sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Reencontro com a Fiel

Melhores momentos
Acho que estou ficando muito exigente, pois saí 4ª feira do Pacaembu, feliz com a vitória, mas um pouco frustrada por não termos, mesmo com 2 jogadores a mais, obtido um melhor resultado. Eu sei que o adversário está se preparando há mais tempo, que eles bateram sem dó e sem piedade, que é o 1º jogo do time titular, que estão sem ritmo de jogo e tudo o que já se falou para justificar os 2 a 1 de virada. Mas, esperava um pouco mais de atenção, pois, mesmo impedido, o gol do Mogi Mirim só saiu por erros da defesa, pela vacilada da zaga, pelo espaço dado por Fábio Santos e Paulo André e  por pararem a jogada, achando que o bandeira daria o impedimentoAinda sem entrosamento e bastante inseguro, Gil, além de outros erros em jogadas individuais,  no gol adversário, deixou que o atacante do Mogi se antecipasse a ele e mandasse a bola para a rede. Acho que o Felipe teria se saído melhor e evitado o gol.
Contra um time rápido, bem arrumado e muito violento, o Corinthians, embora muito superior tecnicamente e com muita vontade, encontrou dificuldades de chegar ao gol, o que só ocorreu no final do 1º tempo.
A falta de ritmo de jogo e as pernas ainda meio travadas foram, no entanto, compensadas pela experiência, pela técnica e pelo empenho e depois de várias tentativas no ataque, Emerson recebeu livre pela direita e cruzou rasteiro para Jorge Henrique completar, e marcar o 1º gol, aos 43 minutos do 1º tempo, empatando a partida, logo após a expulsão de Roni, por ter levado o 2º cartão amarelo.
O gol deu mais tranquilidade ao Timão, e, logo no início da 2ª etapa, Emerson pegou uma bola na intermediária, deu um bom passe para o Guerrero, que fez grande jogada, deixando Jorge Henrique na cara do gol. Na tentativa de parar o atacante, Piauí fez o pênalti, cobrado com muita categoria pelo Fábio Santos.
Em desvantagem no placar, os jogadores adversários tentavam parar os corinthianos com faltas duras e aos 19 minutos da etapa final, Val, que já tinha amarelo, deu um carrinho por trás em Fábio Santos, levou o 2º e foi expulso, deixando o Mogi Mirim com 9 jogadores.
Eventos
Comentários
Com dois jogadores a mais, nossos atletas, visivelmente cansados, não conseguiram aproveitar a superioridade técnica e numérica para ampliar o placar e apenas administraram o resultado, garantindo a vitória e os 3 pontos. Alguns jogadores, visivelmente fora de ritmo, como Paulinho e Danilo, tiveram uma atuação muito aquém da esperada. 
Apesar do cansaço demonstrado, Tite, mesmo tendo um banco de muita qualidade à disposição, só fez a 1ª substituição aos 25 minutos, trocando Danilo por Renato Augusto, o que deu um novo gás ao time. Aos 32 minutos Romarinho entrou no lugar de Jorge Henrique, que acabara de levar um cartão amarelo e aos 36 minutos, Douglas substituiu o Émerson. 
Desta vez, Tite acertou nas substituições, mas errou no tempo. Danilo em campo não conseguiu cumprir integralmente sua função de armação, movimentou-se pouco e apanhou muito e, por vezes, posicionou-se como um segundo centroavante, trombando com Guerrero. O jogo só começou a fluir quando Tite colocou Danilo pela esquerda e o Émerson no meio, deixando o Jorge Henrique na direita. Mais próximo de Guerrero, Émerson passou a ser mais efetivo na criação e foi dos seus pés que saiu o passe para Jorge Henrique fazer o 1º gol.
Apesar de terem atuado pouco tempo, Romarinho e Douglas, assim como Renato Augusto, mostraram que se tivessem entrado antes poderiam ter melhorado o desempenho do time. O atacante correu bastante e mostrou maior entrosamento com os titulares do que o apresentado com os reservas e Douglas, com bons lançamentos, buscou o jogo, com os laterais e com o Guerrero e quase fez um gol, arriscando um chute de longe.
Os destaques do time foram o motorzinho Jorge Henrique, que fez o gol de empate e sofreu o pênalti, que resultou no 2º gol, Guerreiro e Émerson, que mostraram muita raça e vontade, movimentaram-se muito e abriram espaços. Jorge Henrique só não foi melhor porque em algumas jogadas resolveu fazer gracinhas e por o adversário pra dançar, perdendo a bola, Se tivesse  feito o simples e sido mais objetivo, teria sido perfeito.  Émerson precisa deixar de ser tão fominha e passar a bola para quem estiver melhor posicionado.
Ralf, impecável na marcação, foi o monstro de sempre na proteção da zaga, mas se atrapalhou quando foi para o ataque.
Um problema a  ser corrigido é o chute a gol, pois das 17 finalizações, acertamos apenas 4, com apenas 2 gols marcados, sendo 1 de pênalti.
Tite aprovou o desempenho do time, considerou que as dificuldades encontradas já eram previstas e que no decorrer dos próximos jogos elas serão minoradas, com os jogadores obtendo o ritmo de jogo e o fôlego necessário para estarem prontos, para em 20 de fevereiro, estrearem na Libertadores. E, com toda a razão, reclamou da péssima arbitragem da partida.
Ainda com erros de passes e finalizações, o time está longe do desempenho alcançado na Libertadores e no Mundial. Mas, praticamente, em início de temporada, tem tudo para evoluir e voltar a brilhar no palco do futebol.
Com o resultado, o Corinthians somou sete pontos em quatro rodadas do Campeonato Paulista e subiu para o 8º lugar na classificação. No próximo domingo, enfrentará o Oeste, às 17 horas no Pacaembu, com a possível estreia de Alexandre Pato, a contratação mais badalada do ano.

Ficha Técnica - Corinthians 2 X 1 Mogi Mirim
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 30 de janeiro de 2013, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: José Cláudio da Rocha Filho (SP)
Assistentes: Gustavo Rodrigues de Oliveira e Edson Rodrigues dos Santos
Público: 19.962 pagantes
Renda: R$ 588.317,58
Cartões amarelo: Jorge Henrique (Corinthians); Roni, Roniery, Henrique, Piauí e Val (Mogi Mirim)
Cartões vermelhos: Roni e Val (Mogi Mirim) 
Gols: Corinthians: Jorge Henrique, aos 42 minutos do primeiro tempo; e Fábio Santos, aos 6 minutos do segundo tempo. Mogi Mirim:  Henrique, aos 9 minutos do primeiro tempo
Corinthians: Danilo Fernandes; Alessandro, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo (Renato Augusto) e Jorge Henrique (Romarinho); Emerson (Douglas) e Guerrero. Técnico: Tite
Mogi Mirim: Daniel; Roniery (Wagninho), Tiago Alves, Lucas Fonseca e Piauí; Val, Magal, Wagner (João Paulo) e Carlos Alberto; Roni e Henrique (Ladeira). Técnico: Dado Cavalcanti
Estatísticas

Créditos e fontes de imagens
meutimao.com.br
globoesporte.com
sportv.globo.com
globoesporte.com
esporte.uol.com.br
sportv.globo.com
globoesporte.com
globoesporte.com
Leandro Moraes/esporte.uol.com.br/meutimao.com.br
gazetaesportiva,net
esporte.uol.com.br
gazetaesportiva.net
gazetaesportiva.net
gazetaesportiva.net
esporte.uol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário