sexta-feira, 30 de maio de 2014

Nós temos o peruano - Eles, um peru e alguns chapéus

Melhores momentos
Num jogo equilibrado, na quarta feira, no estádio do Canindé, o Corinthians parou o líder e embolou a linha de frente da tabela. Embora ainda continue líder, com seus 16 pontos, o Cruzeiro vê os adversários colados, inclusive o Timão, que alcançou a terceira posição, com 15 pontos, a mesma pontuação do Fluminense (segundo), Internacional (quarto) e Goiás (quinto). 
Como previsto, o Cruzeiro não ficou na retranca, buscou o jogo e deixou o Timão jogar. No 1º tempo, teve até maior posse de bola, mas não conseguiu traduzir tal superioridade em vantagem no placar. Empurrado pela torcida, o time da casa não se intimidou. Num jogo com chances entre lá e cá, brilharam as estrelas dos goleiros, até Guerrero vencer o goleiro cruzeirense e abrir o placar. Aos 22 minutos da etapa final, nosso centro avante, com a ajuda de Romarinho para dominar um balão de Walter, bateu de muito longe, Fábio se atrapalhou e viu a bola entrar em seu canto esquerdo. 
O importante foi que, aberto o placar, o time não recuou e continuou buscando o jogo, ao mesmo tempo em que nossa marcação conseguiu se sobrepor às investidas cruzeirenses. Assim, mesmo administrando a vitória, o Corinthians conseguiu se manter no campo de ataque até o apito final e esteve mais perto do gol que o Cruzeiro, com duas bolas na trave na mesma jogada, com Guerrero e Luciano. 
Se a goleada sobre o Sport, embora importante, não pode ser considerada como termômetro para medir o nível da equipe alvinegra, devido ao baixo nível técnico do adversário, a vitória sobre o Cruzeiro mostrou a evolução do Corinthians e reacendeu as esperanças na luta pelo título. Neste jogo, foi possível perceber, não apenas a evolução técnica do time, mas também, melhor entrosamento entre os jogadores, melhor movimentação em campo e principalmente uma nova atitude. Não, que tudo esteja perfeito. Ainda continuamos abusando dos chutões, em detrimento da troca de passes, temos problemas nas laterais, precisamos de um zagueiro mais confiável, para ser parceiro do Gil, de um volante que saiba sair jogando e de um centro avante pra reserva do Guerrero. Alguns de nossos problemas serão resolvidos com Elias e Lodeiro, mas os da zaga, das laterais  e do ataque, exigem novas contratações.
Apesar do equilíbrio entre os dois times, o Corinthians errou menos passes, (24 passes errados, contra 51 do Cruzeiro) e finalizou mais (15 contra 10 do adversário). Das finalizações alvinegras, uma foi o gol do Guerrero, uma foi bloqueada, (Jadson), duas foram na trave, (Guerrero e Romarinho), seis foram defendidas, (Jadson, Petros, Fagner, Bruno Henrique e Romarinho) e cinco foram para fora, (Fábio Santos, Ralf, Bruno Henrique, Cleber e Romarinho). Das finalizações cruzeirenses, duas foram bloqueadas, (Júlio Batista e William Farias), quatro foram defendidas, (Henrique, Borges, William e Ricardo Goulart) e quatro foram para fora, (Ricardo Goulart, duas, Dagoberto e Borges). (fonte: globoesporte.globo.com).
Na defesa corinthiana, Walter, ágil e seguro, brilhou e, com suas defesas, mostrou que pode substituir Cássio, sem nos assustar. No meio campo, Jadson, embora não tenha participado do gol, criou várias oportunidades e levou a Fiel ao delírio quando aplicou dois chapéus em William Farias. 
Gol
Entrevista
Guerrero foi o nome do jogo, não só pelo gol marcado, mas pelo conjunto da obra. Criou boas chances de gol, tanto para ele quanto para os companheiros. Jogando mais solto, deslocando-se além da área, teve um melhor desempenho, além de atuar com muita garra.
Entrevista
Mano falando de Petros
Mas, Petros, comparado ao Jorge Henrique pelo técnico, foi o jogador mais elogiado pela crítica e, ao ser substituído, teve seu nome gritado e recebeu os aplausos da torcida. Responsável por tornar a marcação do meio-campo alvinegro mais forte, chamou o jogo, grudou como carrapato nos armadores cruzeirenses, anulando totalmente o Éverton Ribeiro e é o líder de desarmes no Campeonato Brasileiro (32 em sete jogos). É interessante lembrar, que o único jogo que o Corinthians perdeu no Brasileirão, Petros não estava no time.
Se o time fez a sua parte, a torcida não ficou atrás. Numa noite gelada, mais de 17 mil torcedores, não apenas torceram, mas jogaram junto, apoiando o time. Cobranças e críticas, só para o Mário Gobbi, que com sua concepção de futebol business está fazendo de tudo para que os clientes ocupem o lugar do torcedores na Arena Corinthians, além de muito ter errado e se omitido na administração do clube. 
O jogo contra o Cruzeiro tem tudo para ser um divisor de águas no Corinthians, não só pelo resultado, mas principalmente pelo empenho e desempenho dos jogadores em campo. Com a evolução técnica e tática e com uma nova postura, mais propositiva e determinada, o time está reencontrando o futebol. Um ciclo vitorioso se encerrou. Um novo ciclo está se iniciando. Que as últimas vitórias sejam o prenúncio de um novo tempo, com novas lutas, novas conquistas e muitas glórias.

Ficha Técnica - Corinthians 1 X 0 Cruzeiro
Local: estádio do Canindé, em São Paulo (SP)
Data: 28 de maio de 2014, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e José Eduardo Calza (RS)
Público: 17.684 pagantes
Renda: R$ 546.413,00
Cartões amarelos: Petros e Cleber (Corinthians)
Gol: Guerrero, aos 22 minutos do segundo tempo
Corinthians: Walter; Fagner (Guilherme Andrade), Cleber, Gil e Fábio Santos; Ralf, Bruno Henrique, Petros (Danilo) e Jadson; Romarinho (Luciano) e Guerrero; Técnico: Mano Menezes
Cruzeiro: Fábio; Ceará (Mayke), Léo, Bruno Rodrigo e Egídio; Willian Farias e Henrique (Julio Baptista); Everton Ribeiro, Ricardo Goulart e Willian (Dagoberto); Borges; Técnico: Marcelo Oliveira
Comentários na mídia

Créditos e fontes de imagens e vídeos
meutimao.com.br
globoesporte.globo.com
sportv.globo.com
globoesporte.globo.com
globoesporte.globo.com
gazetapress.com.br
Djalma Vassão/Gazeta Press/
sportv.globo.com
sportv.globo.com
Alan Morici/esportes.terra.com.br
sportv.globo.com
sportv.globo.com
Alan Morici/esportes.terra.com.br
youtube.com
gazetapress.com.br
gazetapress.com.br
sportv.globo.com
sportv.globo.com
gazetaesportiva.net

Nenhum comentário:

Postar um comentário