segunda-feira, 25 de março de 2013

Três pontos e dois desfalques

Melhores momentos
Deveria ser um post mais curto. Seguindo o ritmo de alguns jogadores, eu também poderia me poupar. Mas, não vou fazer isso, não.
Até que o time começou bem, parecia que ia embalar e até golear. Mas, logo acabou o gás, (ou a vontade?) e o jogo entrou em banho Maria. Contra um time fraco como o Guarani, golear seria obrigação. Seria... E poderia. Se o Timão jogasse o que sabe e o que pode.
Mas, encarando o Paulista como um mero paulistinha, pra que se esforçar? Afinal, o que vale é a Libertadores, que não é encarada como libertacinha, mas sim como o campeonato. Aí o time sua a camisa, dá o sangue e todos ficam felizes. Só se esquecem que o Corinthians é maior que qualquer torneio e que tem que disputar todos com a mesma vontade, com a mesma raça, com a mesma garra. Pode até não ganhar, mas não pode relaxar.
É muito triste ver, com os mesmos jogadores, dois times diferentes em diferentes campeonatos, um no torneio continental e outro no estadual.
Ah! Reclamaram o técnico e o jogador: "O gramado era ruim e não dava pra jogar em alto nível." Então vão se acostumando, porque com esse futebol jogado e com essa classificação, o time corre o risco de disputar as quartas de final num gramado semelhante ou até pior.
Ah! A chuva atrapalhou, choveu até granizo. E antes da chuva, porque não mataram o jogo?
Entrevista do Danilo
video
Mas, os próprios jogadores reconheceram que faltou capricho para matar o jogo no 1º tempo, como reconheceu o meia Danilo, um dos mais apagados da partida.
Mas, como apesar de toda a nhaca, os 3 pontos foram garantidos, o pior de tudo foram as contusões do Cássio e do Renato Augusto, que deverão desfalcar o time nos próximos jogos.
Com fortes dores no quadril, Cássio deixou a partida aos 22 minutos do primeiro tempo, após cair no chão depois de uma disputa aérea pela bola, tendo sido substituído por Danilo Fernandes.
Renato Augusto, aos 32 minutos, caiu sozinho no gramado, tendo sido substituído por Jorge Henrique. Com lesão na coxa, ele ficará fora das próximas partidas. Ambos passarão por exames na 2ª feira, para avaliação da gravidade das lesões sofridas.
Se com a saída do Cássio, o Danilo Fernandes segurou o rojão e não comprometeu, o mesmo não aconteceu com a saída de Renato Augusto. Com a contusão do meia, Tite redefiniu o time, que passou a atuar com três atacantes, Émerson na esquerda, Jorge Henrique na direita e Guerrero centralizado. Mas, com a perda do Renato Augusto, o Corinthians perdeu, também seu meio campo, sua criação e a transição para o ataque. Jorge Henrique ficou muito recuado, ajudou na marcação, mas contribuiu pouco com as jogadas de ataque. Danilo, responsável pela criação, não conseguiu dar conta de sua tarefa, obrigando Guerrero a voltar para buscar o jogo Bem marcado, o centro avante pouco conseguiu fazer. No 2º tempo, o Guarani equilibrou o jogo e o Timão passou a administrar o resultado.
Os melhores em campo foram os atacantes. Émerson, além do belo passe para o gol de Guerrero, movimentou bastante, demonstrou muita garra e vontade e se arriscou em busca do gol. Guerreiro, não só fez o gol, mas foi um dos poucos que mostrou muita vontade durante todo o jogo. Se a bola chegar para ele, é gol. Mas, depois da saída do Renato Augusto, foi prejudicado pela inoperância do meio campo.
Também merece destaque o garoto Igor que apoiou, foi pro ataque e foi bem na marcação, demonstrando ser uma boa opção na esquerda. 
Mesmo o jogo sendo fora, a Fiel estava lá e todos os ingressos a ela disponibilizados foram vendidos. Pela TV, só eram ouvidos os gritos da torcida alvinegra e a impressão é que o jogo era em casa.
Apesar do jogo feio, da falta de vontade de parte da equipe e da vitória pelo placar mínimo, o resultado foi favorável e o Timão melhorou sua classificação no campeonato, passando de 22 para 25 pontos e do 7º para o 6º lugar na classificação geral.
Já o Guarani continua com seus 9 pontos e na zona de rebaixamento, e caiu do 18º para o 19º lugar. O próximo compromisso da equipe alvinegra será na quarta-feira, às 22 horas, contra o Penapolense, no Pacaembu. O Guarani enfrentará o Oeste em Itápolis, na próxima quinta-feira, também às 22 horas.
Eventos
Ficha técnica - Guarani 0 X 1 Corinthians
Local: Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP)
Data: 24 de março de 2013 (domingo)
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Orlando Wohnrath
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Paulo de Souza Amaral
Cartões amarelos: Marquinhos, Ademir Sopa (Guarani); Danilo (Corinthians)
Gol: Corinthians: Guerrero, aos cinco minutos do primeiro tempo
Guarani: Léo; Boiadeiro (Oziel), Thiago, Cássio (Thiago Matias) e Diogo; Ademir Sopa (Cadu), Coutinho, Marquinhos e Thiago Gentil; Ronaldo Mendes e Fernando Gaúcho. Técnico: Branco
Corinthians: Cássio (Danilo Fernandes); Alessandro, Gil, Paulo André e Igor; Ralf, Guilherme, Renato Augusto (Jorge Henrique) e Danilo (Edenílson); Emerson e Guerrero. Técnico: Tite
Estatísticas

Créditos e fontes de imagens
facebook.com/CorinthianosBrasil
globo.com
facebook.com/Ginaldo De Vasconcelos Filho
sportv.globo.com
Leo Bianchi/TV Globo/globoesporte.com
esporte.uol.com.br
globoesporte.com
facebook.com/Ginaldo De Vasconcelos Filho
esporte.uol.com.br
corinthians.com.br
republicadocorinthians.blogspot.com

Um comentário:

  1. MUITO BOM SEU POST
    TENHO UM SITE,TEM INTERESSE EM DIVULGAR SEU BLOG?
    www.gazetacorinthians.com.br
    de uma olhada la
    obs ainda esta em construçao
    caso goste entre em contato pelo email
    gazetacorinthians@hotmail.com

    ResponderExcluir