quinta-feira, 23 de julho de 2015

Aprovados no teste do ABC

Foi um teste para os garotos, talvez para provar que ainda não estão prontos e que precisamos contratar alguns medalhões. Mas, parece que o tiro saiu pela culatra e eles revelaram muita qualidade individual. É óbvio que não estão prontos, que ainda falta aprimoramento técnico, entrosamento e disciplina tática. Mas, como conseguir desenvolver tais qualidades sem oportunidades de jogo, com apenas três dias de preparo específico para este jogo e com algumas improvisações, jogando fora de posição, (Marciel e Matheus Pereira) e sendo chamados de última hora, (Samuel e Léo Jabá)? Considerando essas condições, os garotos até superaram alguns mais experientes, que já tiveram chances no time titular. 
Eles não tremeram e foram responsáveis pelos lances mais bonitos, (Léo Jabá e Gustavo Vieira) e pelas melhores jogadas, (Marciel e Matheus Pereira). Com pouco treino, alguns improvisos, sem ritmo de jogo e com convocações de última hora, eles vestiram a camisa e foram pra cima, buscaram o jogo e mostraram suas qualidades potenciais. Tais fatores só valorizaram a atuação dos garotos. Se tivessem tido treinamento nas mesmas condições do time titular, provavelmente, iriam arrebentar.
Obviamente que num jogo festivo, mesmo diante de um time de pouca qualidade técnica, o preparo não foi o mesmo que em jogos de campeonato. Mas, mesmo faltando entrosamento e postura tática, não vimos uma bagunça generalizada. E jogando ao lado de campeões mundiais e de Libertadores, os novatos se saíram muito bem e, diante das condições de preparo que tiveram, superaram as expectativas. Acredito que muitos deles, se tivessem a mesma atenção que tem Romero, Mendonza e mesmo Vagner Love, poderiam ser aproveitados no time principal.
Mesmo com um time reserva e repleto de garotos, o Corinthians controlou o jogo e teve boa posse de bola. Mas erros de finalizações impediram de abrir o placar, o que só ocorreu quando Fábio Bahia cometeu o pênalti, bem cobrado por Rodriguinho. Para Romero, Rildo e Mendonza não faltou disposição, mas faltou qualidade, principalmente nas finalizações e no domínio da bola no arremate final. 
Ambos os treinadores aproveitaram a oportunidade para observarem jogadores e promoveram mudanças nos respectivos times. Após a entrada dos garotos da base, o Corinthians apresentou maior movimentação e o jogo mostrou que muitos tem qualidade e bom potencial. Se a diretoria tiver um mínimo de discernimento e a comissão técnica quiser sair da zona de conforto, darão mais atenção aos meninos ao invés de gastarem muito dinheiro com jogadores que só vêm atuando com o nome ou que só estão enganando. A não ser que haja algo mais que motive ir às compras, mesmo com o clube sem dinheiro e com dívidas para pagar.
Melhores momentos
Ficha Técnica - ABC-RN 0 X 1 Corinthians
Data: 20/07/2015
Horário: 19:30 horas (de Brasília)
Local: Estádio Frasqueirão, em Natal (RN)
Árbitro: Zandick Gondim Alves Júnior (RN)
Assistentes: Leandro Lincoln Santos Neves e Luis Carlos de França Costa (ambos RN)
Gol: Rodriguinho, aos 42 minutos do primeiro tempo
ABC: Gilvan; Reginaldo (Igor Julião), Leandro Amaro (Luizão), Suelliton (Leonardo Luz), Leandro Amaro e Marcílio (Jussandro); Fábio Bahia (Jardel), Rafinha, Rafael Oliveira (Erivélton), Wellington Bruno, Michel e Cleyton. Técnico: Toninho Cecílio.
Corinthians: Walter (Matheus Vidotto); Edílson (Samuel), Yago, Edu Dracena e Marciel (Rodrigo Sam); Ralf e Matheus Pereira; Danilo (Rildo), Rodriguinho (Matheus Vargas) e Mendoza (Léo Jabá); Romero (Gustavo Viera). Técnico: Tite.

Créditos e fontes de imagens e vídeo
globoesporte.globo.com 
Daniel Augusto Júnior/Agência Corinthians/globoesporte.globo.com 
Daniel Augusto Júnior/Agência Corinthians/globoesporte.globo.com 
Daniel Augusto Júnior/Agência Corinthians/esporte.uol.com.br 
youtube.com/globo.com 

Nenhum comentário:

Postar um comentário