sábado, 25 de janeiro de 2014

Corinthians X São Bernardo

Com uma nova postura, com um time mais ofensivo que na última temporada, o Corinthians enfrentará o São Bernardo, no estádio do Pacaembu, neste sábado, às 21 horas, (horário de Brasília), em busca de sua terceira vitória no Campeonato Paulista.
Será o primeiro jogo do Timão no Pacaembu, porque na rodada passada, o clube cumpriu punição e mandou a partida em Americana e na abertura da competição, atuou como visitante.
Único clube do grupo B com duas vitórias nas duas rodadas realizadas, o Corinthians pode disparar na liderança da chave se vencer hoje no Pacaembu. O São Bernardo também atravessa boa fase, com 100% de aproveitamento e na liderança do grupo C, com duas vitórias em dois jogos: 1 a 0 sobre o Botafogo de Ribeirão Preto, na estreia, e 2 a 1 diante do XV de Piracicaba na segunda rodada.
Ficha Técnica - Corinthians X São Bernardo
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP) 
Data: 25 de janeiro de 2014, sábado
Horário: 21 horas (de Brasília) 
Árbitro: José Cláudio Rocha Filho (SP) 
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Carvalho Van Gasse (ambos de SP)
Corinthians: Walter; Diego Macedo, Gil, Paulo André e Jocinei; Ralf, Guilherme, Ibson e Rodriguinho; Emerson Sheik e Alexandre Pato; Técnico: Mano Menezes
São Bernardo: Wilson Júnior; Rafael Cruz, Fernando Lombardi, Luciano Castan e Eduardo; Daniel Pereira, Edson Felipe, Marino e Bady; Márcio Diogo e Careca; Técnico: Edson Boaro
O Corinthians terá no banco o goleiro Danilo Fernandes, os zagueiros Cléber e Felipe, os meias Douglas e Danilo e os atacantes Romarinho, Guerrero e Paulo Victor.
No Corinthians estão fora Uendel, com dores no músculo adutor da coxa direita, Cássio, com lesão na mão esquerda e Fábio Santos, com um problema no lado direito da região abdominal. Renato Augusto e Guilherme Andrade continuam em fase final de preparação física.
No São Bernardo o atacante Elionar Bombinha, com uma lesão muscular, é o único desfalque.
Com a ausência de Uendel, que foi vetado pelo departamento médico por sentir dores no músculo adutor da coxa esquerda, Jocinei, volante de origem, será adaptado na função de lateral-esquerdo.
Mas, esta não será a única mudança na equipe, pois, além de Jocinei, entram no time Ibson (no lugar de Danilo), Alexandre Pato e Emerson Sheik (nas vagas de Romarinho e Guerrero). O técnico alvinegro pretende dar oportunidade para todos os atletas para encontrar a formação ideal, dar ritmo de jogo e promover o entrosamento dos jogadores para o restante da temporada. Por isso, apesar do 100% de aproveitamento, ele modificou a equipe.
Para o técnico, todos os jogadores do elenco têm condições de atuar, pois são jogadores de alto nível. Nos dois primeiros jogos ele optou por uma formação, mas no jogo de hoje a formação será com Pato e Émerson na frente e com Ibson no lugar do Danilo.
"Estamos encontrando maneiras de aproveitar todos. Quando você tem um grupo de qualidade, é isso que tem de fazer. Precisa encontrar a maneira deles produzirem bem, achar o ponto de cada um deles, a circunstância que devem entrar", disse o treinador.
Embora os treinos não possam mais ser acompanhados pela TV e, assim não mais é possível avaliar o desempenho dos jogadores durante os treinos, considero que ainda era cedo para mudar a equipe. Até pensei que as mudanças tivessem por objetivo preservar jogadores para o clássico contra o Santos, pois Guerrero ficou muito tempo parado e Danilo não mais aguenta muitos jogos seguidos, mas tal hipótese foi refutada pelo treinador.
Além disso, parece-me temerário, colocar um trio tão contestado pela torcida no caldeirão do Pacaembu, onde haverá muita cobrança e pressão, potencializando os erros que vierem a ocorrer. Com exceção do Émerson, que é cara dura e malandro, e portanto, lida melhor com a pressão, acredito que o jogo será difícil para o "tranquilo" e morno Pato e para o hiper contestado Ibson.
Creio que as mudanças foram prematuras e inoportunas. Será que eles estão voando nos treinos? Ou será um menosprezo pelo adversário?
Só espero que se o caldo engrossar, o técnico tenha sensibilidade e jogo de cintura suficiente para fazer as substituições que forem necessárias.
Como torcedora, só me resta torcer para que minha avaliação não esteja correta, que tudo dê certo e que venham mais 3 pontos.

Créditos e fontes de imagens
globoesporte. globo.com
globoesporte. globo.com
globoesporte. globo.com
Sergio Barzaghi/Gazeta Press/gazetaesportiva.net
globoesporte. globo.com/MAON

Nenhum comentário:

Postar um comentário