terça-feira, 9 de setembro de 2014

Nove em dezenove

Melhores momentos
Acabou o 1º turno do Brasileirão e o Corinthians foi o campeão. O campeão dos empates. Dos 19 jogos, empatou 9, venceu 8 e perdeu 2. Mas, o pior foi ter empatado com os 4 times da zona de rebaixamento, perdendo pontos preciosos, que o afastaram da liderança do campeonato.
E, para complicar, estamos com o Fluminense, Grêmio e Atlético-MG na nossa cola. Se não mudarmos a postura, não conseguiremos nem classificar para a Libertadores. 
Sem esses empates e, mais alguns outros sem sentido, e sem a vergonhosa derrota para o Bragantino em casa, o Corinthians não teria desperdiçado tantos pontos e estaria na liderança do campeonato. Mas, o que mais dói, é que muitos desses pontos perdidos ocorreram mais por falta de garra em campo, pela burra mentalidade de que empate fora de casa é um bom resultado e por recuos quando se vencia por 1 a 0. E alguns por erros de arbitragem. Em certos jogos até parecia que o time não fazia questão de vencer. Sobre o último jogo nem dá vontade de comentar, pois serei necessariamente repetitiva. Na realidade, apesar dos desfalques, tínhamos condições de ganhar. E poderíamos ter ganho com mais empenho, melhor organização tática, com um mínimo de criatividade, com mais bola no pé e menos chutões e passes errados. Mas, o que vimos em campo foi um time desorganizado, desarticulado e desmotivado, errando passes, rifando a bola e finalizando pouco. E tudo isso diante de um time que só tem um jogador com um mínimo de qualidade, o Paulo Baier. No 1º tempo, com ele no banco, ainda conseguimos produzir um pouco, mas, com sua entrada na etapa final, pouco fizemos. E se não fosse o Cássio, teríamos perdido o jogo. 
Pra quem acha que estou exagerando, os números da partida evidenciam o péssimo jogo que fizemos. 
O Criciúma errou 16 passes e o Corinthians 29. Ambos os times finalizaram apenas 9 vezes. Das finalizações do Criciúma, 3 foram defendidas, (duas do Paulo Baier e uma do Zé Carlos), e 6 foram para fora, (duas do Zé Carlos e as outras do Paulo Baier, Fábio Ferreira, Silvinho e Giovani, uma de cada). Das finalizações do Corinthians, 6 foram defendidas, (Fábio Santos e Romero, duas cada e Jadson e Renato Augusto, uma cada), e 3 foram para fora, (Malcom, Bruno Henrique e Renato Augusto, uma cada).
Fonte: http://globoesporte.globo.com/jogo/brasileirao2014/07-09-2014/criciuma-corinthians.html
Se Mano Menezes surpreendeu ao escalar o garoto Malcom no ataque, errou quando o tirou do campo para a entrada do Jadson, pois ele estava bem, apesar de ter perdido um gol, e o Petros estava péssimo. A entrada de Jadson não mudou o jogo e, apesar da escassez de atacantes, o grande problema do time foi a atuação do meio campo. Na lateral, Ferrugem entrou bem melhor que o Fagner e o meia Danilo, em 15 minutos em campo, mostrou que é um ex jogador em atividade. 
Entrevista do Mano Menezes
video
Embora o técnico tenha declarado que pelas circunstâncias do jogo, pelos desfalques, pelo campo, pelo Paulo Baier e pelo blá blá blá o empate não foi um mal resultado, Mano mostrou-se irritado e irônico na entrevista e reagiu à algumas perguntas, tal qual um cavalo xucro dos Pampas, dando coices nos repórteres. 
Acumulando sua terceira partida consecutiva sem vitória no campeonato Brasileiro, o Corinthians termina o 1º turno em 4º lugar, com 33 pontos, 8 vitórias, 9 empates, duas derrotas, 24 gols marcados, 12 gols sofridos, 12 gols de saldo e 58% de aproveitamento. E só permaneceu no G4 porque o Fluminense empatou com o líder Cruzeiro. 
Tabela de classificação
Distante 10 pontos do líder e tendo à sua frente o São Paulo com 36 e o Internacional com 34 pontos, ainda tem que se preocupar com a aproximação do Fluminense e Grêmio com 31 pontos e do Atlético-MG com 30. Portanto, se não mudar a postura no 2º turno, terá dificuldades até para obter a classificação para a Copa Libertadores.
 
Ficha Técnica - Criciúma 0 X 0 Corinthians 
Local: estádio Heriberto Hülse, em Criciúma (SC)
Data: 7 de setembro de 2014, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Igor Junio Benevenuto – MG (CBF-1)
Árbitro Assistente 1: Marcio Eustáquio S. Santiago – MG (FIFA)
Árbitro Assistente 2: Pablo Almeida da Costa – MG (ASP-FIFA)
Quarto Árbitro: Jefferson Schmidt – SC (CBF-2)
Árbitro Assistente Adicional 1: Ítalo Medeiros de Azevedo – RN (CBF-1)
Árbitro Assistente Adicional 2: Wanderson Alves de Sousa – MG (CBF-2)
Delegado: Alicio Pena Junior – MG (ASS)
Cartões amarelos: Fábio Ferreira, Rodrigo Souza, Cleber Santana, Maurinho e Luis Felipe (Criciúma); Felipe, Bruno Henrique e Fagner (Corinthians)
Criciúma: Luiz; Luis Felipe, Fábio Ferreira, Alcides (Ronaldo Alves) e Giovanni; Rodrigo Souza e João Vitor; Lucca (Paulo Baier), Cleber Santana e Silvinho (Maurinho); Zé Carlos; Técnico: Gilmar Dal Pozzo
Corinthians: Cássio; Fagner (Ferrugem), Felipe, Anderson Martins e Fábio Santos; Ralf e Bruno Henrique; Malcom (Jadson), Renato Augusto e Petros (Danilo); Romero; Técnico: Mano Menezes

Créditos e fontes de imagens e vídeos
meutimao.com.br
globoesporte.globo.com
TV Bandeirantes/youtube.com
Fernando Ribeiro/Agência estado/globoesporte.globo.com
globo.com
esporte.uol.com.br
Fernando Ribeiro/Agência Estado/globoesporte.globo.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário