sexta-feira, 10 de julho de 2015

Que sufoco!!!

Foi tenso, foi sofrido, foi Corinthians.
O Atlético-PR não se intimidou com o tamanho da Arena nem com os mais de 32 mil torcedores. Até parecia que a casa era deles. Marcaram a saída de bola, pressionaram, vieram pra cima e só não marcaram porque erraram o arremesso final e porque o Cássio defendeu. Levamos o maior sufoco e só respiramos aliviados depois do gol do Jadson. Mesmo quando vencíamos por 1 a 0 continuamos pressionados, o que obrigou o Tite a mexer no time. Danilo entrou no lugar de Vagner Love para segurar a bola no ataque e Ralf substituiu Bruno Henrique para melhorar a marcação. E aí o jogo melhorou para o Timão.
Mesmo com mais posse de bola e pressionando mais, o Atlético-PR não conseguiu converter nenhuma de suas 12 finalizações, enquanto o Timão aproveitou duas das suas oito tentativas para o gol. O 1º gol, aos 33 minutos da etapa inicial, saiu após uma cobrança de lateral de Fagner. Gil desviou de cabeça para Jadson cruzar para Elias empurrar para o fundo da rede e abrir o placar. O 2º, aos 31 minutos do 2º tempo, saiu numa cobrança de falta do Jadson. 
Jadson foi o melhor em campo, com um gol e uma assistência, além de ter armado o time e comandado o jogo. Vagner Love fez uma péssima partida, errou passes, não conseguiu dominar a bola e mal conseguia parar em pé. Creio que está mal posicionado. Não tem altura nem perfil pra fazer o pivô e lutar com os zagueiros. Rende mais quando busca a bola em velocidade e parte para o gol. Bruno Henrique até pode ter melhorado a saída de bola, mas com ele de 1º volante o time perde muito na marcação. 
Rildo recém contratado, e com pouco treino, fez a sua estreia. Mostrou raça, sofreu uma falta e correu muito. Assim como Rodriguinho, que teve sua estreia no jogo anterior, foi rapidamente agraciado pelo ME RE CI MEN TO. Quando os garotos da base terão as mesmas oportunidades?
Com o resultado o Corinthians chega aos 23 pontos e ao 4º lugar na tabela, enquanto o Furacão estaciona nos 19 pontos e fica em 8º lugar. 
Se o resultado foi favorável, o desempenho do Timão deixou muito a desejar. Fomos pressionados, levamos sustos, passamos um baita sufoco e Cássio nos salvou de tomar gols. Isso não pode acontecer, principalmente em casa. Também não podemos ficar na Jadsondepêndencia nem errar tantas finalizações. Para nos mantermos no pelotão de frente, precisamos melhorar muito.
Melhores momentos
Ficha técnica: Corinthians 2 x 0 Atlético-PR
Local: Arena Corinthians, em Itaquera, São Paulo (SP)
Data: 9 de julho de 2015, quinta-feira
Horário: 19:30 horas (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro - MG (FIFA) 
Árbitro Assistente 1: Marcio Eustáquio Santiago - MG (ESP-1) 
Árbitro Assistente 2: Guilherme Dias Camilo - MG (FIFA) 
Quarto Árbitro: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral - SP (CBF-2)
Delegado: Silvia Regina de Oliveira - SP (ASS) 
Público: 32.737 espectadores (32.442 pagantes)
Renda: R$ 1.861.072,76
Cartões amarelos: Felipe (Corinthians); Nikão e Hernani (Atlético-PR)
Gols: Elias, aos 33 minutos do primeiro tempo, e Jadson, aos 31 minutos do segundo tempo
Corinthians: Cássio; Fagner, Felipe, Gil e Uendel; Bruno Henrique (Ralf); Jadson (Rildo), Elias, Renato Augusto e Malcom; Vagner Love (Danilo); Técnico: Tite
Atlético-PR: Weverton; Eduardo (Dellatorre), Vilches, Kadu e Natanael; Otávio, Hernani e Ytalo; Marcos Guilherme (Bady), Cléo e Nikão; Técnico: Milton Mendes

Créditos e fontes de imagens e vídeo
globoesporte.globo.com
Daniel Augusto Júnior/Agência Corinthians/meutimao.com.br
globo.com/youtube.com 

Nenhum comentário:

Postar um comentário