terça-feira, 13 de maio de 2014

Marcou, recuou, vacilou... E o adversário empatou

Melhores momentos
video
Fiel ao estilo gauchês, o Corinthians deixou escapar a vitória, os três pontos e a liderança do campeonato Brasileiro. Com a hegemonia de técnicos gaúchos, a retrancabilidade está tão introjetada no Timão, que mesmo o Mano pedindo pro time avançar, predominou a postura suicida e o time passou a jogar recuado, abrindo caminho para o adversário empatar.
Caminho que só foi aberto pelo vacilo da nossa defesa, iniciado quando Guilherme perdeu a bola e ninguém marcou o Ganso e concluído com o Luiz Fabiano livre pra chutar e o Cleber, lento pra cortar. E essa, o Cássio não teve como salvar.
Não entendo como o Mano não percebe que o Bruno Henrique não pode ser banco no time, que o Guilherme é apenas um reserva do Ralf e que precisamos de um zagueiro que faça a diferença, pois o Cléber não passa de um bom reserva.
Sem Jadson e com Petros sem inspiração, nossa criação ficou comprometida e a transição pro ataque, truncada. Danilo, sem o brilho de outrora, fez o que pode, enquanto aguentou. Renato Augusto, sem ritmo de jogo e sem confiança, foi apenas um figurante e Romarinho, também não entrou no jogo. 
Gols
video
Guerrero, mesmo fora da área e saindo para buscar o jogo, mesmo mal posicionado, mostrou que não pode ser banco. Deu o passe pro gol de Fagner, que nos fez sair na frente. É isso mesmo, o gol saiu de um cruzamento do centro avante para o lateral.
video
Mano Menezes gostou do jogo, mas lamentou o empate no final e reclamou da tabela, que nas quatro primeiras rodadas colocou três jogos fora para o Timão. O técnico achou o empate justo e elogiou a maturidade do Timão, que segundo ele, soube controlar a partida.
"Futebol não é jogo de justiça. É de bola na casinha. Os dois gols foram legais, não tivemos nada de tão grave para reclamar, então é justo. Temos de ter competência para aproveitar as oportunidades. Nos posicionamos bem, fomos maduros, erramos pouco. Não ficamos totalmente satisfeitos com o empate porque levamos o 1 a 0 até quase o final do jogo, mas é um campeonato de pontos corridos. Precisamos ser melhores no fim, que é o que importa", afirmou após o jogo.
Com os jogadores se estranhando, com pouca articulação nas jogadas, com o time recuando e bobeando após o gol, o clássico acabou empatado, com o adversário, por erro da nossa defesa, conseguindo aproveitar sua única jogada em todo o jogo: a infiltração de Ganso na área.
Foi um jogo feio, com apenas 6 finalizações de cada time e com um gol de cada lado. O time do Jardim Leonor ainda mandou três bolas para fora (Luiz Fabiano, Oswaldo e Luiz Ricardo), Cássio defendeu um chute de Ganso e um chute de Maicon foi bloqueado. No Corinthians, Guerrero mandou uma bola pra fora e o goleiro deles defendeu quatro chutes, dois de Petros, um de Danilo e um de Guerrero. 
E assim, lá se foram dois pontos, a vitória e a liderança. Estamos no 3º lugar, com 8 pontos, atrás do Fluminense, com 9 e do líder Internacional com 10 pontos.
O Corinthians voltará a campo nesta quarta-feira, mas para disputar um amistoso com o Atlético-PR, na reinauguração da Arena da Baixada. O próximo compromisso oficial será contra o Figueirense, na inauguração da Arena Corinthians, em Itaquera, na Zona Leste, no próximo domingo, dia 18/05. O São Paulo irá ao Maracanã para enfrentar o Flamengo no mesmo dia.
Ficha Técnica - São Paulo 1 X 1 Corinthians
Local: Arena Barueri, em Barueri (SP) 
Data: 11 de maio de 2014, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília) 
Público: 14.000 pagantes
Renda: R$ 244.775,00
Árbitro: Raphael Claus (SP) 
Assistentes: Rogério Zanardo e Danilo Simon Manis (ambos de SP) 
Cartões amarelos: Álvaro Pereira, Luis Ricardo e Maicon (São Paulo); Petros e Luciano (Corinthians)
Gols: São Paulo: Luis Fabiano, aos 35 minutos do segundo tempo; Corinthians: Fagner, aos três minutos do segundo tempo
São Paulo: Rogério Ceni; Luis Ricardo, Rodrigo Caio, Antônio Carlos e Álvaro Pereira; Souza, Maicon e Ganso; Ademilson (Pabon), Osvaldo (Boschilia) e Luis Fabiano; Técnico: Muricy Ramalho
Corinthians: Cássio; Fagner, Cleber, Gil e Fábio Santos, Ralf, Guilherme, Petros (Bruno Henrique) e Danilo (Renato Augusto); Romarinho (Luciano) e Guerrero; Técnico: Mano Menezes

Créditos e fontes de imagens e vídeos
meutimao.com.br
Marcos Ribolli/globoesporte.globo.com
sportv.globo.com
Marcos Ribolli/globoesporte.globo.com
Sergio Barzaghi/Gazeta Press/gazetaesportiva.net
sportv.globo.com
Marcos Ribolli/globoesporte.globo.com
gazetaesportiva.net

Nenhum comentário:

Postar um comentário