quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Domando o Leão em Itaquera

Foi um jogo eletrizante. Muitas emoções. Um verdadeiro teste pra cardíaco. Quando muitos já comemoravam e tudo parecia dominado, levamos o empate. E coube a um dos que erraram consertar o erro e se redimir. Embora não tenha sido de Guilherme Arana o único erro do jogo.
No 1º gol do Sport, Fagner deu espaço para o Marlone cruzar, Gil e Uendel vacilaram, permitindo que André subisse livre para fazer o gol e Cássio pulou para traz, para dentro do gol. No 2º, Arana errou o passe, a zaga bobeou e o Cássio não chegou, e Edu Dracena falhou no terceiro gol do adversário, não se antecipando ao Hernane. 
Sem Felipe a defesa fica mais vulnerável e a lentidão de Edu Dracena parece mexer com a cabeça do Gil. Bruno Henrique não é um pitbull e deixa a zaga mais descoberta, Uendel mais apoia o ataque do que defende e Cássio, desde que frangou contra o Guarani está lento e inseguro.
Como todos podem errar e outros erraram, não é justo crucificar o Arana e responsabilizá-lo sozinho pelo sufoco que tomamos quando parecia que a vitória estava garantida.
O Sport valorizou a vitória do Timão, lutando até o fim. Apertou na marcação, veio pra cima e não se intimidou diante da nossa torcida na Arena. Méritos para o time, mas principalmente para seu técnico, que fez a leitura correta do jogo e as substituições adequadas.
Quanto ao pênalti, que resultou no 4º gol corinthiano, é importante lembrar, que apenas cumpriu-se a nova regra e a orientação da CBF. Aliás, Sérgio Correia, presidente da Comissão Nacional de Arbitragem da entidade declarou que foi pênalti claríssimo e indiscutível. Se no jogo contra o São Paulo o árbitro não marcou o pênalti do Uendel, o problema não é do Corinthians, além de que em inúmeras vezes a arbitragem errou contra o Timão. Mas, o choro é livre...
Foi um jogo aberto, pegado, equilibrado. O Corinthians não recuou após o gol e continuou atacando e o Sport em nenhum momento se entregou, vendendo caro a derrota. 
Jadson teve participação nos 4 gols alvinegros, iniciou a jogada do primeiro gol, bateu o escanteio no segundo, fez o lançamento para o terceiro e marcou o quarto, em perfeita cobrança de pênalti. Foi decisivo no jogo e, sem dúvida, o melhor jogador em campo.
Luciano, autor de 2 gols, apesar de ter sido fominha ao não passar uma bola para o Malcom, que estava melhor colocado, posicionou-se bem na área, soube fugir da marcação e tem faro de gol. Mais maduro e mais humilde, tem plenas condições de dar certo jogando na posição. Usa a camisa nº 18, que é o resultado de duas vezes 9. Coincidência ou premonição?
Apesar do sufoco, deu gosto ver o Corinthians jogando com raça, com garra e buscando o gol. Foi, sem dúvida, o jogo mais emocionante deste campeonato, além de nos encher de esperança e nos fazer acreditar ser possível a conquista do hexacampeonato. Apesar da perda de alguns jogadores e da crise financeira, o Timão conseguiu superar suas dificuldades e hoje já é o líder do Brasileirão. 
Torço muito para que a garra demonstrada se perpetue durante os próximos jogos do Brasileirão e da Copa do Brasil e que tenhamos novas emoções com um final feliz.
Gols
Ficha Técnica - Corinthians 4 X 3 Sport
Local: Arena Corinthians, em Itaquera, São Paulo (SP)
Data: 12 de agosto de 2015, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira - SP (FIFA)
Árbitro Assistente 1: Alex Ang Ribeiro - SP (CBF-2)
Árbitro Assistente 2: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa - SP (CBF-2)
Quarto Árbitro: Marcelo Prieto Alfieri - SP (CBF-2)
Delegado: Roberto Perassi - SP (ASS)
Público: 30.941 pagantes
Renda: R$ 1.671.129,76
Cartões amarelos: Malcom e Gil (Corinthians); Samuel Xavier (Sport)
Gols: Corinthians: Luciano, aos 12 minutos do primeiro tempo e aos 46 minutos do primeiro tempo, Samuel Xavier (contra), aos 14 minutos do segundo tempo, e Jadson, aos 41 minutos do segundo tempo; Sport: André, aos 16 minutos do primeiro tempo, e Hernane, aos 26 minutos do segundo tempo e aos 31 minutos do segundo tempo
Corinthians: Cássio; Fagner, Edu Dracena, Gil e Uendel (Guilherme Arana); Bruno Henrique (Ralf); Jadson, Elias, Renato Augusto e Malcom (Rildo); Luciano; Técnico: Tite
Sport: Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rodrigo Mancha, Rithely, Élber (Régis) e Marlone; Diego Souza e André (Hernane); Técnico: Eduardo Baptista

Créditos e fontes de imagens e vídeo
globoesporte.globo.com
Djalma Vassão/Gazeta Press
Daniel Augusto Júnior/Agência Corinthians/gazetaesportiva.net
Reprodução-SporTV-globoesporte.globo.com/twitter.com-@momezzo
Daniel Augusto Júnior/Agência Corinthians/meutimao.com.br
Marcos Ribolli/globoesporte.globo.com
youtube.com/globo.com
meutimao.com.br/mixologynews.com.br/agenciaminas.mg.gov.br/MAON

Nenhum comentário:

Postar um comentário