terça-feira, 19 de março de 2013

Cala boca Magdo !!!

Romário tinha razão. "Pelé calado é um poeta".
Mesmo que tenha sido um reconhecimento da qualidade e da boa fase do Corinthians, sugerir o Timão como base da seleção e como palco para o Neymar brilhar, é algo inconcebível para a Nação Corinthiana. Alem disso, é a prova de que não basta ter craque, se o time não tem uma boa estrutura e um bom esquema tático.
Pessoalmente, nunca escondi que minha única seleção é o Corinthians e que sinto até um pouco de ciúmes quando vejo nossos jogadores vestindo outra camisa que não seja a do Timão. Desiludi-me com a seleção quando João Saldanha foi demitido por não ter escalado o jogador indicado pelo ditador Médici. Posteriormente, até vi alguns jogos, quando Sócrates estava na seleção. Até tentei voltar a torcer pela amarelinha, mas depois que presenciei tantos desmandos da CBF e a seleção brasileira virar um balcão de negócios e uma vitrine para os empresários mostrar seus jogadores, desiludi-me de vez e deletei a seleNike da minha vida. E, quando vejo alguns jogos, é apenas para prestigiar os corinthianos convocados.
video
Mas, voltando à sugestão do Pelé:
"Sinceramente, hoje o time que poderia servir de base é o Corinthians. É um time que está sem nenhum craque, mas vem jogando bem, tem vencido, provando que é forte". E completa: "O Corinthians tem jogadores que não são como um Neymar, mas é um time que tem base. Se você junta um Neymar com um time que tem base melhora bastante".
Nada mais esdrúxulo e absurdo. Primeiro porque Corinthians é Corinthians, uma Nação a parte e um clube estruturado, sério, que investiu muito para chegar onde chegou e depois de tudo pronto e a casa arrumada, não tem sentido ser usado por uma entidade sem nenhuma transparência e sem credibilidade como é a CBF.
Além disso, provamos que mais valem estrutura, trabalho, organização e seriedade do que craques, no caso jogador pop star. E, não tem cabimento, depois de tanto trabalho e dedicação, sermos reduzidos à escada e a cenário para que o jogador queridinho da mídia e da arbitragem, possa brilhar.
O que Pelé propõe é a terceirização da seleção. Isso vem provar a incapacidade da CBF quanto à formação e preparação da seleção brasileira e lembra muito a postura do aluno que não fez a lição de casa e, na última hora, compra um trabalho para apresentar ao professor. E quem vendeu o trabalho, tem um lucro financeiro. Mas, na proposta de Pelé, a situação é diferente, ficamos com o ônus e a CBF com o bônus, pois o foco dos jogadores será, em parte desviado para a seleção, sem nenhum ganho para o Corinthians. 
O que Pelé sugere tem o objetivo de reduzir os danos causados pelos administradores CBF, que não conseguiram montar uma seleção para o país e cujo autoritarismo e falta de profissionalismo fizeram com que André Sanches a abandonasse. E a CBF, usaria o time base para compensar a sua incompetência, desfalcando o Corinthians de seus principais jogadores nos campeonatos que disputa. Isso seria muito prejudicial ao Timão.
Portanto, cada um com seu problemas e cada um no seu quadrado. Corinthians é o time da Nação Alvinegra e a CBF que arque com as consequências de não ter sido capaz de criar um time para a Nação Brasileira.

Créditos e fontes de imagens
get_img.brasil247.com
facebook.com/Bando de Loucos
facebook.com/loucoporticorinthians
espn.com.br
facebook.com/fotos do mural
facebook.com/1Corinthianos

Nenhum comentário:

Postar um comentário