quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Corinthians X Ponte Preta


Após o empate com o Paulista, em Jundiaí, o Corinthians enfrentará a Ponte Preta, nesta 4ª feira, às 17 horas, no Pacaembu. Os dois times empataram a 1ª partida do campeonato Paulista e vão tentar a recuperação em seu 2º jogo.
Ficha técnica - Corinthians X Ponte Preta
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP) 
Data: 23 de janeiro de 2013, quarta-feira
Horário: 17 horas (de Brasília) 
Árbitro: Luiz Vanderlei Martinucho
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e João Edilson de Andrade
Corinthians: Danilo Fernandes; Edenílson, Felipe, Gil e Welder; Guilherme Andrade, Willian Arão e Guilherme; Giovanni, Romarinho e Zizao. Técnico: Tite
Ponte Preta: Edson Bastos; Artur, Cléber  Ferron e Uendel; Baraka, Bruno Silva, Cicinho e Wellington Bruno; Chiquinho e William.
Além dos escalados, foram relacionados Júlio Cesar, goleiro; Ygor, lateral; André Vinicius e Antonio Carlos, zagueiros; Nenê Bonilha e Ânderson, volantes; e Leandro e Léo, atacantes.
No último treino Tite fez 3 mudanças em relação ao jogo anterior: Danilo Fernandes substituiu Júlio Cesar no gol; na zaga, Gil substituiu André Vinicius e no meio campo saiu Nenê Bonilha e entrou William Arão. Mas, se o nome do Gil não for publicado no Boletim Informativo Diário da CBF até a hora do jogo, o zagueiro não poderá atuar e deverá ser substituído por um dos reservas relacionados.
Com essa nova formação Guilherme atuará mais avançado, como já fez na Portuguesa, formando a linha de três com Zizao e Giovanni. Arão ficará mais recuado, ao lado de Guilherme Andrade e Romarinho será o centroavante.
A Ponte Preta, que vem de empate sem gols com o Mogi Mirim na rodada inaugural, em Campinas, perdeu o atacante Rildo, com uma lesão no ombro. A Macaca também não poderá contar com o peruano Luis Ramírez, emprestado pelo Corinthians e impedido de atuar por cláusula contratual.
No Timão, as modificações introduzidas no meio campo deverão melhorar a ligação com o ataque e, consequentemente, a armação, o setor mais prejudicado no empate contra o Paulista.
Neste reencontro do time com o Pacaembu, a grande expectativa da torcida é que o chinês Zizao repita a performance do último jogo, que encantou a todos numa jogada sensacional, no passe para o gol do Giovanni. Mas, com os pés no chão, Tite procura conter a euforia da torcida para não colocar muita pressão nem queimar etapas na carreira do carismático chinês.
Mas, mais do que trocar jogadores, no jogo de hoje, o mais importante é mudar a atitude dos mesmos, diminuir a ansiedade e a afobação dos mais novos e aumentar o empenho e o comprometimento dos mais experientes, que no último jogo ficaram devendo muito, principalmente Romarinho, que parecia ainda não ter voltado do Japão. E que o Tite, se for necessário, não demore tanto para fazer as substituições.
Com o jogo de estreia e com o treinamento de terça feira, creio que o Tite já deve ter corrigido as falhas mais gritantes e trabalhado o psicológico dos jogadores.
Embora o jogo seja no Pacaembu, o horário é bastante prejudicial à torcida, pois os torcedores trabalhadores, a maioria, dificilmente conseguirão, num dia normal de trabalho, chegar ao estádio,  às 17 horas. Isso sem falar no preço abusivo dos ingressos impostos pela Federação Paulista de Futebol, um verdadeiro assalto ao bolso do trabalhador. Mas, mesmo com tais fatores adversos, quase 13 mil ingressos já haviam sido comercializados até a tarde de terça feira.
Acredito que controlada a ansiedade, principalmente dos jogadores mais novos, corrigidas as falhas da defesa e do meio campo, com maior aproximação do ataque, com mais garra e vontade dos que não se empenharam suficientemente na estreia e com o apoio da Fiel o Corinthians passará pela Ponte sem tropeço.

Créditos e fontes de imagens

globoesporte.com
gazetaesportiva.net
globoesporte.com
globoesporte.com
gazetaesportiva.net
globoesporte.com
gazetaesportiva.net
Tom Dib/lancenet,com.br
mercadolivre.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário