domingo, 17 de agosto de 2014

Dois pontos e muitos gols perdidos

Novamente o Robin Hood entrou em ação e o Corinthians, mais uma vez, empatou e empacou na tabela de classificação. Depois de levar tantos bailes de times da parte inferior da tabela, está faltando um mínimo de competência da comissão técnica e dos jogadores para aprenderem a jogar contra times fechados e retrancados. O Bahia veio pra empatar e cumpriu sua meta e mantivemos nossa triste tradição de levar nó tático do Gilson Kleina.
Apesar das dificuldades na criação, o Corinthians finalizou 18 vezes, contra apenas 6 do Bahia. Dessas, apenas um gol e de bola parada. Infelizmente, nosso ataque erra muito. Além do gol do Gil, mandamos 7 bolas para fora, (Elias duas, Gil duas, Guerrero duas e Luciano uma); cinco foram bloqueadas, (Fábio Santos, Jadson, Ralf, Guerrero e Petros, uma cada); e cinco foram defendidas, (Elias, Guerrero, Romarinho, Luciano e Romero, uma cada). Será que os jogadores não treinam finalizações? E se treinam, por que não aprendem?
O Bahia, além do gol do Kieza, mandou quatro bolas para fora, (Léo Gago, duas, Raul e Emanuel Biancucchi, uma cada), e teve um chute de William Barbio defendido pelo Cássio.
O Corinthians cometeu 19 faltas, roubou 12 bolas e errou 38 passes, enquanto o Bahia teve 7 impedimentos, cometeu 24 faltas, roubou 10 bolas e errou 22 passes. Fonte: http://globoesporte.globo.com/jogo/brasileirao2014/16-08-2014/corinthians-bahia.html
Diante de tanta dificuldade de fazer o gol, alguma coisa deve estar errada no esquema tático corinthiano, principalmente quando o centro avante precisa buscar o jogo, cair pelas pontas e cruzar para o zagueiro fazer o gol.
 
A entrada de Renato Augusto melhorou o meio campo. Só o Mano não percebeu que o Petros estaria com a cabeça no STJD e iria entrar desconcentrado no jogo. Jadson, não conseguiu acordar nem com a chuva que caia e a entrada de Romarinho e Luciano não melhoraram o ataque, que com exceção do Guerrero, não mostrou qualidade. Já imagino o que nos espera quando o Guerrero estiver defendendo a seleção peruana.
Tem horas que, mesmo assistindo o jogo do Corinthians, morro de saudades do Corinthians. 
Favorecido com a derrota do Fluminense, o Corinthians terminou a rodada em 3º lugar na tabela. Com 28 pontos, três a menos do vice líder, Internacional e cinco a menos do líder Cruzeiro, o Timão aumentou a distância dos dois primeiros colocados e depende do tropeço de ambos para chegar ao topo da tabela.
O Bahia, com 14 pontos, está em 19º lugar e continua na zona de rebaixamento.
Em 15 pontos possíveis nos jogos contra os cinco últimos colocados (Vitória, Palmeiras, Figueirense, Bahia e Coritiba), o Timão conseguiu só seis, portando, menos da metade.
No último jogo, o Timão, novamente, apresentou um futebol muito aquém das condições estruturais e financeiras oferecidas aos jogadores e à comissão técnica, frustrando mais de 30 mil torcedores que foram à Arena sob chuva e frio (o público foi de 30.819 pagantes, com renda de R$ 2.096.556,50).
Os dois times voltam a jogar pelo Campeonato Brasileiro no meio da semana. Na quarta-feira, às 21 horas, o Bahia recebe o Criciúma na Arena Fonte Nova. Na quinta-feira, o Timão joga novamente na Arena Corinthians, em Itaquera contra o Goiás, às 19:30 horas.
Esperamos que no próximo jogo o time já tenha perdido seu complexo de Robin Hood.
 
Melhores momentos
Ficha Técnica - Corinthians 1 X 1 Bahia
Local: Arena Corinthians, em Itaquera, em São Paulo (SP)
Data: 16 de agosto de 2014, sábado
Horário: 21 horas (de Brasília)
Público: 30.819 pagantes
Renda: R$ 2.096.556,50
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: José Javel Silveira e José Eduardo Calza (ambos de RS)
Assistentes adicionais: Jefferson Schmidt (SC) e Francisco de Paula dos Santos Silva Neto (RS)
Cartões amarelos: Ralf (Corinthians); Rafael Miranda, Demerson, Fahel e Léo Gago (Bahia)
Gols: Corinthians: Gil, aos 42 minutos do primeiro tempo; Bahia: Kieza, aos 35 minutos do primeiro tempo
Corinthians: Cássio; Fagner, Cleber, Gil e Fábio Santos; Ralf, Elias, Petros (Renato Augusto) e Jadson (Romarinho); Romero (Luciano) e Guerrero; Técnico: Mano Menezes
Bahia: Marcelo Lomba; Railan, Titi, Demerson e Raul; Fahel, Rafael Miranda, Léo Gago e Emanuel Biancucchi (Branquinho); Maxi Biancucchi (William Barbio) e Kieza; Técnico: Gilson Kleina


Créditos e fontes de imagens e vídeo
spinoff.comibookresources.com/globoesporte.globo.com/MAON
meutimao.com.br
Sergio Barzaghi/Gazeta Press/gazetaesportiva.net
timaoweb.com.br
Gazeta Press
Gazeta Press
domingossccp.blogspot.com
Gazeta Press
twitter.com/goleada_info
youtube.com/globo.com
Daniel Augusto Júnior/Agência Corinthians/globoesporte.globo.com/MAON

Nenhum comentário:

Postar um comentário