minutos da etapa final Marlone recebeu passe de Camacho na direita, cortou para o meio, e bateu de perna esquerda no cantinho do goleiro do time pernambucano, virando o jogo a favor do time paulista. Aos nove minutos, Giovanni Augusto cruzou da direita, Guilherme se antecipou a Néris e mandou a bola, de cabeça, para o fundo do gol. Com as mudanças promovidas por Carille, (entrada de Willians no lugar de Camacho e de Cristian no de Giovanni Augusto), o Santa Cruz, que não havia desistido do jogo, diminuiu a diferença com um gol de Keno. Mas, aos 46 minutos, Lucca, que havia substituído o Guilherme, aumentou o placar para o Timão. Marlone bateu falta para dentro da área, a zaga afastou, Marquinhos Gabriel chutou cruzado e no rebote, Lucca esticou a perna e mandou a bola para o fundo do gol, definindo a partida.
Apesar de ter maior posse de bola (51,6%), o Corinthians chutou menos ao gol (11 finalizações, sendo 6 certas e 5 erradas) que o time pernambucano (16 finalizações, sendo 9 certas e 7 erradas), desarmou menos (14 desarmes contra 22 do adversário) e errou mais cruzamentos, com apenas 5 cruzamentos certos e e 19 errados, contra 6 cruzamentos certos e 8 errados do Santa Cruz.
Embora tenham bons atacantes, a defesa pernambucana é uma mãe para os adversários, embora a nossa não tenha sido muito diferente. Se não fosse o Walter, o resultado poderia até não ter sido tão favorável para o Timão.
Além do goleiro, merecem destaque a atuação de Guilherme, não só pelos gols, mas também pela movimentação, a qualidade no trato da bola e a precisão na finalização. Saiu-se bem no ataque e merece uma continuidade. Outro jogador que teve uma atuação destacada foi o Marlone, com um gol, uma assistência, boa movimentação e jogadas de linha de fundo. É, sem dúvida, um dos melhores no setor ofensivo. Lucca, embora tenha entrado aos 42 minutos da etapa final, não desperdiçou a oportunidade e marcou o seu.
Se o ataque foi bem e voltou a marcar, a defesa deixou a desejar. A zaga bateu cabeça, Léo Príncipe sofreu com a velocidade de Keno e Uendel não comprometeu. No meio campo, Camacho foi preciso, Marquinhos Gabriel e Giovanni Augusto ainda continuam devendo e as entradas de Willians e Cristian, pioraram a marcação. Aliás não entendi porque entrou o Cristian e não o Marciel. 
Com o resultado, o Corinthians vai a 45 pontos e fica a um ponto do G6, mas permanece na mesma posição na tabela de classificação. O Santa Cruz, continua com 23 pontos e na vice lanterna do campeonato. 
Na próxima rodada, o Corinthians, já sob o comando de Osvaldo Oliveira, receberá o lanterna América-MG em sua Arena em Itaquera, no próximo domingo, 16/10, às 18:30 horas, enquanto o Santa Cruz, na mesma data e no mesmo horário, irá ao Moisés Lucarelli, em Campinas, para enfrentar a Ponte Preta. 
Melhores momentos
Ficha Técnica - Santa Cruz 2 X 4 Corinthians
Local: Arena Pantanal, em Cuiabá (MT)
Data: 12 de outubro de 2016, quarta-feira
Horário: 21:45 horas (de Brasília)
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha - RJ (CBF-1)
Assistente 1: Eduardo de Souza Couto - RJ (CBF-1) 
Assistente 2: Carlos Henrique Alves de Lima Filho - RJ (CBF-2)
Quarto árbitro: Marcelo Alves dos Santos - MT (CBF-2)
Cartões amarelos: Néris e Marion (Santa Cruz); Marquinhos Gabriel e Willians (Corinthians)
Gols: Santa Cruz: Grafite, aos 29 minutos do primeiro tempo, e Keno, aos 35 minutos do segundo tempo; Corinthians: Guilherme, aos 37 minutos do primeiro tempo e aos 9 minutos do segundo tempo; Marlone, aos 2, e Lucca, aos 46 Santa Cruz: Edson Kolln; Léo Moura, Néris, Danny Morais e Roberto; Uillian Correia, Jadson (Marion) e João Paulo (Wagner); Arthur, Grafite (Bruno Moraes) e Keno; Técnico: Doriva
Corinthians: Walter; Léo Príncipe, Pedro Henrique, Balbuena e Uendel; Camacho (Willians), Giovanni Augusto (Cristian), Marquinhos Gabriel, Rodriguinho e Marlone; Guilherme (Lucca); Técnico: Fábio Carille

Créditos e fontes de imagens e vídeos
globoesporte.globo.com-Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians/gazetaesportiva.com-MAON
twitter.com/@marloneoficial-Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians/gazetaesportiva.com-MAON
youtube.com/Futebol Gols da Rodada-globo.com
twitter.com/@walterartune2 
Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians/corinthians.com.br
youtube.com/Sempre Futebol Oficial-globo.com~
Reprodução Instagram-@gioaugusto10
youtube.com/Corinthians

Nenhum comentário:

Postar um comentário