quarta-feira, 1 de julho de 2015

Dois tempos, dois jogos e fantasma exorcizado

O fantasma rondou no primeiro tempo. O Corinthians não se encontrava em campo. Com dificuldades para furar o bloqueio armado por Argel Fucks, mesmo com um time ofensivo, não conseguíamos passar pela forte marcação do Figueirense. E foi o time visitante, nos contra ataques, que mais ameaçou a meta corinthiana.
Na etapa final, o time mudou a postura, com jogadas mais rápidas no meio campo. E aos 19 minutos, já vencíamos por dois a zero, com um gol de Vagner Love e outro de Jadson, que converteu a cobrança do pênalti, sofrido pelo atual camisa 9. Mas, aos 29 minutos, numa bobeada da nossa zaga, o Figueirense, que não havia desistido do jogo, diminuiu a diferença, com um gol de Thiago Santana.
Com um placar menos elástico, Tite reforçou a marcação. promovendo a entrada do zagueiro Yago, que atuou como 1º volante, deixando Marciel, que havia substituído o Bruno Henrique, como 2º volante, bem como a entrada do meia Danilo, que tem como característica segurar mais a bola e cadenciar mais o jogo. O Figueirense não desistiu do jogo e no final levamos sufoco e os quatro minutos de acréscimo dados pelo árbitro parecera durar quarenta.
De positivo no jogo, além da vitória, foi a mudança da postura do time na etapa final. Destaques para as atuações do Malcom, do Vagner Love e para a boa estreia do volante Marciel.
Melhores momentos
Ficha técnica: Corinthians 2 x 1 Figueirense
Local: Arena Corinthians, em Itaquera, São Paulo (SP)
Data: 27 de junho de 2015, sábado
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Igor Junio Benevenuto (MG)
Assistentes: Márcio Eustáquio Santiago (MG) e Pablo Almeida da Costa (MG)
Público: 25.063 espectadores (24.786 pagantes)
Renda: R$ 1.252.246,25
Cartões amarelos: Cereceda e Marquinhos (Figueirense)
Gols: Corinthians: Vagner Love, aos 11 minutos do segundo tempo, e Jadson, aos 19 minutos do segundo tempo; Figueirense: Thiago Santana, aos 27 minutos do segundo tempo
Corinthians: Cássio; Edílson, Felipe, Gil e Uendel; Bruno Henrique (Marciel), Jadson e Renato Augusto; Luciano (Danilo), Vagner Love (Yago) e Malcom; Técnico: Tite
Figueirense: Alex Muralha; Leandro Silva, Thiago Heleno, Marquinhos e Cereceda; Dener, Fabinho, Rafael Bastos (Thiago Santana) e Ricardinho (Everaldo); Clayton e Marcão (Elias); Técnico: Argel Fucks

Créditos e fontes de imagens e vídeo
globoesporte.globo.com
twitter.com/@FatosSCCP
Anderson Rodrigues/Agência Estado/globoesporte.globo.com
Djalma Vassão/Gazeta Press
Globo.com/youtube.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário