segunda-feira, 11 de março de 2013

Vitória chorada e fim da empaTITEbilidade

Melhores momentos
Estamos precisando armar um time que seja valente e polivalente, capaz de vencer desafios diferentes e de se superar a cada momento. De lidar com pressões no campo e extra campo, de lutar MMA, de jogar showbol na grama sintética, de enfrentar o vazio do estádio, a arbitragem despreparada e caseira, um calendário desumano e as tempestades. Sim, agora até São Pedro resolveu exigir trabalho extra de São Jorge. Acredito mesmo que com a tempestade que caia, o mais sensato seria ter adiado a partida, Mas, esperar sensatez da FPF e da arbitragem já é acreditar em milagres, em cegonha e em Papai Noel.
Até entendo que São Pedro precisava mandar uma baita tempestade, para limpar o Pacaembu de toda a purpurina e os miasmas deixados no jogo do meio da semana, mas não daria pra ter feito essa limpeza antes do jogo começar?
A chuva que caiu era tanta, que nem o bom sistema de drenagem do Pacaembu deu conta e o gramado foi invadido por algumas lagoas, prejudicando muito o nível técnico da partida. E obviamente, o mais prejudicado nessas horas é o time mais técnico, que toca mais a bola, que faz o jogo mais rasteiro e valoriza o passe. O Ituano, como todo time que enfrenta o Corinthians, fez o jogo de sua vida. Não se intimidou e veio pra cima, abusando dos cruzamentos e das bolas paradas, enquanto o Timão, tentava tocar a bola, que não corria naquele campo encharcado. 
Mesmo com um com um time desentrosado e com uma tática equivocada, o Timão abriu o placar e, por alguns minutos, conseguiu, por duas vezes, ficar à frente, com os gols de Edenílson e Guilherme.
No 2º tempo, a chuva amainou e o Ituano diminuiu seu ímpeto, parecendo satisfeito com o empate. O Corinthians não soube aproveitar a situação e o meio campo, com sérias dificuldades, não conseguia fazer a bola chegar ao ataque. Mas, naquele momento, fora da zona de classificação, o Timão, mais que nunca, precisava da vitória e Tite resolver mexer  no time, substituindo Igor por Alexandre Pato e deslocando Jorge Henrique para a lateral esquerda. E Pato incendiou o time, dando outra dinâmica ao jogo. No final da partida, Giovanni entrou no lugar de William Arão e Iago, no lugar de Douglas.
Pato, oportunista e habilidoso no trato com a bola, além de dar trabalho à defesa adversária, acabou sofrendo um pênalti. Mas na hora de cobrar, mesmo com Chicão, Douglas, Fábio Santos e o próprio Pato em campo, a cobrança ficou para o Émerson, que conseguiu desperdiçar sua terceira cobrança no Timão. Felizmente, no pênalti defendido pelo Vagner, a bola foi pra escanteio e na cobrança de Douglas, o zagueiro Felipe subiu mais alto e desempatou a partida.
Assim, os reservas, com alguns titulares em campo, conseguiram nos curar da empaTITE e, com muitas dificuldades, voltamos a vencer no Paulistão.
Nossa defesa, com Chicão, voltando de cirurgia e ainda sem ritmo de jogo, sofreu também pela falta de entrosamento, tendo nas bolas aéreas defensivas sua maior fragilidade. Nosso meio campo, revelou mais uma vez, que não temos reserva para o Ralf e o Douglas, prejudicado pelo estado do gramado no 1º tempo, ficou devendo, também na etapa final. Sem um atacante de referência, o ataque somente deslanchou depois da entrada do Pato. Está explicado porque os gols saíram com lateral, volante e zagueiro.
Mas, apesar dos problemas, o ponto positivo foram os dois gols de bola parada, um golaço de falta do Guilherme e o gol de escanteio do desempate.
Desabafo do Tite
Tite considerou a vitória consistente, questionou o calendário e a postura da Federação Paulista de Futebol e falou, também, da má fase de Émerson Sheik.
A sinceridade de Émerson
Émerson reconheceu o mau momento na vida pessoal e profissional e prometeu lutar para superá-lo e dar a volta por cima.
Comentário da mídia
Com o resultado, o Corinthians passou para a 6ª posição no campeonato Paulista. Na próxima rodada enfrentará o União Barbarense, no próximo sábado, dia 16 de março,  às 18:30 horas, no Pacaembu.
Ficha Técnica - Corinthians 3 X 2 Ituano
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 9 de março de 2012, sábado
Horário: 18:30 horas (de Brasília)
Árbitro: Aurélio Santanna Martins
Assistentes: Marco Antonio Gonzaga da Silva e David Botelho Barbosa
Público: 19.966 pagantes
Renda: R$ 561.832,00
Cartões amarelos: Giovanni (Corinthians) e Leandro Silva, Cléber e Marcinho Guerreiro (Ituano)
Gols: Corinthians: Edenílson, aos 16 minutos do primeiro tempo, Guilherme, aos 33 minutos do primeiro tempo, e Felipe, aos 40 minutos do segundo tempo. Ituano: Cléber, aos 22 minutos do primeiro tempo, Luciano, aos 36 minutos do primeiro tempo
Corinthians: Danilo Fernandes; Edenílson, Chicão, Felipe e Igor (Alexandre Pato); Willian Arão (Giovanni), Guilherme e Douglas (Yago); Jorge Henrique, Emerson e Romarinho. Técnico: Tite
Ituano: Vagner; Leandro Silva, Cléber, Vitor Hugo e Patrick (Alisson); Marcinho Guerreiro, Cambará, Kleiton Domingues e Fernando Gabriel (Paulinho); Luciano (Marinho) e Adaílton. Técnico: Roberto Fonseca
Estatísticas

Créditos e fontes de imagens
meutimao.com.br
Leonardo Soares/esporte.uol.com.br
sportv.globo.com
facebook.com/Bando de Loucos Fan Page Perfil Torcedor Oficial
Fernando Dantas/Gazeta Press/gazetaesportiva.net
facebook.com/Ginaldo De Vasconcelos Filho
Fernando Dantas/Gazeta Press/gazetaesportiva.net
Leonardo Soares/esporte.uol.com.br
Leonardo Soares/esporte.uol.com.br
facebook.com/Corinthiano Até a Morte
globoesporte.com
sportv.globo.com
sportv.globo.com
sportv.globo.com
domingossccp.blogspot.com
corinthians.com.br
domingossccp.blogspot.com
republicadocorinthians.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário