quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Parabéns Timãozinho - Uma lição para os nossos profissionais

Uma lição de técnica, de disciplina tática, de garra, de raça, de determinação e de comprometimento 
Apesar de ter dado a lógica, com a vitória do time mais produtivo e regular do campeonato, não nos livramos dos sustos e de momentos de tensão. Com o desfalque de dois jogadores que foram fundamentais em toda a campanha, o meia Matheus Cassini e o atacante Gustavo Tocantins, e com a tensão própria de qualquer decisão, eram previsíveis algumas dificuldades que ocorreram no jogo. Mas, nossos garotos foram valentes, aplicados, raçudos e fizeram prevalecer a sua superioridade, a experiência e a raça corinthiana. E assim, após terem conquistado os títulos dos campeonatos Paulista e Brasileiro de 2014, conquistaram mais um troféu, sagrando-se eneacampeões da 46ª edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior.
Com uma campanha irrepreensível, eliminando Guaicurus-MS, Grêmio Barueri e Rio Branco-AC na fase de grupos, Grêmio Prudente na segunda fase, Goiás nas oitavas de final, São Caetano nas quartas e São Paulo na semi final, o Timãozinho venceu o Botafogo-SP, a grande surpresa da Copinha 2015, por ter vencido o Botafogo-RJ, Fluminense, Grêmio e Palmeiras. 
Apesar de pior tecnicamente, o Botafogo-SP não se entregou e vendeu caro a derrota e o título. Por sua vez, o Corinthians ressentiu a ausência do Matheus Cassini e do Tocantins, além de perder algumas oportunidades de gol. Depois de várias chances perdidas, Maycon, aos 21 minutos da etapa final, arriscou de longe e, também contou com a ajuda do goleiro Talles para abrir o placar, fazendo o Pacaembu explodir de alegria. O Botinha sentiu o golpe, o Timãozinho continuou com o controle da partida e administrou o resultado até o apito final
Assim, num jogo equilibrado e de bom nível técnico, nossos garotos fizeram valer sua experiência em decisões e, menos nervosos, aproveitaram-se dos erros do Botafogo-SP para conquistaram o título da competição. O Corinthians, além de mais experiente, primou pela disciplina e a organização tática, dominou o jogo no 1º tempo, com 70% de posse de bola e o resultado só não foi melhor, devido aos erros de finalizações.
O horário do jogo foi um fator negativo para o espetáculo futebolístico, em prejuízo do desempenho dos dois times. 
O Timãozinho não foi apenas o campeão do torneio, mas emplacou o artilheiro, Gabriel Vasconcelos, com 8 gols, o melhor jogador, Marciel, 4 jogadores na seleção do campeonato: o zagueiro Rodrigo San, o lateral esquerdo Guilherme Arana, o volante Marciel e o atacante Gabriel Vasconcelos, e 3  jogadores na seleção reserva: o lateral direito Léo Príncipe, o volante Maycon e o meia Matheus Cassini.
Emocionante também foi a homenagem prestada ao Sócrates, ídolo dos dois times concorrentes ao título. Antes do apito inicial, na execução do hino nacional, os jogadores, com o punho direito erguido, gesto eternizado pelo ex-meia falecido em 2011, lembraram o Doutor da medicina, da bola e da democracia.
Com o Pacaembu lotado, a torcida não só aproveitou para rever a Saudosa Maloca, mas apoiou o time os 90 minutos, cantando, pulando, gritando, torcendo e vibrando muito. Até parecia que a velha Fiel renascia, pois a energia e a vibração nada ficaram devendo aos jogos dos campeonatos Paulista e Nacional e aos jogos do time profissional disputados na Arena Corinthians, cuja frieza dos mármores parece esfriar a torcida presente.
O espírito aguerrido, a garra, a raça e a determinação dos garotos alvinegros, bem como a disciplina tática e o bom posicionamento são frutos da competência e da dedicação dos jogadores, mas principalmente do técnico Osmar Loss que, em pouco mais de um ano, deu outra cara ao time e três títulos, em menos de 60 dias. Em 90 jogos disputados sob seu comando, o Timãozinho venceu 64, empatou 21 e perdeu apenas 5, conseguindo um aproveitamento de 78% e três títulos. O trabalho da comissão técnica foi muito bom e devem subir uns quatro garotos para o time principal, o que mostra que nossa base continua revelando.
Pena que a comissão técnica, que viu no Marquinhos um zagueiro baixo e inferior ao Wallace e ao Felipe, prefere trabalhar com jogadores do Bragantino e da Ponte Preta e prioriza jogadores prontos, já formados, que custam caro e nem sempre correspondem. Não sei se é por preguiça, por não terem paciência para lapidar os garotos, ou se é por incompetência. A realidade é que a nossa base revela, mas revela para outros times usufruírem. Marquinhos, Dodô, Émerson Ribeiro são alguns exemplos dessa situação e não acredito ser coincidência o fato dos três terem sido descartados pelo atual treinador. Por isso, tenho pena dos garotos que subirem. Ou vão ficar só treinando ou serão emprestados para os Bahias e/ou Bragantinos da vida. Aprenderiam e evoluíram mais, se continuassem atuando na base, sob a orientação do competentíssimo Osmar Loss. 
Parabéns ao Timãozinho, não só pelo enea campeonato, mas principalmente pela brilhante campanha que vem realizando sob o comando do técnico Osmar Loss. Vitória mais que merecida. Vitória da técnica, da disciplina tática, mas sobretudo, vitória da garra, da determinação, da dedicação, da entrega, do comprometimento e do respeito e amor à camisa que vestem, atributos cada vez mais raros no futebol profissional.
 
Ficha Técnica  - Botafogo-SP 0 x 1 Corinthians
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo-SP
Data: 25 de janeiro de 2015, domingo
Horário: 10:50  horas (de Brasília) 
Árbitro: Thiago Luis Scarascati
Assistentes: Leandro Matos Feitosa e Fabrini Bevilaqua Costa
Renda: R$ 505.655,00 
Público total: 36.083
Cartões amarelos: Alex e Daniel Oishi, (Botafogo-SP); Guilherme Arana e Léo Príncipe (Corinthians)
Gol: Maycon, aos 21 do segundo tempo, (Corinthians)
Botafogo-SP: Talles; Giovani (Carlos), João Neto, Caio Ruan e Mayc; Túlio (Daniel Oishi), João Vitor, Alex e Wesley; William (Erik) e Isaac; Técnico: Rodrigo Fonseca
Corinthians: Caíque França; Léo Príncipe, Pedro Henrique, Rodrigo Sam e Guilherme Arana; Maycon, Marciel, Matheus Vargas (Pedro Henrique) e Marcinho (Lauder); Yan (PC) e Gabriel Vasconcelos; Técnico: Osmar Loss

Créditos e fontes de imagens e vídeo

globoesporte.globo.com
corinthians.com.br
Sergio Barzaghi/Gazeta Press/gazetaesportiva.net
globoesporte.globo.com
Sérgio Barzaghi/Gazeta Press
twitter.com/@OsmarLoss
Sergio Barzaghi/Gazeta Press/gazetaesportiva.net
Sérgio Barzaghi/Gazeta Press
Sérgio Barzaghi/Gazeta Press
facebook.com/radiocoringao


Nenhum comentário:

Postar um comentário