segunda-feira, 24 de agosto de 2015

A força de Itaquera, a força da Fiel

Outro campeonato, outro adversário, outro estádio, o mesmo time, outra postura. O Corinthians cresce em Itaquera, onde até parece que algo sobrenatural conspira a favor do time. Some a apatia e sobra vontade, entusiasmo e determinação. O time é pura raça, o time é doação e no  jogo coletivo, as individualidades crescem, a técnica se sobressai e o bom resultado aparece. Parece mágico, parece milagroso, mas é apenas a energia da Fiel.
Da Fiel, que por si só, apesar da frieza do mármore, consegue produzir o calor que irradia para cada jogador no campo, e não deixa que o banco seja contaminado pelo desejo da retranca. 
Da Fiel que canta, que pula, que grita e que dança, que apoia, que empurra, que enlouquece, que anima e não desanima, que joga junto, que chora e que comemora.
Da Fiel que é pura energia, energia que irradia, que transmuta, que transfere, que multiplica e se reproduz na mente de cada jogador, que no gramado se transforma e se doa na busca do gol. 
Somente a Fiel pode explicar a diferença existente entre os jogos na Arena e os fora de casa. Somente a energia que vem dos torcedores explica a mudança de atitude e postura dos jogadores, quando atuam em Itaquera. 
Na Arena o time joga solto, sem amarras, dominando o adversário e conseguindo bons resultados. A Fiel joga junto, a Arena vira um caldeirão, uma panela de pressão que cozinha o adversário no fogo da paixão que existe em cada coração dos membros da nossa Nação.
A força de Itaquera é a força da Fiel

Créditos e fonte de imagem
Djalma Vassão/Gazeta Press/gazetaesportiva.net

Nenhum comentário:

Postar um comentário