terça-feira, 5 de agosto de 2014

Apertem os cintos - O Corinthians sumiu

Onde foi parar aquele Corinthians determinado que venceu o derby e caçava o líder do campeonato?
Cadê aquele meio campo preciso e eficiente que fazia a bola chegar ao ataque?
Cadê aquele time que se mostrava seguro e parecia que iria deslanchar no campeonato?
Tais perguntas ocuparam minha mente ao assistir o jogo do Timão em Coritiba, cujo desempenho sofrível atuou como um balde de água fria no meu entusiasmo pelo hexacampeonato. Não que seja impossível conquistá-lo, mas para isso vamos ter que caminhar muito, aprender a jogar contra times retrancados e contratar, pelo menos, mais um atacante e dos bons.
O jogo foi ruim, com pouca criatividade dos dois times, com uma arbitragem caseira, possivelmente formada na escola do Amarilla, invertendo e inventando faltas, sem controle disciplinar, permitindo que o time da casa batesse à vontade, deixando de dar cartão quando necessário e distribuindo-o sem razão.
O Coritiba, com apenas um jogador de qualidade, o meia Alex, jogou fechadinho, à espera de um gol de bola parada ou de encaixar um contra ataque. E o Corinthians, incapaz de criar alguma jogada, abusando dos chutões e com um meio campo improdutivo e irreconhecível, com os atacantes perdidos sem o Guerrero, sofreu na busca de um gol, mas nada conseguiu. Até tentamos, finalizando mais que o Coxa, mas das 10 finalizações, cinco foram para fora, (Jadson, duas, Romarinho, duas e Cleber, uma) e cinco foram defendidas, (Jadson, Renato Augusto, Gil, Petros e Romero). O adversário finalizou apenas quatro vezes, mandando uma bola pra fora (Alex) e três defendidas pelo Cássio, (Alex, Norberto e Reginaldo).
Embora o adversário tenha errado mais passes, 40 deles contra 22 nossos, eles roubaram mais bolas do que nós e cometeram mais faltas (26 contra 14). 
Alguns lances foram bizarros, como o primeiro chute a gol do Romero, as tentativas de cavar faltas e pênaltis do Romarinho e os chiliques do Cleber. Embora imerecida, pois no 1º cartão nem houve falta, a expulsão do Fagner abortou as parcas possibilidades do gol alvinegro. Se no 1º tempo, o time mais parecia jogar pelo empate, ao ficar com um homem a menos, a ordem foi não tomar gol.
Mano demorou para substituir e substituiu errado, deixando em campo o Romarinho, mais preocupado em cavar faltas e pênalti do que em jogar bola. Renato Augusto, que entrou para melhorar o meio campo, foi atrapalhado pela expulsão de Fagner, o que obrigou o Mano substituir o Jadson pelo Guilherme Andrade, que não sentiu a falta de ritmo de jogo e preencheu devidamente o lado direito corintiano.
Gostaria de entender essa postura do Corinthians, que fica impotente diante de times praticamente rebaixados e que depois de um bom jogo, decepciona no seguinte. Tal bipolaridade deixa-nos totalmente inseguros quanto ao desempenho do time e temerosos de não obtermos o título, pois não conseguimos tirar proveito dos tropeços daqueles que se encontram em nossa frente. Pelo contrário, iniciamos a rodada objetivando nos aproximar do Cruzeiro e terminamos sem conseguir bater a meta dos três pontos e com mais dois times na nossa frente. 
Mas, o pior de tudo foi ter que presenciar jogador comemorando o empate e achando bom o resultado e o técnico considerando normal a oscilação do time de um jogo para o outro.
Com o empate, o Corinthians manteve-se cinco pontos atrás do líder Cruzeiro (29 a 24), mas caiu para o quarto lugar ao ser ultrapassado por Internacional e Fluminense, que venceram no fechamento da rodada. Na quarta-feira, o Corinthians enfrentará o Bahia, em Salvador, pela Copa do Brasil, com a vantagem de 3 a 0, construída na primeira partida. No domingo, o compromisso será pelo Brasileirão, contra o Santos, na Vila Belmiro.
O Coritiba segue na zona de rebaixamento, em 17°, com 11 pontos, um a mais que Figueirense, Bahia e Flamengo. No próximo sábado, terá pela frente o Fluminense, no Maracanã.
Melhores momentos
Ficha Técnica - Coritiba 0 X 0 Corinthians
Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba-PR
Data: 3 de agosto de 2014, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília) 
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS) 
Assistentes: Marcelo Bertanha Barison-RS e Rafael da Silva Alves (Asp.FIFA-RS)
Cartões amarelos: Alex, Luccas Claro e Zé Love (Coritiba-PR); Ángel Romero e Fagner (Corinthians-SP)
Cartão vermelho: Fagner (Corinthians-SP)
Coritiba-PR: Vanderlei; Reginaldo, Luccas Claro, Welinton e Dener Assunção; Baraka e Germano (Geraldo); Norberto, Alex e Dudu Figueiredo (Hélder); Zé Love (Keirrison); Técnico: Celso Roth
Corinthians-SP: Cássio; Fagner, Gil, Cléber e Fábio Santos; Ralf, Elias, Petros e Jadson (Guilherme Andrade); Ángel Romero (Renato Augusto) e Romarinho (Luciano); Técnico: Mano Menezes

Créditos e fontes de imagens e vídeo
meutimao.com.br
Joka Maduro-Futura Press/globoesporte.globo.com
Daniel Augusto Júnior/Agência Corinthians/gazetaesportiva.net
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians/globoesporte.globo.com
Daniel Augusto Júnior/Agência Corinthians/gazetaesportiva.net
Joka Maduro-Futura Press/globoesporte.globo.com
Daniel Augusto Júnior/Agência Corinthians/gazetaesportiva.net
Globo.com/youtube.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário