domingo, 30 de agosto de 2015

Chapecoense X Corinthians

Depois do vexame na Copa do Brasil, o Corinthians foi para Chapecó, enfrentar o time local pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro.
Líder do campeonato, com 43 pontos, com 13 vitórias, 4 empates. 3 derrotas e 72% de aproveitamento, o Timão terá como adversário o 9º colocado, com 28 pontos, 8 vitórias, 4 empates, 8 derrotas e 47% de aproveitamento. Enquanto o Corinthians vem de uma eliminação vergonhosa, na Copa do Brasil, devido à forma como encarou a competição, o Chapecoense vai para o jogo embalado por uma vitória por 3 a 0 sobre a Ponte Preta, que o fez avançar na Copa Sul-Americana e assegurar seu primeiro confronto internacional.
Mas, como o vexame corinthiano decorreu de uma ação deliberada da diretoria e comissão técnica, ao priorizar o Brasileirão, a derrota para o Santos não deverá impactar negativamente o time. No entanto, a filosofia do atual Corinthians, de que empate fora é um bom resultado, aliada a retrancabilidade com que o time costuma atuar como visitante, é preocupante.
Ficha Técnica - Chapecoense X Corinthians
Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data: 30 de agosto de 2015, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio – GO (FIFA)
Árbitro Assistente 1: Cristhian Passos Sorence - GO (ESP-2)
Árbitro Assistente 2: Bruno Raphael Pires - GO (ASP-FIFA)
Quarto Árbitro: Flávio Rodrigues Guerra - SP (CBF-1)
Arbitro Assistente Adicional 1: Fernando Lopes – SC (ASS)
Delegado: Nilson de Souza Monção – SP (000)
Chapecoense: Danilo; Apodi, Vilson, Neto e Dener; Elicarlos, Bruno Silva e Cleber Santana; Tiago Luís, Ananias (Camilo) e Bruno Rangel; Técnico: Vinícius Eutrópio
Corinthians: Cássio; Fagner, Felipe, Gil e Uendel; Ralf; Jadson, Elias, Renato Augusto e Malcom; Vagner Love; Técnico: Tite
No Chapecoense, além dos possíveis escalados, também foram relacionados os goleiros João Paulo e Nivaldo, os laterais Caramelo e Tiago Costa, os zagueiros Thiego e Rafael Lima, os volantes Wanderson e Maylson, os meias Nenén, Hyoran e Wagner, e os atacantes Bruno Rangel e Maranhão.
No Corinthians também foram relacionados o goleiro Walter, os laterais Edílson e Guilherme Arana, o zagueiro Edu Dracena, o volante Cristian, os meias Danilo e Matheus Pereira e os atacantes Rildo e Romero.
Estão fora, no Chapecoense: o atacante Matheus, o volante Gil e Richarlyson, todos no Departamento Médico. E no Corinthians: Bruno Henrique, suspenso, e Luciano, que operou o joelho direito e só volta a jogar em 2016.
Estão pendurados com dois cartões amarelos, no Chapecoense: Ananias, Cleber Santana, Rafael Lima, Vilson e Wanderson; e no Corinthians: Cássio, Edílson, Fagner, Felipe, Gil e Renato Augusto.
No time catarinense, o técnico Vinícius Eutrópio contará com os retornos de Vilson, Elicarlos e Bruno Rangel. No último treino, o técnico orientou o posicionamento dos jogadores em cruzamentos e cobranças de falta.
No Corinthians, Tite escalou o que tem de melhor disponível e a única ausência em relação ao último jogo do Brasileirão será Bruno Henrique, suspenso por ter tomado o 3º cartão amarelo. Seu substituto será o Ralf
Jadson "recuperou-se" meteoricamente do edema e Elias não mais corre "risco" de lesão. Como o campeonato é prioridade, não tem "migué". Assim, a dupla volta a ser escalada. 
O esquema tático será o 4-1-4-1, com Jadson no lado direito do campo, Malcom pela esquerda e Vagner Love mais à frente. 
Embora o adversário esteja na parte intermediária da tabela, não será um jogo fácil, pois o time tem desempenho excelente em casa. Em dez jogos pelo Brasileirão na Arena Condá, local do jogo deste domingo, venceu sete, empatou dois e só perdeu um, e dos seus 28 pontos, 23 foram conquistados em casa.
Mas, se quiser se manter na ponta com a vantagem de 4 pontos sobre o 2º colocado, sem depender de outros resultados, a alternativa para o alvinegro é a vitória. Para isso, o time tem que ser mais determinado e propositivo, não dar espaço e não ficar chamando o adversário para seu campo. Tem que adiantar a marcação, ser veloz nos contra ataques e acertar o arremate final. Tem que jogar como time grande e não como time pequeno.
E não se esquecerem que depois que rifaram a Copa do Brasil, ser campeão brasileiro tornou-se OBRIGAÇÃO.

Créditos e fontes de imagens
facebook.com-Renato Silva/produto.mercadolivre.com.br/MAON
Claberson Silva-Chapecoense.diariocatarinense.clicrbs.com.br/Daniel Augusto Júnior-Agência Corinthians-meutimao.com.br/MAON
globoesporte.globo.com
Daniel Augusto Júnior/Agência Corinthians/gazetaesportiva.net.
Daniel Augusto Júnior-Agência Corinthians-globoesporte.globo.com/MAON

Nenhum comentário:

Postar um comentário