sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Dois pontos perdidos

Melhores momentos
Ainda consternada com a tragédia de Oruro, quando, devido à imprudência de um torcedor irresponsável e falhas do time mandante na segurança um jovem boliviano perdeu a vida, vou tentar comentar o jogo de estreia do Timão na Libertadores.
O empate de 1 a 1 numa altitude de 3700 metros não seria um mau resultado se não tivéssemos vacilado e perdido a chance de voltarmos da Bolívia com uma larga vantagem. Se era óbvio que o time morreria na etapa final, as oportunidades de gol foram inúmeras e perdidas.
Diante de um time tecnicamente limitado, o Timão não conseguiu aproveitar a sua superioridade. Oportunidades foram criadas, mas desperdiçadas. Com uma péssima pontaria, perdemos gols imperdíveis e no quesito bola fora, Émerson está ficando "hors concours". A oportunidade de alargar o placar era aproveitar o fôlego do 1º tempo, mas faltou competência e/ou tranquilidade e/ou concentração. Mesmo com fôlego curto, até conseguimos criar na etapa final, mas desperdiçamos todas.
E numa bobeada geral da nossa defesa, com falhas explícitas dos laterais, o San José deixou tudo igual aos 15 minutos da etapa final. 
Eventos
O empate obrigou o Corinthians a voltar ao ataque com mais intensidade e, em menos de dois minutos, Emerson desperdiçou duas chances de gol. Aos 20 minutos, ele ficou livre de marcação após cruzamento rasteiro de Fábio Santos e chutou na trave. Em seguida, recebeu nova assistência e bateu por cima do gol. Aí o time começou a morrer e não conseguiu reverter o resultado.
Com o fôlego em fase terminal, o Corinthians diminuiu o ritmo e se esforçou apenas para evitar eventuais sustos. Paulo André, cansado, chegou a ser substituído por Felipe. Guerrero, igualmente exausto, teve de sair de campo para recuperar o fôlego. E, todos devem ter começado a rezar para o jogo acabar.
Cássio, pela sua segurança na altitude, e Guerrero, não só pelo gol, mas pelo conjunto da obra, foram os nomes do jogo.
Com os volantes não vivendo seus melhores momentos no futebol e com os laterais falhando nos últimos jogos, nossa defesa esta bastante fragilizada e temos tomado gols desconcertantes, o que fica mais grave pelos vacilos nas finalizações. Depois da saída de Jorge Henrique, a fragilidade do lado direito ficou mais evidente. Não seria uma boa o Edenílson começar a entrar no jogo e o Tite devolver ao Jorge Henrique a posição de atacante?
O próximo jogo do Corinthians pela Libertadores será na próxima quarta feira, no Pacaembu, contra os colombianos do Milionarios. E por conta de uma condenação sumária e sem direito de defesa, com os portões fechados e sem a presença da Fiel.
Ficha Técnica - San Jose 1 X 1 Corinthians
Local: Estádio Jesus Bermudez, em Oruro (Bolívia)
Data: 20 de fevereiro de 2013, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Carlos Vera (Equador)
Assistentes: Christian Lescano e Byron Romero (ambos do Equador)
Cartões amarelos: Guerrero, Cássio e Fábio Santos (Corinthians)
Gols: San Jose: Saucedo, aos 15 minutos do segundo tempo; Corinthians: Guerrero, aos 5 minutos do primeiro tempo
San Jose: Lampe; Tordoya, Luis Torrico e Palacios; Dury (García), Didi Torrico, Carrizo (Sejas), Reyes e Gomes (Bonafina); Saucedo e Cabrera. Técnico: Marcos Ferrufino
Corinthians: Cássio; Alessandro, Gil, Paulo André (Felipe) e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Jorge Henrique (Renato Augusto) e Danilo; Emerson (Alexandre Pato) e Guerrero. Técnico: Tite
Estatísticas

Créditos e fontes de imagens
facebook.com/C0r1nth14n5 m1L gr4u
meutimao.com.br
globo.com
esporte.uol.com.br
foxsports.com.br
AFP/gazetaesportiva.net
corinthians.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário